sábado, 29 de setembro de 2012

os filhos e a morte prematura



TEXTO BASE Salmos 90: 10

INTRODUÇÃO

TEMA: Os Filhos e a morte prematura=VI

Mesmo que a Bíblia nos diz que “Os dias da nossa vida chegam a setenta anos” (Salmos 90: 10)

A Bíblia também nos ensina que o Senhor pode dar e também pode tomar (Jó 1: 21).
Há os casos na Bíblia que os filhos pequenos dos filhos de Israel eram mortos várias vezes (Faraó mandou isso em Êx 1: 22 e Herodes mandou isso em Mat. 2:16).
Mesmo que o desejo é de viver, às vezes o desejo não é realizado.
Não há garantia do dia de amanhã pois a nossa vida, de qualquer numero de anos, “é um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” (Tiago 4: 14).



A. O que acontece quando um filho morre pequeno?
A Bíblia não fala diretamente para onde vão os filhos que morrem.
Pela comparação de um versículo com um outro e procurando ser fiel com toda a verdade apresentada na Bíblia podemos achar algumas respostas desta pergunta.

Os filhos que morrerem prematuros, antes da idade da razão, podem ir para o céu.
Quando Davi perdeu a sua criança de poucos dias ele pronunciou, “Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.” (II Sam 12: 23).
Davi dizendo, “irei a ela” nos dá uma razão de crer que as crianças vão ao céu onde Davi foi depois de morto.
Que a criança “não voltará para mim” nos ensina que não há reencarnação ou uma outra chance de vida nem uma outra vida em qualquer forma na terra para as crianças que morrerem pequenas.

B. Há um céu só para nenê?
A Bíblia nos revela tudo que Deus quer revelar para o homem.
Só o que é revelado é necessário para o homem saber para dar glória a Deus.

Existem perguntas que não têm respostas.
Geralmente pode concluir que se a Bíblia é silenciosa sobre um fato, o homem deve ficar silencioso também.
Homem qualquer não tem nenhuma liberdade de criar nenhuma crença se a Bíblia não a ensina.
A Bíblia só relata um céu (Apoc 21: 22).
A Bíblia é silenciosa sobre qualquer afirmação de fato para onde as criancinhas vão quando morrem mas há razão pensar que vão para o céu..

C. Qual é a idade de razão?
A Bíblia não conclui qual é a idade da razão.
Os estudiosos acham que quando a criança pode entender o certo e o errado ela já chegou ao ponto de ser responsável diante de Deus pelas suas próprias ações.
Deus tem compaixão dos que “não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda” (Jonas 4: 11).
Deus cuida dos pequeninos, dos quais Jesus disse “seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus” (Mat. 18: 10; Zac 13: 7).

É fato que ninguém pode afirmar se a idade da razão é de três anos, dez anos, mais anos ou menos, pois a Bíblia não dá casos para consultarmos.
Podemos saber que os pais devem criai-os “na doutrina e admoestação do Senhor.” (Efés 6: 4) desde o berço para que quando vier o tempo de partirem, estarão preparados.

Também a Bíblia alerta que os pais devem ter cuidado de nunca impedirem qualquer criança de ir a Cristo (Mat. 19:13-15).

D. Qual deve ser a atitude sobre aborto?
Quando os filhos são abortados eles morrem prematuros.
Os que concedem ao aborto ou praticam o aborto já são culpados de assassinato.

Disso, a Bíblia não resta dúvidas.
Se o caso de Onã trouxe a repreensão do Senhor (Gên. 38: 8 =10),
Tanto mais os que desfazem o “fruto do ventre”(Salmos 127: 3).

Bênçãos eram para as parteiras Egípcias que “conservavam os meninos com vida” que Faraó mandava matar.

As parteiras agiram com uma atitude de temor a Deus (Êx 1: 15 =21).
Todos que cuidam da vida que o SENHOR dá estão operando com o temor de Deus. De outra maneira é homicídio.
Do momento que há concepção, há vida (Mat. 1:18, “concebido”, Mat. 1: 20, “gerado”).

Quando “no oculto”, dentre do ventre, o corpo existia “ainda informe” Deus notava e dava consideração como se fosse uma pessoa completa.
Davi disse pela inspiração, “Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.” (Salmos 139: 14 =17).

Se a criança, “ainda informe”, levava a atenção notável de Deus, os que temem a Deus darão atenção adequada a ela também.


A serviço do rei,  Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário