sexta-feira, 27 de julho de 2012

I° O Senhor é meu pastor e nada me faltara


Texto base: SL 23:1-5

Introdução

TEMA: O Senhor é meu pastor e nada me faltará

O salmo 23 foi escrito por Davi na visão e perspectiva de um pastor de ovelhas. E como tal, Davi conhecia todas as implicações e realidades desse trabalho.

Ele olha para Deus e vê que assim como ele lidava e tratava suas ovelhas, era também cuidado e tratado por Deus que era o seu pastor.

Desta forma com muita propriedade ele apresenta realidades que eram vividas no cotidiano de seu trabalho e as aplica ao contexto espiritual, observando assim a maravilhosa forma como Deus cuidava de sua vida.
O mesmo cuidado Deus continua dispensando às suas ovelhas ainda hoje.

Ele continua sendo e sempre será o nosso grande Pastor. O texto nos afirma: “O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará.” Que maravilha!  O Senhor é o nosso Pastor e supre todas as nossas necessidades.

Portanto, temos a certeza de sua presença plena em nossas vidas cuidando de nós. Muita das vezes como ovelhas nos distanciamos do aprisco e nos afastamos do nosso Pastor. Contudo, Ele é fiel e nunca nos abandona. Ele sempre virá em busca de suas ovelhas.

Duas verdades são aqui destacadas:




1- Pastor Pessoal.

Ele é o “meu pastor…”. Ele tem conosco uma relação pessoal.

Ele conhece chama pelos nomes as suas próprias ovelhas. (Jo 10: 3).

Ele nos conhece pessoalmente.

Ele conhece suas ovelhas intimamente, uma por uma, e cuida delas individualmente.

Ele conhece as ovelhas uma por uma, tratando-as bondosamente, como indivíduos.

As ovelhas têm contato pessoal com o pastor.

A Escritura Sagrada diz:

- “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos.” (Jo 10: 27,28).

Isto é relacionamento pessoal: “O Senhor é o meu Pastor…” Isto fala também de comunhão pessoal com Ele.

2- Pastor Suficiente.

“… nada me faltará.” Ele é o pastor que supre suas ovelhas em quaisquer circunstâncias.

A ovelha é um animal indefeso, míope e incapaz de cuidar de si mesma.

Ela necessita do cuidado do pastor.

E Cristo tem toda a condição para suprir suas ovelhas de forma plena.

Descanse e confie no Senhor, pois na hora certa Ele sempre tem a resposta de suprimento para suas ovelhas.

Ele tem suprimento abundante e suficiente. “… nada me faltará.”

Não faltará alimento. (SL 23: 2): “Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas”.

Não faltará refrigério. (SL 23: 3ª): “Refrigera a minha alma…”

Não faltará direção. (SL 23: 3b):  “… guia-me pelas veredas da justiça…”

Não faltará segurança. (SL 23: 4a): “Ainda que eu andasse pelo vale da sobra da morte, não temeria mal algum…”

Não faltará companhia. (SL 23: 4b):  “pois tu estás comigo”

Não faltará Consolo. (SL 23: 4c): “… a tua vara e o teu cajado me consolam.”

Não faltará suprimento. (SL 23: 5a): “Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus adversários…”
 
Não faltará unção. (SL 23: 5b):  “… unges-me a cabeça com óleo…”

Não falta regozijo. (SL 23: 5c): “… o meu cálice transborda.”

Não faltará bondade e misericórdia (SL 23: 6a):

“Certamente que a bondade e a misericórdia me seguiram todos os dias da minha vida…”

Não faltará convicção. (v.6b): “… habitarei na casa do Senhor por longos dias.”

Ele faz tudo quanto pode para cuidar delas, por possuir por elas um afeto genuíno, protegendo-as do perigo, suprindo-lhes todas as necessidades.

Resumo: O resultado destas certezas na vida daqueles que foram lavados e remidos pelo Sangue de Cristo, sem dúvida é Alegria completa por pertencer ao rebanho de Cristo.

Um rebanho cuidado pelo Sumo Pastor e caminha para os céus.

A serviço do rei,  Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário