terça-feira, 19 de março de 2013

As três ameaças mais comuns no casamento são: 1° Sexo 2ª Dinheiro 3° Divórcio.


TEXTO BASE GN 2: 18=24

INTRODUÇÃO

TEMA: PARA QUE SERVE A FAMÍLIA

Gênesis 2: Nós estamos começando uma nova série de mensagens hoje.
Há muitas forças mudando o cenário da família.
Há muitas vozes lá fora dizendo que a família acabou, que não é mais relevante, que está ultrapassada, que é uma coisa do passado.
A família não acabou. Ela está apenas fragilizada e necessita ser fortalecida.
Na televisão eles raramente mostram uma família normal em nossos dias.
Eles têm todos os tipos de aberrações, mas apresentar uma família normal que é bom, só muito raramente.
O que a Bíblia tem a dizer acerca da família?
Vamos começar bem no início hoje, olhando para o princípio de tudo em Gênesis.
Quando você tem dúvida é melhor consultar o manual do fabricante, voltar à criação e ver o que a Bíblia diz sobre o que é a família.
Gn. 2: 18 e 24 - "Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só. Far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea. Portanto, deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne."
Perceba duas coisas: 



1° A família foi  idéia de Deus. É instituição dEle de tal maneira que ela sempre existirá, pois foi inventada para ser os blocos que constróem a sociedade.
2° Deus criou Adão, colocou-o em um ambiente perfeito.
Adão tinha tudo o que queria, mas Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só."
Isto ainda é verdade seja você casado ou solteiro.
Pessoas foram feitas para pessoas.
Nós precisamos de relacionamentos.
Seja você casado ou solteiro, você precisa ter um relacionamento profundo e ter pessoas que se preocupem com você.
O homem não foi feito para ficar sozinho.
Por isso Deus criou a família. Depois Ele olhou e disse: "Agora é bom."
"Para que serve a família?" Este é o tema da nossa mensagem hoje.
Para que serve a família? Há cinqüenta anos atrás não era necessário falar sobre isso.
Era algo  assumido. Todos sabiam para que servia a família.
Muitas pessoas não têm a menor idéia do que representa a família hoje.
Para muitos a resposta ao nosso tema  poderia ser resumida em apenas duas palavras:
 "Cama e café da manhã." É simplesmente a necessidade econômica, é a maneira de pagar menos impostos.
É o lugar onde eu durmo e tomo o café da manhã. Deus diz que há muito mais em seus planos para a família!
Para que serve a família?

1° UMA FAMÍLIA É UM ABRIGO NAS TEMPESTADES.
Todos enfrentamos tempestades na vida porque a vida é difícil.
A chuva vêm sobre nós e derrama tudo sobre nós.
Nós somos inundados e atravessamos tempos difíceis.
As coisas nem sempre são do jeito que planejamos.
Nós precisamos de um lugar de estabilidade, proteção e segurança.
Pv. 14: 26 - "No temor do Senhor há firme confiança, e os filhos terão um lugar de refúgio." Circule a palavra "refúgio".
Os seus filhos têm um lugar de refúgio e segurança?

A Bíblia diz que Deus criou a família para ser um abrigo nas tempestades.
Há três tipos de tempestades que enfrentamos hoje.
Existem muitas: tempestades financeiras, físicas, emocionais, intelectuais, morais.
1° Mudanças são uma tempestade.
Todos passamos por mudanças na vida.
Enfrentamos doenças, morte, formatura na escola, mudamos de emprego, mudamos de residência.
Precisa haver um lugar, não importa onde a casa seja, em que haja uma família que eu conheça e com quem eu possa contar.
Quando as mudanças da vida acontecem, eu preciso de um refúgio contra a tempestade.

2ª Fracassos são uma tempestade.
Você não será sempre um vencedor na vida.
Você perde algumas vezes.
Você não recebe a promoção que estava esperando no trabalho, você recebe um "zero" na escola, você não é escolhido para jogar no time, ou seu time perde, ou você declara falência.
As coisas não acontecem às vezes como planejamos.
Amigos, vocês podem lidar muito melhor com os fracassos na vida se vocês podem chegar em casa e ter alguém que os abrace e que os conforte, onde haja um abrigo nos dias de tempestade.
Ec. 4: 9= 10 - "Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Pois se caírem, um levantará o seu companheiro, mais ai do que estiver só, pois caindo, não haverá quem o levante."
Os membros da sua família torcem por você e são seus fãs, mesmo quando seu time perde.
Eles são um abrigo durante a tempestade.
3° Rejeição é uma tempestade.

Esta é provavelmente uma das tempestades mais difíceis que temos na vida. Nós odiamos sermos rejeitados,  diminuídos, ridicularizados e criticados.
Uma das piores rejeições que você já teve foi no "play-ground" (parquinho) .
Crianças são cruéis.
Se você não acredita em natureza pecaminosa, torne-se um professor de crianças.
Crianças muitas vezes são insensíveis.
Muitos de vocês podem ainda hoje lembrar pontos de dores quando vocês eram crianças ou de situações embaraçosas.
Você ainda lembra delas vividamente quando você foi embaraçado e diminuído quando criança. Alguém disse algo sobre você que o machucou.
Se você não tem alguém em casa que possa reafirmar você, dizer algo positivo à seu respeito, isto pode causar uma ferida emocional que dura a vida toda.
Nós precisamos de um abrigo contra a tempestade quando as pessoas nos diminuem e nos rejeitam.
Quando você brinca de jogos na vida, a maior parte deles tem como alvo chegar em casa, porque quando você está em casa você está seguro.

Lar foi criado para significar segurança.
Eles é um abrigo contra a tempestade. Lar é o lugar onde é seguro chorar. Para isso existem lares.
Eles são abrigos na tempestade onde você pode descansar, ser consolado, receber conforto e cuidados.
Muitos de vocês lembram da dor de terminar um namoro quando adolescentes.
Quando você atravessa um período de rejeição você precisa de um abrigo na tempestade.
Você necessita de alguém que cuide de você.
Qual é a minha resposta a isto? Simplesmente demonstrando amor.
Você ama sua família.
Demonstre isso esta semana quando eles estão atravessando tempos difíceis.
Dê-lhes um ouvido amigo, um abraço carinhoso ou a sua ajuda.
Ouça o que lhes machuca, abrace-os, toque-os afetivamente, ajude-os a sair da dificuldade.
Deus planejou que os lares fossem um abrigo contra as tempestades.
Esta é a razão porque o divórcio é tão doloroso.
O lugar de aceitação se torna o lugar de rejeição.
O abrigo contra a tempestade se transforma no centro da tempestade.
O ideal de Deus é que os lares sejam abrigos em tempos de tempestade.

II° UMA FAMÍLIA É  UM CENTRO DE APRENDIZADO PARA A VIDA.
Geralmente pensamos que os pais devem ensinar os filhos, mas eu estou aprendendo constantemente com os meus filhos.
Se você não está aprendendo com a sua família você está perdendo muito.
A Bíblia diz que a família precisa ser um centro de aprendizado.
Você aprende as habilidades básicas para a vida:

Como andar, falar, comer, tomar banho, todas as habilidades básicas da vida você aprende no lar.
Sl. 144: 12 (Na versão da Bíblia na Linguagem de Hoje) -"Que na sua mocidade, os nossos filhos sejam como plantas viçosas, e que as nossas filhas sejam como colunas que enfeitam a frente de um palácio."
A Bíblia às vezes compara o lar a um jardim .
É um lugar onde as pessoas crescem, um jardim de crescimento das pessoas.
Ef. 6: 4 BLH -"Pais, não tratem os seus filhos de tal maneira que eles fiquem irritados.
Ao contrário, vocês devem criá-los com disciplina de acordo com os ensinamentos cristãos." Circule as palavras "disciplina" e "ensinamentos". Isto é o que uma família precisa ter.
Alguém tem dito que o fundamental no treinamento dos seus filhos é saber em que parte dar a palmada e quando fazê-lo.

Quando você está treinando seus filhos você quer conduzi-los por três estágios: do controle dos pais, para o autocontrole e para o controle de Deus.
Deus deseja que nossas famílias sejam centros de aprendizado para a vida.
Lc. 2: 52 - "E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e dos homens." Jesus crescia de quatro maneiras:
Sabedoria, isto é crescimento intelectual, em estatura, isto é, crescimento físico, em  graça diante de Deus, isto é, crescimento espiritual e em graça diante dos homens, isto é, crescimento social.
E este deve ser o alvo para a sua família, que eles cresçam em quatro maneiras diferentes: intelectualmente, fisicamente, espiritualmente e socialmente.
Nós aprendemos muito com nossas famílias. Há três coisas que você não vai sair de casa sem elas.

1° Relacionamentos --Você aprende a se relacionar com pessoas em sua casa.
Bem ou mal, certo ou errado, eficientemente ou ineficientemente, sua felicidade depende de sua habilidade de se relacionar com outras pessoas.
Você aprende isso em casa.
Por isso é que é tão importante que aprendamos bons relacionamentos em casa.
Relacionamentos valem a pena ser mantidos.
Nós trabalhamos neles, falamos sobre os nossos problemas,  pedimos perdão rapidamente -- nós precisamos servir de modelo nisto para as nossas crianças.
Você está ajudando aos seus filhos a determinar como é que eles vão se relacionar com outros o resto de suas vidas?

2° Caráter -- Muito do que você é, você basicamente herdou de seus pais. "Tal pai tal filho" Eu fico impressionado como eu me pareço com meu pai.
Quanto mais velho fico, mais eu me pareço com ele.
Eu não posso evitar isso, eu apenas herdei isso dele. Caráter é apanhado (como numa gripe) e não ensinado.
Você não diz aos seus filhos, "Sempre sejam honestos" e então quando o telefone toca, você diz:
"Digam que eu não estou." Eles estão observando suas ações, não o que você diz.
3° Valores -- Pense acerca de todas as coisas que aprendemos em casa: a respeito de trabalho, sexo, tempo,  dinheiro,  Deus, outras pessoas.
Nós aprendemos acerca do que é realmente importante para nós -- nossos valores.
Valores aparecem audivelmente e claramente --intencionalmente e não intencionalmente. Isaías 38: 19 - "...o pai aos filhos faz notória a tua verdade."
Sua família é uma retransmissora de valores.
É como se fosse uma corrida de bastões.

Você está passando o bastão aos seus filhos e eles irão passar o bastão à próxima geração e assim por diante. Sua família é apenas um dos elos numa longa corrente através do tempo, conectando as famílias que vieram antes de você com as famílias que virão depois de você.
 É algo muito sério quando você pensa sobre isso.
O que este verso mostra é que eu não estou apenas influenciando os meus filhos agora, mas estarei influenciando as gerações futuras.
Você da mesma forma! Você mesmo tem sido influenciado não apenas pelos seus pais, mas também pela influência que eles receberam e pela influência que estava nos pais deles e assim por diante.
Quando eu educo meus filhos, não se trata apenas de "será que meus filhos vão dar certo?" mas eu estou influenciando futura gerações de famílias que levam meu próprio nome.
Nós passamos isso adiante. O que é que você está transmitindo aos seus filhos?
Você já ouviu alguém dizer: "Ah, eu não vou impor meus valores espirituais a meus filhos.
Vou deixar que eles escolham por si mesmos."
Besteira! A insensatez dessa decisão é que ela implica que Deus é uma opção.
Deus não é uma opção.
 Se você não está ensinando a seus filhos acerca de Deus, você está cometendo um grande erro que tem implicações eternas.

Não é apenas uma questão de deixar que eles escolham.
A Bíblia diz que se você é pai ou mãe, isso é parte da sua descrição de trabalho -- ou seja, ensinar valores.
Dt. 6: 6 =7 - "Estas palavras...as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te."
Por que não estamos fazendo isso mais?
Porque não andamos pelo caminho, não sentamos, não deitamos e não levantamos... Nós assistimos TV.
Uma criança em média assiste TV cerca de 1,000 horas por ano.
 Se você é um Americano comum, quando você chega aos 18 anos de idade, você tem assistido l8,000 horas de TV .

Se você chega aos 65 como um Americano, você acumulou 9 anos e meio assistindo televisão.
Se você, por outro lado, arrasta os seus filhos para a Escola Bíblica Dominical e eles vão à igreja uma vez por semana por 65 anos, isso representará quatro meses de ensino bíblico.
De onde as crianças estão recebendo os seus valores? Da TV ou da Palavra de Deus?
É muito importante que compreendamos que nossos filhos estão captando esses valores de nós.
Qual é a minha resposta: Avaliar meus valores.
Eu tenho que me perguntar duas coisas:
1° O que estou ensinando de maneira não intencional aos meus filhos?
2° O que eu estou ensinando a eles acerca de dinheiro?
3° O que estou ensinando acerca de sexo quando eu trago determinadas fitas de vídeo para assistir em casa?
4° O que estou ensinando a eles acerca de caráter, honestidade, todos as questões da vida -- trabalho duro e seu valor?

5° O que estou ensinando para eles acerca da importância da família e da habilidade que eles precisam ter de descansar?
6° O que estou dizendo de maneira não intencional?
É exatamente isso que eu quero ensinar aos meus filhos? -- Isso combina com o que desejo ensinar?
7° O que eu quero que eles saibam?
8° O que eu quero que eles carreguem consigo quando deixarem o lar?
9° Que herança eu quero que eles tenham?
Ao preparar um abrigo contra as tempestades eu demonstro o meu amor.
Mas ao preparar um centro de aprendizagem para a vida, eu preciso avaliar os meus valores e afirmar o que é realmente importante.
O que eu realmente quero que meus filhos recebam?

III° UMA FAMÍLIA É UM LUGAR PARA BRINCAR.
É um local para diversão, um abrigo para a felicidade, um lugar para descansar e festejar, um lugar para se divertir. É um lugar para deitar, relaxar, acalmar-se e aproveitar a vida.
É isto que falta em muitos lares.
Muitos lares chegam ao ponto de serem um centro de aprendizagem e o pai pensa que o centro de aprendizagem é um quartel e ele é o sargento.

(Como o homem em "O Som da Música" antes que Julie Andrews o apanhasse.
Ele assoprava um apito e as crianças marchavam para fora e marchavam para dentro.
Ec. 9: 9 BLH - "...aproveite a vida com a mulher que você ama."
Pv. 5: 18 BLH - "Portanto, alegre-se com a sua mulher, seja feliz com a moça com quem você se casou..."

Você já viu este adesivo de pára-choques que diz:
"A família que ora unida, permanece unida"?
Eu lhes afirmo que a família que brinca unida permanece unida.
A família que se diverte! Há muitos lares em que o problema básico é que eles precisam descontrair!
Isso começa com os pais.
Descontraia e se divirta com as suas crianças. Relaxe e aproveite.
As crianças são engraçadas por natureza.
Tirado do livro de Chuck Swindoll "You and Your Child" ("Você e Suas Crianças"):
As horas de refeição à mesa são bons momentos para o treinamento do caráter.
Muitos anos atrás Cíntia e eu decidimos que precisávamos trabalhar nas boas maneiras de nossas crianças à mesa do jantar.
Nós estávamos começando a parecer e soar mais como um chiqueiro de porcos do que um lar de seres humanos.

Antes do jantar eu sussurrei aos ouvidos de Curtis, que estava com seis anos de idade, que ele deveria servir Carissa, que estava com quatro anos de idade, antes de servir a si mesmo.
Naturalmente ele começou a indagar porque deveria fazê-lo pois o prato com o frango estava bem diante de si e além disso ele estava faminto como um leão.
Eu expliquei que era educado os meninos servirem as meninas antes de servirem a si mesmos.
A regra soou como algo estranho e ele estava desejando fazê-lo desde que não levasse muito tempo.
Vocês nunca acreditarão no que aconteceu.
Depois da oração, ele pegou a travessa do frango, estendeu para sua irmã, e perguntou que pedaço do frango ela queria.
Ela gostou de toda aquela atenção, mas sendo tão pequena, todavia, não tinha idéia das partes do frango.
Mais do que rapidamente ela respondeu:
"Eu gostaria do pé." Ele olhou para mim, franziu a testa como se a dor da fome chegasse ao estômago, e olhou de volta para ela e disse: "Carissa, mamãe não cozinhou o pé," ao que ela respondeu: "Onde está o pé?"

Com uma ansiedade crescente ele respondeu num tom mais elevado, "Eu não sei! O pé está em algum lugar, mas não nesta travessa.
Veja! Escolha um pedaço. Ande logo!" Ela estudou o prato de frango e disse:
"Tudo bem, então me dê a mão."
Agora, seu pai e sua mãe estavam mordendo os lábios para evitar dar uma gargalhada.
Nós teríamos intervindo, mas ao invés disso, decidimos deixar que eles resolvessem a questão por si mesmos.
Isto é parte do processo de treinamento.
Curtis disse: "Um frango não tem mão, ele tem asa, Carissa."
 "Eu odeio asas, Curtis.
Vá em, frente e me dê a cabeça." Nesta altura eu já estava correndo para o banheiro.
Eu não podia segurar mais as minhas gargalhadas.
Curtis estava totalmente agitado.
Carissa estava totalmente frustrada por não ser capaz de receber o pedaço do frango que ela queria.
Entendendo a sua irritação com ela e a ausência de um pé, ou mão, ou cabeça no prato, Carissa finalmente

disse num tom exasperado:
"Tudo bem, me dê um umbigo!" Isso foi o suficiente.
Ele pegou um pedaço e disse:
"Isso é o melhor que eu posso fazer!"
Ele deu para ela o peito que era a parte mais próxima do umbigo que ele poderia achar.
Onde é que você pode ver coisas engraçadas como essas a não ser no lar?
Você tem se divertido com seus filhos?
Você tem se alegrado com sua família?
Se você não se diverte com os seus filhos, não fique surpreso se quando eles crescerem eles não se preocuparem em  vir  mais visitá-los.
Crianças querem estar onde elas possam se divertir.
Qual é a minha resposta? Eu devo celebrar minha família.
Aproveite e se alegre com a família que Deus tem lhe dado.

A Bíblia diz que os seus filhos, se você os têm, são um presente. Sl. 127: 3 =5 BLH –
"Os filhos são um presente do Deus Eterno; eles são uma verdadeira bênção.
Os filhos que o homem tem na sua mocidade são como flechas na mão de um soldado.
Feliz o homem que tem muitas dessas flechas!"
Eu estou cada vez mais convencido de que os filhos só ficam conosco por uma temporada.
Eles não estarão à nossa volta por muito tempo. Eu quero fazer este tempo durar bastante.
Eu quero fazer este tempo valer a pena. Há sempre outros dias para fazer-se outros projetos.
Mas você só tem os seus filhos por um curto período de tempo, por uma pequena temporada na vida.
Há tempo para carreiras e outras coisas em outros momentos em sua vida.
Se Deus tem dado filhos a vocês, celebrem-nos, aproveitem enquanto eles estão com vocês.
O livro "Real Men Enjoy Their Kids"
(Homens de Verdade Aproveitam a Vida com Seus Filhos) do autor Mark Singer tem muitas boas idéias se você possui crianças em casa.

IV° UMA FAMÍLIA É ONDE APRENDEMOS A SERVIR A DEUS E AO PRÓXIMO.
Você provavelmente nunca pensou na sua família como um time ministerial que trabalha junto à serviço de Deus.
Mas isto vai unir a sua família e trazer grande alegria como nada mais pode trazer neste mundo se você tiver alguns projetos para servir a Deus juntos.

Você e sua esposa, ou você e seu marido, ou se você tem filhos em casa, formam um time ministerial.
1° Co. 16: 15 BLH - "Vocês conhecem Estéfanas e a sua família. Eles foram os primeiros
cristãos convertidos na Acaia e têm se dedicado ao serviço do povo de Deus."
Que grande alvo para a família, ser usada como uma torre de lançamento para o ministério no Reino de Deus. Como é que isso pode ser feito?

Ajudando e servindo a outros crentes..
A base mais importante para a unidade, alegria e harmonia na família pode ser encontrada neste próximo verso: At. 16: 34b - "...e alegrou-se muito com toda a sua casa, por ter crido em Deus."
Esta é a coisa mais importante.
Quando a sua família inteira passa a conhecer ao Senhor, e amar ao Senhor, e servir ao Senhor, este é um fator unificador.

O índice de divórcio na América é de um para cada dois casamentos e meio.
O índice de divórcio em Los Angeles e em Orange County é cerca de um para cada dois casamentos.
Alguns anos atrás a Harvard University promoveu um estudo.
Mais tarde foi reportado na revista Marriage and Family ( Casamento e Família) .
Eles estudaram famílias que liam a Bíblia  diariamente juntos.
Eles oravam juntos e iam à igreja juntos e o índice de divórcio era de um para cada 1: 286 casamentos.
Essa é a diferença que Deus pode fazer num casamento. Ele é o cimento que une.
A alegria vem quando a família toda passa a crer em Deus.
Não existe nada mais interessante para mim do que sentar na igreja e ver meus filhos cantando para o Senhor e cantar com eles louvores a Deus.
Nada faz mais para o meu coração do que saber que eu tenho uma outra geração atrás de mim que amará a Jesus.

Minha tarefa número um como um pai é fazer o melhor que eu posso para ter certeza que os meus filhos vão crescer amando a Jesus.
Isto é tão importante e se você tem alguém em sua família que não conhece ao Senhor Jesus você deveria estar orando constantemente por eles.
Nada é mais importante para mim como uma pai do que saber que a salvação de meus filhos está assegurada e que nós estaremos juntos no céu. Faça isto uma prioridade em sua vida.
Se a sua família já é cristã, o que você deve fazer? Transforme-a num time de serviço a Deus. Como?
Um projeto familiar prático é simplesmente exercer a hospitalidade. A Bíblia diz que essa é uma tarefa cristã. Romanos 12: 13
"Repartam com os irmãos necessitados o que vocês têm e abram as suas casas ao estrangeiro."
Isto era tão comum na igreja! Pessoas convidavam outros, elas estavam sempre indo a casa de outras pessoas para o jantar.

Todo mundo sentava na varanda. Mas quantos hoje em dia têm varandas?
Hospitalidade está se tornando uma arte perdida em nosso mundo.
O livro Open Heart, Open Home (Coração Aberto, Lar Aberto) é um bom livro acerca de como abrir o seu coração e como abrir o seu lar para outras pessoas e a diferença entre entreter e ser hospitaleiro com as pessoas.
Eu cresci num lar onde isto era aplicado no tempo que posso me lembrar.
Não é exagero, mas minha mãe tem servido refeições em hospitalidade a outras pessoas literalmente milhares de vezes.
Eu lembro que minha mãe passou a contar e chegou a servir 3.000 refeições em um ano.
Meu pai tinha o dom de dar e nós sempre tivemos um grande jardim.
Nós não ganhávamos muito dinheiro, mas certamente tínhamos pessoas em nossa casa muitas vezes.
Uma das maiores influências em minha vida, enquanto crescia, era de homens de mulheres de Deus que meus pais traziam para o nosso lar.

Eu os observava e não era apenas influenciado pelo que eu via na escola ou na televisão.
Eventualmente, valeu à pena. Eles estavam dando hospitalidade às pessoas.
Eu lembro muitas vezes quando eu estava andando e tentando adivinhar quem estaria conosco no café da manhã naquele dia porque meus pais sempre tinham pessoas que dormiam em nossa casa.
Na maior parte de nossas refeições tínhamos um convidado.
Isso foi uma forte influência em minha vida.
Qual deveria ser a sua resposta em transformar o seu lar numa plataforma de lançamento para o ministério?
Eu diria que o ponto de partida é dedicar a sua casa para Deus.
Você tem dedicado a sua vida a Deus, se você é um crente.
Mas eu desafiaria você a dedicar o seu lar a Deus.
Talvez, será um lugar que hospedará um grupo de estudo bíblico.
Talvez será um lugar onde as pessoas passarão a noite. Dedique o seu lar a Deus.
Este é o ideal de Deus.

Hoje nós apenas arranhamos a superfície do que é o plano de Deus para a família.
Não há famílias perfeitas porque não existem pessoas perfeitas.
É como uma igreja, se você algum dia encontrar a igreja perfeita, não seja parte dela, pois não será mais perfeita! Meu pensamento é que todas as famílias precisam ser fortalecidas.
E os solteiros?
Os que nunca casaram, os viúvos e os que um dia foram casados?
Duas coisas:
1° Não desconte ou ignore os parentes que você tem -- irmãos, irmãs, mães, pais, quem quer que seja que esteja vivo neste ponto de sua vida. Não ignore esta família!
2° Entenda que, como crente, você é parte de uma grande família que, em Gálatas 6: 10, está se referindo à igreja.

A igreja é chamada de "a família dos crentes".
Esta é apenas uma família maior, um expressão maior do que deveria estar acontecendo em nossas famílias menores. Comprometa-se com uma família local.
Tudo o que Deus disse para fazer na família natural, biológica, nós temos que fazer como igreja.
A igreja há de ser um abrigo contra as tempestades, um centro de aprendizado para a vida, um lugar onde você se diverte e tem comunhão e uma plataforma de lançamento para o ministério.
Se você não tem uma família natural próxima onde você vive, faça desta igreja a sua família.

Oração: Eu  gostaria de encorajar você a avaliar a força de sua família esta semana.
Pergunte a si mesmo: Que tipo de abrigo é a minha família?
Quando as pessoas na minha família atravessam crises, será que eu sou um encorajador ou desencorajador?
Ofereço-lhes alguma proteção, pouca proteção ou total proteção quando as mudanças, rejeições, fracassos e os problemas acontecem na vida?

Você poderia dizer a Deus:
"Oh, Deus ajuda-me a demonstrar amor esta semana; ajuda-me a ser parte da solução e não do problema"?
O que os seus filhos estão aprendendo em seu lar?
O que a sua esposa ou marido diz que é a coisa mais importante para você?
O que os seus filhos dizem que é a coisa mais importante para você?
Que qualidades de caráter você está ensinando de maneira não-intencional?

O que a sua vida diz acerca dos seus valores, acerca do que é importante, acerca de dinheiro, acerca de sexo, acerca de trabalho, acerca de diversão, acerca de Deus e a prioridade que Ele tem em sua  vida?
Você poderia dizer a Deus: "Pai, ajuda-me a reavaliar meus valores esta semana"?
Você tem se divertido com a sua família? Você só tem os seus filhos por uma pequena temporada e mesmo depois que eles se forem, você ainda tem que se divertir com quem quer que tenha ficado.
Diga ao Senhor: "Pai, ajuda-me a celebrar a minha família a divertir-me com eles esta semana e a planejar algo diferente a fim de alegrá-los esta semana."

 Você já tem dedicado a sua família a Deus?
Você tem orado para que outros membros de sua família venham a conhecer a alegria de conhecer Cristo a fim de que vocês possam passar a eternidade juntos? Faça disto uma prioridade.
E se todos os membros de sua família já conhecem a Cristo, dedique a sua família a Deus como uma plataforma de lançamento para o ministério a fim de que Deus possa fazer do mundo um lugar melhor porque a sua família está aqui.

Ele dirá a você como fazer isto.
Talvez seja usando o seu talento, o seu tempo, seu dinheiro.
Será alguma coisa em que você possa envolver a sua família e algo do qual eles possam ser parte.
Pai, nós consagramos nossas vidas a Ti. Mas também consagramos nossos lares a Ti.
Eu oro para que Saddleback possa ser um lugar onde edificamos famílias fortes e bem sucedidas baseadas na Tua Palavra.

Nós sabemos que uma igreja nunca será mais forte do que as famílias que fazem parte daquela igreja e uma nação nunca será mais forte do que as famílias que a compõem.
Na medida em que olharmos para Tua Palavra nas semanas que virão, ensina-nos e encoraja-nos.
Ajuda-nos a deixar para trás os fracassos do passado e nos concentrarmos no futuro.
Oramos no nome de Jesus. Amém.
A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário