sexta-feira, 12 de outubro de 2012

pricípios de oração


TEXTO BASE LC 5: 16

INTRODUÇÃO

TEMA: Princípios da vida de oração=VI


a) Reconhecer a necessidade da vida de oração, nunca deixar que as atividades tomem o tempo da oração. (Luc. 5:16)
b) Fazermo-nos interessados nos problemas e necessidades dos outros. (I Tim. 2: 1,2)

VII° Os benefícios advindos da oração em grupo:

Não menosprezemos a oração individual e secreta, conforme nosso Mestre ensinou em Mat 6: 6, “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, feche a porta e ore a teu Pai que está em oculto; e teu Pai, que vê secretamente, te recompensará.”
Porém vejamos a importância e os resultados alcançados pela oração em grupo no decorrer do início da igreja:






1° Estavam TODOS reunidos num mesmo lugar quando receberam o poder do Espírito Santo (At. 2: 1 =4);

2ª A cura do coxo no templo ocorreu enquanto Pedro e João se dirigiam à oração no templo (At. 3: 1,6,7);
3ª O agrupamento era seguido de sinais, maravilhas e estima entre o povo (At. 5:12 =16);

4ª Pedro foi solto da prisão enquanto estavam reunidos orando por ele (At. 12:11,12);
5° A igreja foi dirigida a escolher missionários enquanto oravam e por onde passaram, igrejas foram estabelecidas (At. 13: 2,3).

6ª Enquanto oravam por uma causa específica, o lugar em que estavam reunidos se moveu, e TODOS foram cheios do Espírito Santo (At. 4: 24 =31);
Faça parte do grupo de oração jovem existente em seu bairro e você verá o que Deus poderá fazer em você e nas pessoas que lhe rodeiam.

Se não tivermos objetivos específicos na oração, esquecemos até mesmo do que pedimos.
Amar a Cristo de tal forma que almejamos estar com Ele; sempre arranjamos tempo para fazer o que gostamos.

Nossa falta de oração não é em função de que amamos algo mais do que a Cristo?
Refs.: Deut. 32: 30; Luc. 5:16

A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário