sexta-feira, 12 de outubro de 2012

o senhor é com ele


TEXTO BASE 1° SM 16: 13 ,18

INTRODUÇÃO

TEMA: O SENHOR É COM ELE = I 


A importância de ter jovens dos quais se diga “o Senhor é com ele”.
Resumo histórico:
Saul: ungido profetizou; mandado aguardar sete dias em Gilgal pelo profeta; Matar os Amalequitas trouxe balido de bois à Israel; rejeitado sua descendência e depois como Rei.
Davi: Embora desprezível foi ungido, errou, mas arrependido foi lhe prometido herança eterna.





CORPO:

I° Os paralelos entre a vida de Saul e Davi:
1° Saul tinha Deus como algo distante e sem identidade com ele: “poupamos o melhor para sacrificar ao Senhor Teu Deus.” (15.15);
2° Davi O tinha como sempre perto: “Senhor, meu Deus, clamei a Ti por socorro, e Tu me saraste.” (Sal 30: 2);
3° Saul, repreendido por Deus pediu um perdão baseado em desculpas; com relação à sua pressa disse: “vendo que tu não vinhas,... e, forçado pelas circunstâncias ofereci holocaustos.” (13: 11,12); e novamente em relação aos Amalequitas: “trouxe Agague,... os Amalequitas destruí totalmente, mas o povo tomou o melhor do despojo para oferecer ao Senhor teu Deus.” (15: 20,21);
4° Davi repreendido reconheceu o seu erro: “Pequei contra o Senhor.” (II Sam. 12: 13)
5° Saul se tornou amargo: tentou matar Jônatas, intentou contra a vida de Davi, matou os sacerdotes de Nobe.
6° Davi derreteu seu coração diante do Senhor em lindos Salmos.

II -A desobediência e rejeição de Saul foi a causa da unção de Davi:

1° Saul poupou o rei pagão que o Senhor o havia mandado matar e matou os sacerdotes de Nobe – inversão de valores espirituais: valoriza-se o carnal e mata-se o espiritual na casa do Senhor.
2° A rejeição de Saul se deu em conseqüência de arrependimento apenas superficial;
3° Deus não se compromete com a desobediência como pretexto de sacrifício:
“Tem porventura o Senhor prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra?” (15: 22);
4° O culto, o louvor, a adoração, os dons não tem valor nenhum se não forem acompanhados pela obediência: “... este povo se aproxima de mim, com a boca e os lábio me honra, mas o seu coração está longe de mim, e seu temor consiste em mandamento de homens” (Is. 29.13);
5° Nossa liturgia e assiduidade não pode servir de entorpecimento da consciência;
6° É mister a submissão aos planos de Deus a tal ponto de se estar comprometido em obedecer ainda que custe tempo de espera e preciosidades;

III -Davi, após ungido alcançou prosperidade material, intelectual e espiritual:

1° Forte e valente, homem de guerra, sisudo em palavras, de boa aparência
2° Serviu de benção a Saul, rejeitado;
3° Precisamos ser benção ao mundo sem esperança e atormentado.
IV -“O Senhor é com ele.”
1° Havia predicativos na vida de Davi que fazia com que fosse reconhecido desta forma;
2° A comunhão com Deus faz despertar nos outros o reflexo de Cristo em nós;

CONCLUSÃO

Deus está a procura de jovens com o coração de Davi, não importa o que tenha feito, apenas permitir que a partir de hoje se diga: “O Senhor é com ele.”
Espírito Santo, nossa companhia (Jo 14: 16,17)
Parakletos significa alguém chamado para ficar ao lado de outro para o ajudar.

A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário