quarta-feira, 13 de junho de 2012

Os 4 Equívocos do Livro de Jó

"Porventura tu não cercaste de sebe, a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste e o seu gado se tem aumentado na terra. Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face." Jó 1:10-11

Tema: Os 4 Equívocos do Livro de Jó

Introdução:

A história de Jó que a bíblia nos conta é uma grande lição para nós.

Onde todas as pessoas que fazem parte estavam erradas.

Você já viu isso acontecer?

Pode parecer estranho mais existem situações onde todas as pessoas envolvidas estão erradas, estão enganadas, estão equivocadas. Essa é a história do livro de Jó.

Que poderia chamar a História onde todos estavam errados.


I. O PRIMEIRO EQUIVOCO FOI O DE SATANÁS (Jó 1:10-11)

O equivoco do inimigo foi pensar que Jó só servia a Deus por interesse daquilo que Ele poderia te dar.

O interessante da palavra de Deus é que quando Satanás veio apresentar-se a Deus ele não falou sobre Jô foi o Senhor quem perguntou para ele:

“Você viu Satanás meu servo Jó como é um crente fiel a mim? ’ e Satanás respondeu: “é fácil servir ao Senhor com todas as benções que o Senhor dá a Jó.

O Senhor fez isso porque tinha certeza do amor de Jó por Ele.


II. O SEGUNDO EQUIVOCO FOI O DA ESPOSA DE JÓ ( Jó 2: 9-10)

O grande equivoco da mulher de Jó foi pensar que sua vida estava centrada na sua saúde e no que ele possuía, uma vez que perdeu tudo o que tinha não teria mais motivos para servir a Deus. Infelizmente hoje muitos vivem assim ainda, culpando Deus por tudo aquilo que acontecem em suas vidas e muitas vezes se afastam de Deus.

Não podemos viver servindo a Deus interessados naquilo que Ele tem para nos dar ouça esta lição é muito importante para nós.

Não podemos nos equivocar, pensando que a vida verdadeira está nos bens que nos cercam.

Lembre-se do que o Senhor disse:

“Então, lhes recomendou:

“Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.” (Lc 12: 15).


III. O TERCEIRO EQUIVOCO FOI O DOS AMIGOS DE JÓ

O equivoco dos amigos de Jó foi pensar que o sofrimento que ele estava passando era conseqüências de pecado, e não estavam errados no que dziam, mas não do caso de Jó.

Muitas pessoas pecam e todo pecado tem suas conseqüências, mas Jó não pecou.

E podemos aprender com a história de Jó, que não devemos julgar as pessoas pelas lutas que estão passando nem tudo é conseqüência de pecado.

Deus não nos colocou nesta terra nem para avaliar nem para julgar.

É muito fácil julgar a vida das pessoas principalmente quando não estão indo bem.

O problema de julgar os outros é que na maioria de vezes seremos carnais e equivocados, e o que é pior seremos julgados da mesma forma pelos outros.


 IV. O QUARTO EQUIVOCO FOI O DO PRÓPRIO JÓ (Jó 42: 5)

O equivoco de Jó foi pensar que integridade apenas era o suficiente.

Ele conhecia a Deus ouvindo de outros.

Integridade apenas não é o suficiente precisamos ter um relacionamento íntimo com Deus.

Mas ele mesmo nunca tinha tido uma experiência com Deus, esse é o grande perigo que corremos todos os dias.

Se não temos um relacionamento com Deus, só o conhecemos de ouvir falar quando vem a tempestade a teoria sobre Deus não funciona.

Portanto, é preciso ter os olhos da fé abertos para ver que o Deus que servimos está acima dos nossos sofrimentos. Ele é o Deus que tem poder para mudar a nossa vida.

Ele pode nos curar e libertar de qualquer doença ou crise.

Não se deixe levar pelo engano.

Abra os olhos e veja a glória do Senhor brilhar em sua vida.

Conquiste com ele o seu milagre. Aproxime-se dele crendo que ele existe!


A serviço do rei,  Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário