quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

perder para ganhar


TEXTO BASE LC 7: 36 = 50

INTRODUÇÃO

TEMA: A Mulher Que Nada Pediu e Tudo Recebeu=I

36 - Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa.
37 - E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento;
38 - e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com o ungüento.
39 - Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora.
40 - Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma cousa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre.




41 - Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro cinqüenta.
42 - Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?
43 - Respondeu-lhe Simão: Suponho que aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe: Julgaste bem.
44 - E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.
45 - Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés.
46 - Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta com bálsamo ungiu os meus pés.
47 - Por isso te digo: Perdoados lhe são os seus muitos pecados, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa pouco ama.
48 - Então disse à mulher: Perdoados são os teus pecados.
49 - Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este que até perdoa pecados?
50 - Mas Jesus disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz."Lucas 7: 36 = 50
Este não é o mesmo incidente que ocorreu em Bethânia, na última semana de vida de Cristo, descrito em Mt 26:6-13; Mc 14:3-9 e Jo 12:1-8.
Não é descrito o tipo de pecado que publicamente era praticado por esta mulher. Porém, é muito provável que ela fosse uma prostituta.
Contudo, não há nenhuma base bíblica para se acreditar que esta mulher fosse Maria Madalena, principalmente porque em Lc 8:2, ao referir-se a Maria Madalena, Lucas cita que dela saíram sete demônios.
Normalmente em momentos de libertação, os demônios se manifestam, reagem violentamente, deixando a pessoa fora de si, gerando convulsões e atirando a pessoa ao chão.
E, neste episódio, nada disto ocorreu.
Ao contrário, a mulher permaneceu o tempo todo consciente e serena, em profundo ato de contrição e de adoração.

1° Vaso de Alabastro com ungüento:
Frasco de gargalo comprido, feito de material delicado e translúcido.
O alabastro era um gesso branco, finíssimo, uma pedra mais suave do que o mármore.
Ungüentos e perfumes preciosos eram transportados em frascos dessa natureza.
A maioria desses frascos era proveniente de Damasco, na Síria, ao passo que o mais excelente ungüento, de nardo, procedia de Tarso, na Cilícia.
2° Denário - era uma moeda romana, feita de prata, e valia um dia de trabalho de um lavrador:
500 denário correspondiam a 500 dias de trabalho...
A mulher pecadora não falou nada, não pediu nada, mas recebeu tudo!
O estudo do texto nos revela:
1) o que devemos fazer para alcançar a bênção de Deus;
2) o que podemos esperar de Deus!
Vejamos...
A ser viso do rei Pr. João Nunes Machado

TEXTO BASE LC 7: 36

INTRODUÇÃO

TEMA: O QUE DEVEMOS FAZER = I

1. CONVIDAR JESUS... Para entrar na nossa casa
"Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele" Lc 7: 36
Todas as bênçãos relatadas no texto ocorreram em decorrência do convite feito a Jesus para um jantar na casa de Simão... Jesus aceitou o convite, compareceu ao jantar, e abençoou a todos!
Se o convidarmos, Ele aceita... Ele deseja entrar na nossa casa.
Ele diz: "Eis que estou à porta e bato.
Se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, cearei com ele e ele comigo."  Apoc 3: 20
Convide hoje Jesus a entrar no seu coração.
Permita que Ele faça parte da sua vida.
Entregue a direção do seu caminhar a Ele.
Permita que Ele seja o seu Salvador e Senhor!

2. VIR A JESUS
Naquele tempo, na Palestina, uma refeição particular podia assumir aparência de um entretenimento público, podendo aparecer hóspedes não convidados, os quais podiam movimentar-se livremente em torno da mesa do banquete, sem que isso excitasse qualquer comentário ou fosse julgado como algo incomum.
Também as casas não eram muradas e nem gradeadas como hoje em dia...
Aproveitando-se desta prerrogativa, a mulher pecadora, que certamente estava insatisfeita e infeliz com a vida que vivia, resolveu firmemente no seu coração ir ter com Jesus...
Preparou-se e foi!
Jesus não a rejeitou por ser pecadora, e nem a recriminou por tocar-Lhe... Ele a acolheu e a abençoou tremendamente!
Da mesma forma hoje, o caminho de acesso a Jesus está livre e aberto, e todos podemos e devemos vir a Ele!
Assim como Ele não rejeitou a mulher pecadora, também não nos rejeitará!
Não nos recriminará! Ele nos acolherá e nos abençoará!
Venha a Jesus hoje e você encontrará alívio e paz para o seu coração.

3. HUMILHAR-NOS AOS PÉS DO SENHOR
Naquele tempo os convidados removiam as sandálias antes da refeição e se reclinavam sobre o banco ao redor da mesa, com os pés para fora.
A mulher, impelida por um amor irresistível a Jesus, foi vencida pela emoção, e, em uma catarata de lágrimas, demonstrou seu afeto. Beijar os pés era sinal comum de profunda reverência, especialmente a rabinos líderes.
Era usual e próprio às mulheres usarem cabelos compridos (I Cor 11: 15).
Ela soltou os próprios cabelos em público, o que para as judias era vergonhoso.
Aquilo que era o ornamento e o orgulho desse mulher, e do que ela cuidava, nutria e arrumava para tornar-se desejável, isso ela usou à guisa de toalha, enxugando os pés de seu Senhor...
A mulher pecadora se humilhou profundamente, acariciando os pés do Senhor, beijando-os, regando-os com as suas lágrimas, secando-os com os seus cabelos, e untando-os com o precioso perfume!
"Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os de espírito oprimido"  Salmo 34: 18
"Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte." I Pedro 5: 6
A ser viso do rei Pr. João Nunes Machado

TEXTO BASE LC 7: 40 

INTRODUÇÃO

TEMA: DESEJAR OUVIR O QUE O SENHOR TEM A DIZER=IV

"Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma cousa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre." Lc 7: 40
Simão quis ouvir, e valeu a pena! Que preciosa lição ele ouviu e aprendeu!
O fato de Simão ter desejado ouvir o que o Senhor tinha a dizer resultou em grandes bênçãos para a vida dele, e de todos quantos estavam presentes na casa.
Muitas pessoas hoje vivem oprimidas, escravizadas, amarradas, insatisfeitas, sem rumo e sem direção, em razão de viverem apressadas, sem tempo para Deus, e intolerantes para ouvir o que o Senhor tem a dizer...
Muito lucraremos em arranjar um tempo para estar na presença do Senhor!
O Senhor é Onisciente, Isto é, Ele tem ciência de tudo. De ontem, de hoje, e do amanhã!
Devemos buscar n´Ele conselho e direção para as nossas vidas, e resposta para as nossas crises.
1 º O QUE ESPERAR DE DEUS
1. AMOR
Ele amou profundamente aquela mulher...
a) não a recriminou...
b) não a interrompeu
c) perdoou-a
d) salvou-a
e) despediu-a com a sua Paz
Ele nos ama igualmente: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."  Jo 3:16
"... o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora." - Jo 6: 37-b

2. COMPREENSÃO
Ele compreendeu as razões para a atitude daquela mulher, e também os motivos da diferente postura de Simão... Ele nos compreende também...
"Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, antes foi ele tentado em todas as cousas, à nossa semelhança, mas sem pecado.
“Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna."  Hebreus 4:15-16
As pessoas no mundo são como Simão, gostam de censurar as atitudes dos outros (Lc 7: 39)...
Estão sempre prontos a censurar, porém são incapazes de amar!
Jesus não é assim, Ele nos ama, nos acolhe, nos perdoa , apaga e esquece os nossos pecados, erros, desvios, desacertos...
Jesus é O Amigo Fiel! Venha a Ele agora mesmo!

3. PROVIDÊNCIA
O Senhor Jesus não ficou indiferente. Ele reagiu prontamente, respondendo a Simão e dando consolo ao coração aflito da pobre mulher.
Ele jamais ficará indiferente a sua dor! e as suas questões!
Busque ao Senhor hoje e Ele lhe acolherá prontamente com providência!
N´Ele está a resposta e a solução para todos os problemas do homem!
Não há problema que Ele não possa resolver.
Em Deus, tudo é possível!
"Tudo é possível ao que crê"!

4. ESCLARECIMENTO
Conquanto fosse um fariseu, Simão era um homem bem intencionado, tanto que era amigo de Jesus, e o convidou para um jantar na sua casa...
Por maior que seja a nossa prática religiosa, e o nosso conhecimento de Deus, somos limitados, e teremos sempre algo mais a buscar e a aprender!
Simão era um homem profundamente religioso e conhecedor da Lei, mas estava equivocado, necessitando de esclarecimentos... ele não conseguia entender a atitude daquela mulher, e porque o Senhor Jesus não a censurava...
Também não entendia acerca da grandeza do amor, do perdão, e da transformação que uma pessoa pode experimentar pela manifestação do poder de Deus.
A Parábola proferida pelo Senhor Jesus mexeu profundamente com o seu coração porque na realidade refletia as atitudes dele e da mulher...
O fariseu aprendeu uma grande lição!
O Senhor Jesus tem e terá sempre a palavra certa que você precisa ouvir!
Venha a Ele hoje, e fale com Ele sobre os seus problemas!
A ser viso do rei Pr. João Nunes Machado

TEXTO BASE LC 7: 36 

INTRODUÇÃO

TEMA: PERDÃO =V

Aquela mulher entrou aflita, cansada, sobrecarregada, carregando o pesado fardo do pecado...
Jesus a perdoou e a despediu com a sua doce paz!
O fardo ficou depositado aos pés de Jesus!
Com os seus pecados perdoados, ela saiu calma, descansada, leve, feliz, e com paz!
Você que está cansado, sobrecarregado e aflito, venha hoje a Cristo; Ele lhe dará amor, perdão e paz para o seu coração!
Ele perdoa ao mais vil pecador!
Não há pecado tão grande que não possa ser perdoado!
O amor cobre multidão de pecados! Ame a Cristo, e você sentirá também o amor d´Ele fluindo sobre a sua vida!
Segundo a parábola proferida pelo Senhor Jesus, os dois devedores não tinham como pagar as suas dívidas e nem mereciam o perdão. O credor contudo os perdoou gratuitamente, mesmo não sendo eles merecedores...
Eles nada podiam fazer, estavam refém das suas dívidas, mas pela bondade do credor foram libertos!
A parábola retrata a situação do pecador em relação a Deus.
Temos para com Deus uma dívida impagável, decorrente do nosso pecado! O salário do pecado é a morte!
Merecíamos morrer por causa do nosso pecado. Nada merecemos de Deus.
Porém Deus nos amou com amor eterno, e porque nos amou enviou o seu filho Unigênito, Jesus Cristo, para morrer em nosso e resgatar as nossas dívidas... Jesus levou sobre Si o pecado de todos aqueles que haverão de se salvar, e agora nos diz:
 Filho, os teus pecados são perdoados, vai em paz!
Talvez você diga:- "eu sou um pecador contumaz, e não mereço o perdão de Deus..."!
A mulher pecadora também não merecia... Ninguém merece, "pois todos pecaram" Romanos 3: 23.
" Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores."  Rom 5: 8

6. SALVAÇÃO
"Então disse à mulher: Perdoados são os teus pecados.
“Mas Jesus disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz." Lc 7:  48 e 50.
Aquela mulher necessitava de:-
a) amor
b) compreensão
c) perdão
d) libertação
e) salvação
f) cura interior
g) paz
E tudo isto ela recebeu do Senhor...
Ela foi salva da escravidão do pecado, daquela força estranha que a arrastava para a esquina do pecado ...
O Senhor a libertou da sua aflição diária, da sua triste e dolorosa rotina de vida.
E hoje, Ele quer libertar você, salvar você!
Abra o seu coração. Venha a Cristo sem demora!
7. PAZ
Aquela mulher vivia em meio a uma constante amargura e inquietação.
Com certeza ela precisava de paz para o seu coração...
Jesus sabendo da necessidade daquela mulher, disse: "...vai-te em paz"! (Lc 7: 50)
"...porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais."Mat 6: 8
Ele é poderoso para nos dar paz, até mesmo nas horas de maior aflição!
E hoje Ele quer dar paz a você - Ele diz:
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." Jo 14:27

CONCLUSÃO
Aprendemos então no exame deste texto o que devemos fazer para alcançar a bênção de Deus:-
1º Convidar Jesus
2º Vir a Jesus
3º Humilhar-nos perante o Senhor
4º Desejar ouvir o que o Senhor tem a dizer
E o que podemos esperar de Deus:
1º Amor
 2° Compreensão;
3º Providência;
4º Esclarecimento;
5º Perdão;
6º Salvação;
7º Paz.
A mulher pecadora nada pediu a Jesus, de forma audível, porém os sentimentos do seu coração foram claramente expressados e exteriorizados no seu profundo ato de amor espontaneamente demonstrado ao Senhor Jesus.
Há momentos em que uma atitude fala mais alto do que as palavras!
Ela nada pediu, mas o Senhor é aquele que sonda mente e corações (Apoc. 2: 23), e, vendo a sua necessidade, tudo lhe concedeu!
Talvez você esteja como aquela mulher, com vergonha do seu pecado, e, denunciado pelos seus atos pecaminosos, nada tem a dizer... Se você está mudo e sem palavras, venha assim mesmo, atire-se agora aos pés do Senhor, faça como aquela mulher, não diga nada, simplesmente abra o seu coração e derrame a sua alma.
Ele tudo sabe, e saberá quais os motivos reais que levaram você a atirar-se aos Seus pés!
Ele perdoará os seus pecados, libertará você, dará paz para o seu coração aflito!
Agora é o tempo da sua vitória!
Venha a Cristo hoje, agora mesmo, como você está!
"Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração..." Sal 95: 7-8
A ser viso do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário