quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

a sedução das drogas


TEXTO BASE EF 5: 8 / PV 23: 29 = 35

INTRODUÇÃO 

TEMA: A SEDUÇÃO DAS DROGAS=I

OBJETIVO: Mostrar que somente por meio da graça redentora de Cristo é possível viver sem os vícios que destroem o corpo, o templo do Espírito Santo
O uso das drogas se tornou um mal não só para o corpo humano, mas também para a sociedade como um todo.
Várias pessoas, nos dias atuais, se encontram atadas às correntes dos vícios que resultam não apenas na destruição do corpo, da família e da sociedade.
Ciente dos males que as drogas tem causado, nos propomos, no estudo desta semana, o segunite:
1) definir o que seja drogas e refletir a respeito das causas de sua utilização;
2) mostrar o que a Bíblia tem a dizer a respeito do uso de drogas;
3) instruir as pessoas a não se envolverem com as drogas, bem como saídas para aqueles que, por elas, se encontram aprisionados.




. DROGAS, O QUE É E PORQUE AS PESSOAS AS USAM: 
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, drogas é toda substância que, introduzida em um organismo vivo, pode modificar uma ou mais de suas funções.
As drogas costumam ser classificadas em:
1) ilícitas - são aquelas substâncias cuja comercialização é proibida por provocar altíssimo risco de causar dependência física e/ou psíquica (cocaína, maconha, crack, etc);
2) lícitas - são aquelas legalmente produzidas e comercializadas (bebidas alcoólicas, tabaco, medicamentos, inalantes, solventes), sendo que a comercialização de alguns medicamentos é controlada, pois há risco de causar dependência física / psíquica;
3) bebida alcoólicas - álcool etílico, extraído da fermentação de substâncias açucaradas (uva, cana-de-açúcar, cereais). Em relação à sua utilização, destaca-se, principalmente, os problemas de ordem familiar.
Mas não sejamos ingênuos em pensar que apenas a desestruturação familiar seja a única causa do uso de drogas.
O uso de drogas são os meios que os indivíduos usam para buscar mais prazer do que a sociedade oferece e para aliviarem suas frustrações e insatisfações com uma sociedade que perdeu seus valores, que se tornou relativista e fragmentária.
Os jovens usam drogas porque não há mais rumos pré-estabelecidos, não há mais valores, não há mais limites, somente o que importa é a busca do prazer imediato.
Elas produzem um alívio momentâneo, mas potente, que altera o funcionamento bioquímico do cérebro, possibilitando a sensação de prazer, mas que às vezes tem se tornado um caminho sem volta.

II. A BÍBLIA TEM ALGO A DIZER A RESPEITO DO USO DE DROGAS? 
Muitas das drogas que conhecemos nos dias atuais não faziam parte do universo dos tempos bíblicos.
Mesmo assim, os princípios da Palavra de Deus, em relação às drogas de antigamente, se aplicam perfeitamente à modernidade. A começar pelo texto de Ef. 5:18,
No qual, Paulo escreve aos crentes de Éfeso, instruindo-os a não se embriagarem com vinho, antes a serem cheios do Espírito Santo.
Naquela cidade, era bastante comum o culto a Baco, e, por ocasiões das festividades a esse deus, muitos saiam pelas ruas embriagados. Deus não deseja que o homem se torne escravo das drogas.
A vontade do Senhor é que encontremos plena satisfação nEle, não nas drogas como muitos estão fazendo nos dias atuais.
Ao invés de encontrar felicidade, estão, na verdade, destruindo suas vidas (Pv. 23: 29 = 35 / I Co. 3: 17).
Principalmente os jovens têm sido presa fácil das ciladas satânicas as quais, por influências e necessidades sociais acabam se deixando levar pelo vício.
O Senhor, por outro lado, deseja que a juventude viva debaixo do temor ao Senhor, esse sim é o princípio da sabedoria (I Pe. 5: 8 / Ec. 12: 1).
O uso de drogas é pecado porque, conforme já vimos na lição anterior, destroem o corpo, o templo do Espírito (I Co. 6.18-20; I Co. 3: 17).
O consumo de drogas, no entanto, não traz males apenas ao indivíduo, ele afeta a família e a sociedade inteira (Pv. 4: 17 / 5: 22,23 / 23: 29 =35).
As pessoas que entram por esse caminho tornam-se escravas dos seus vícios, e por causa dele, sacrificam o bem-estar dos outros.
Para cumprir com sua concupiscência, há quem assassine seus familiares.

III. VIVER SEM DROGAS, UMA CAMINHO NECESSÁRIO: 
As drogas estão destruindo as vidas das pessoas, e com elas, a paz social.
O uso de entorpecentes não é um problema apenas daqueles que os consomem, todos nós devemos estar envolvidos na cura desse mal.
Precisamos, inicialmente, investir na prevenção, ensinando aos jovens que existe um caminho sobremodo excelente (I Co. 12: 31).
Seguir a Cristo é a verdadeira contracultura, andar no Espírito e de acordo com a Palavra de Deus é a melhor alternativa (Pv. 3: 1 = 8 / 4: 23 =27).
Para aqueles que, infelizmente, se encontram presos às drogas, é preciso buscar tratamento.
Existem muitos centros evangélicos de recuperação de pessoas drogadas.
Libertar essas pessoas das drogas é uma responsabilidade não apenas governamental, a igreja também deve se interessar por esse problema.

CONCLUSÃO
Em seu livro A cruz e o Punhal, que também foi transformado em filme, David Wilkerson relata como um grupo de jovens viciados em droga teve suas vidas transformadas através do evangelho de Cristo.
Em muitos lugares no Brasil, Deus também está reconstruindo a história de várias pessoas que, através do amor gracioso da igreja, estão sendo libertados do poder do pecado.
As drogas não conduzem seus usuários à liberdade, na verdade, elas aprisionam (Rm. 8: 34), mas, se o Filho libertar, verdadeiramente, se é livre (Jo. 8: 36). PENSE NISSO!

A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário