sábado, 10 de novembro de 2012

a falta de semear no casamento pode enfraquecer o relacionamento


TEXTO BASE CT 2: 1 = 5

INTRODUÇÃO 

TEMA: A FALTA DE SEMEAR NO CASAMENTO PODE ENFRAQUECER O RELACIONAMENTO=III

Creio que muitos casais passam por fases em suas vidas.
O início do casamento é fogo puro:
Amorzinho daqui, queridinha de lá, fofinho, saem para comemorar aniversário de namoro, de casamento, vão jantar fora, preparam uma noite especial e tantos momentos que são um verdadeiro céu.
Com o passar do tempo, este “dengo” todo, este carinho, esta preocupação começa a se perder e vai havendo o início de uma rotina que é prejudicial ao relacionamento.





Passados muitos anos então, nem se fala.

É acordar, tomar café, trabalhar, almoçar, trabalhar, jantar, igreja, voltar para casa para dormir ou assistir televisão. Rotina, rotina, e mais rotina.

Esta negligência que ocorre no casamento tem destruído muitos relacionamentos, que param de ser “cúmplices no amor” e passam a ser “companheiros apenas” dentro do mesmo lar.

Por que isto tem acontecido?

Porque temos deixado de semear em nosso relacionamento e este tem caído em uma rotina perigosa.

O que fazer então? Deixo aqui apenas três orientações:

I° Reacenda a alegria do primeiro amor em seu casamento

O início do casamento é um “rala-rala”, um “mela-mela”. Aperta daqui, fica abraçadinho ali.

Procura beijar o tempo todo (o beiço fica até anestesiado); levanta mais cedo, faz um cafezinho e leva na cama.

Tem prazer no relacionamento.

Procura colocar roupas que o outro gosta. Usa aquele perfume que o outro mais deseja sentir o cheiro, se produz toda (o) para o outro, etc.

Se isto não tem sido mais real no relacionamento, é necessário reacender este primeiro momento.

Mas pastor, eu estou velho? Isto é feio? Isto é coisa de jovenzinho?

Quem disse? A rotina da indiferença no relacionamento tem matado os casamentos.

Você não gosta que sua esposa use aquela roupa que te chamava a atenção?

Você não gosta que seu esposo sente perto de você e dê um beijo e faça-lhe um cafuné?

Manda combustível nesta fogueira, volte à alegria do primeiro amor no casamento, isto fará bem para vocês.

II° Semeie palavras e presentes na vida de seu cônjuge

Como é gostoso receber um elogio.

Como é bom ser pego de surpresa com um presente, não é?
Mas a rotina de presentear é somente no aniversário, ou dia das mães ou pais, ou no natal. Isto tem tirado o elemento surpresa do relacionamento.

Um simples gesto pode mudar um dia de grandes lutas ou uma situação difícil que temos enfrentado.

Quando você é tomado de surpresa com um presente em uma data que não é determinada (aniversário, mães, pais, natal, etc), qual a sua reação? Para muitos é “tá querendo algo”, não é verdade?

É bom sair da rotina.

Procure semear um elogio para seu cônjuge no dia, talvez um: “eu te amo”; “você está tão linda”, “você é o melhor marido que alguém pode ter”; “nossa você está melhor hoje do que quando nos casamos” (mesmo que esteja barrigudo, toda flácida, careca, cheia de celulite).

Isto é bom, levanta a auto-estima, mostra ao parceiro(a) que ainda estamos reparando, temos olhos para ele e que o tempo fez com que ficássemos melhores apesar do “quarenta”, “cinqüenta” ou quantos “entas” forem.

III° Use da sensibilidade e sabedoria para entender o coração do cônjuge

Muitos cônjuges se tornam insensíveis aos sonhos e desejos de seus parceiros.

Precisamos aprender a investir no outro. Incentive a que o outro seja feliz, realize seus sonhos, tenha seus objetivos alcançados e você vai ver que aquilo que você semeou será colhido pelo outro, mas também por você.

O tempo nos leva a olhar para nós mesmos, para nossos objetivos e para o futuro dos nossos filhos.

A tendência é nos esquecermos do nosso cônjuge e aqui cometemos um grande erro, pois o coração dele (a) pode estar sendo frustrado e isto pode trazer desilusões e enfraquecimento nos relacionamentos.

Esteja sensível a necessidade do outro.

Esteja atento aos projetos, às palavras e murmúrios que tem saído, de quem está a seu lado.

Invista nisto, vai ver que dará grande resultados.  

O meu desejo é que você semeie no seu cônjuge e em seu casamento, sabe por quê?

Porquê a promessa é que você vai colher a 30, 60 e 100 por um. É bom demais. Oh! Glória.

Abraços


A  Serviço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário