quinta-feira, 15 de novembro de 2012

os talentos


TEXTO BASE MT 25: 14

INTRODUÇÃO

TEMA: OS TALENTOS =I

Agradecer aos que jejuaram e oraram e incentivá-los a continuarem, apontando para as grandes vitórias que virão. Problemas que só se resolvem com oração e jejum. Mc 9: 29
Exemplos de homens que oraram e Deus atendeu:




1° Sadu Sundar Singh
2° Martinho Luturo em Worms perante autoridades papais: seu eu tivesse mil cabeças.
3° João Bunyan “derramava sua alma perante Deus”:
O peregrino livro mais lido depois da Bíblia em 140 idiomas.
4° Jonatas Edwards: aos oito anos chamava outros amigos para orarem com ele e disse que sentia no íntimo as delícias de Deus e as coisas divinas.
Pregou o sermão: “percadores nas mãos de um Deus irado”
5 talentos = 90 anos de trabalho.
2 talentos = 40 anos de trabalho.
1 talento = 20 anos de trabalho.
Deus se preocupa com nossa diligência e fidelidade, sendo que a capacidade Ele conhece.

I – O servo mau
1ª Foi daquele tipo que não é externamente mau, mas no íntimo é despreocupado, improdutivo e egoísta.
2° Mostra-se egoísta e se contenta em ser assim.
3° Inclina-se para o ressentimento: da própria vida e de seus semelhantes por ter sido menos dotado.
4° Se contenta com formas antigas, com a rotina da igreja.
5° Não possui vícios externos, mas é viciado no íntimo.
6° Não serve seus semelhantes pois se envolve demasiado com suas coisas particulares.
7° Não vê transformação nem em si mesmo, nem se desenvolve espiritualmente.
8° Não percebe o quanto precisa ser feito de prático para os seus semelhantes.
9° “Fui esconder”, revela mesquinhez, medriocridade, pensamento pequeno, falta de visão das coisas.
10° O que recebeu um talento entendeu seu Senhor como mesquinho e com isso conseguiu desculpar sua falta de trabalho.

11° A improdutividade leva ao inferno porque demonstra falta de amor para com seu Senhor.
12ª O simples possuir algum dom/habilidade não nos livra da necessidade de utilizá-lo para o reino de Deus.
13° Ainda que venhamos a zelar pelo Dom/habilidade com carinho, se não houver benção para os outros serei como o homem que enterrou o talento.
14° “Preguiçoso” , significa ser lento, letárgico.
15° Quem não ama não produz, logo não tera lugar no reino.

II – Os servos bons:
a) Provam que os negócios foram bons, e o comércio intenso.
b) Haviam trabalhado enquanto os outros dormiam ou tiravam férias.
c) Retrato de servos autênticos e fieis ao rei.
d) Amaram e serviram seus conservos.
e) Tinham afeição no coração por seu rei, não queriam envergonhar seu nome.
f) Os dons de Deus multiplicam-se se os utilizar-mos, pois tranformam nossas vidas.
g) No mínimo devemos fazer o dobro daquilo somos capazes.
h) Nos é dado no mínimo o dobro nesta vida pelo que fizemos para Deus.
i) O labor desta vida não se compara à alegria porvir.
j) Este labor deve Ter como base o amor que devotamos a nosso Senhor.
k) Este labor nos livra da vergonha daquele dia. I Jo 2.28;4.17
l) Nos leva e receber elogios do Senhor: “Bom e Fiel.”
m) O que para nós parece muito, 90 a de trabalho (5 talentos, 2 ou 1) para Deus é pouco (v.21); e o seu muito é algo incomensurável.
n) A alegria da recompensa.
o) Grandes homens que labutavam para Deus. Ex.: ???

A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário