terça-feira, 19 de março de 2013

cinco causas comuns de conflito no casamento: 1° Dinheiro 2° Sexo 3° Filhos 4° Comunicação 5° Parentes.


TEXTO BASE MC 3: 35

INTRODUÇÃO 

TEMA: COMO RESTAURAR A HARMONIA EM SEU LAR= PARTE=II

HA cinco causas comuns de conflito no casamento:

1° Dinheiro 2° Sexo 3° Filhos 4° Comunicação 5° Parentes.
Meu sogro era um profeta! Minha esposa e eu brigamos 1.000 vezes em todas essas 5 causas em nosso casamento.

Conflitos são comuns.
Semana passada eu disse que as famílias são frágeis.
Conflitos podem ferir famílias, machucar famílias e destruir famílias.
Em Marcos 3: 25 (Versão da Bíblia na Linguagem de Hoje) encontramos:
"Se uma família se divide, e os seus membros lutam entre si, ela será destruída."
Eu penso que deveria  haver uma lei obrigatória para que qualquer pessoa antes se casar, fosse ensinada acerca de gerenciamento de conflitos.
Entramos no casamento completamente cegos.
Quantos de vocês, antes de se casarem tiveram alguém que tenha sentado ao seu lado e ensinado como brigar honestamente?
É preciso que haja uma lei contra isto! Conflito é inevitável.
Cada pessoa é singular.




Deus nos fez a todos pessoas singulares.
Nós temos  diferentes desejos, gostos, interesses, talentos, habilidades, temperamentos.
Portanto, vamos entrar em colisão, pois somos diferentes.
Vamos ver a vida diferentemente uns dos outros.
Hoje vamos olhar para três coisas:
1° As causas (ou razões) do conflito
2ª As reações ao conflito
3° A resolução do conflito.

I° AS CAUSAS, AS RAZÕES DO CONFLITO
A Bíblia é muito direta. Ela diz  que há uma razão para eles: Tiago 4.11-2 BLH
"De onde vêm as lutas e as brigas entre vocês? Vêm dos maus desejos que estão sempre lutando dentro de vocês.
“Vocês querem muitas coisas; mas como não podem tê-las, estão prontos até a matar para conseguí-las..."
A causa do conflito são os desejos que lutam entre si. Eu quero o que quero.
Você quer o que você quer. Temos necessidades que competem entre si , interesses que  competem entre si.
Quantos de vocês em casa têm cobertor elétrico?
Quantos de vocês tem um só controle de temperatura no cobertor? É uma idéia estúpida não acham?
Somos feitos com diferentes temperaturas -- alguns gostam do cobertor mais quente, outros gostam dele mais frio.

Nó somos diferentes em nossos temperamentos.
Na medida em que o relacionamento se desenvolve no casamento, conflitos se tornam inevitáveis.
O dia em que você se casou, você esteve diante do altar ou do juiz de paz e você tinha muitas expectativas irrealistas no dia do seu casamento.
A maior parte delas nunca serão cumpridas.

Elas não são realistas. Alguém afirmou que o casamento passa por três estágios:
A Lua de mel feliz, a festa acabou, vamos entrar num acordo. Eu vi um "cartoon" (desenho):
Marido e esposa estão dirigindo. O esposo diz: "O que você acha de assistirmos Rocky, o Lutador IV no cinema?"
A esposa diz: "Rock IV? Por que você sempre tem que escolher o filme?
Por que não podemos assistir algo que eu gostaria como "E o Vento Levou"?
Conflitos são inevitáveis.

 II° COMO VOCÊ NORMALMENTE REAGE AO CONFLITO?
Geralmente reagimos de uma dessas cinco maneiras:
1° " Minha maneira" - Esta é uma maneira de reagir. "Minha maneira" diz "eu ganho.
Faço valer a minha vontade até que você desista. Estou totalmente certo e você totalmente errada.
“Minha maneira é a única maneira."
Alguns de vocês lutam desta maneira em seus casamentos.
Você continua lutando até ganhar.
2° "De nenhuma maneira" Esta diz: "Eu bato em retirada.
Evito o conflito. Ignoro o problema. Eu o evito a todo o custo.
O problema nunca é resolvido porque eu só vivo me afastando do conflito.
3° "Sua maneira" - Eu desisto, finjo que estou surdo, ou que estou morto.
 Eu estou buscando aprovação e por isso sempre faço de contas que sou um capacho e sempre cedo à vontade dela.

É sempre do jeito do outro.
É uma maneira muito pacífica de viver, mas é também uma maneira altamente frustrante de viver.
4° "Das duas maneiras" - Eu chego a um acordo.
Desisto de um pouco. Você desiste de um pouco.
Você ganha um pouco e você perde um pouco. Esta maneira é melhor do que as outras três.
5° "Nossa maneira" - Nós trabalhamos em nossos alvos mútuos juntos.
Eu não apenas me preocupo em resolver o problema, mas me preocupo também em cuidar do relacionamento e  me preocupo com você.
Quero que tenhamos uma solução mutuamente satisfatória porque você é importante e o relacionamento é importante.

III° A RESOLUÇÃO DO CONFLITO
Eu gostaria que olhássemos na Bíblia e víssemos oito passos para resolver o conflito daquela maneira.
1° TORNE-SE UM CRISTÃO.
Torne-se um cristão. Este é o início. Entregue a sua vida a Cristo. Você não pode ter paz com outras pessoas enquanto você não está em paz primeiramente com Deus.
A Bíblia nos diz que se eu não entreguei a minha vida a Cristo, estou em guerra com Deus.
Estou em conflito com Ele.

Eu estou fazendo as minhas coisas do meu jeito, estou fazendo do jeito que quero fazer.
Quando estou em conflito verticalmente com Deus este conflito se reflete horizontalmente.
Muitos casamentos teriam seus problemas resolvidos se os membros da família se reunissem em torno do trono da graça de Deus e entregassem suas vidas a Jesus Cristo.
Haveria harmonia, unidade. Por favor, não adie esse passo mais. Este é o fundamento.
Faça isso hoje mesmo. Abra o seu coração para Jesus Cristo e seja um crente.

Ef. 2.16 BLH - "Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu o ódio..."
Quando o Espírito de Jesus Cristo está vivendo em mim e quando o Espírito de Jesus Cristo está vivendo em você, Jesus jamais lutará contra Jesus.
Muitos de vocês podem dizer que antes de vocês se tornarem crentes, vocês não tinham a menor motivação para resolver conflitos.
Se eu tivesse um conflito, eu diria: "Ah, isto é problema seu."
 Mas agora que sou um crente, um cristão e tenho o Espírito Santo em minha vida, Ele não apenas me concede o desejo de endireitar as coisas quando há um relacionamento tenso, mas Ele dá-me também o poder para fazer as coisas certas.
“Eu quero fazer as coisas certas".
Você ficará pasmado ao ver o poder de reconciliação que vem em sua vida quando você está vivendo com Jesus Cristo em sua vida  momento após momento a cada dia.
Esta é a fundação antes de qualquer outra coisa.

2° CONVERSE COM DEUS SOBRE O CONFLITO.
Antes de conversar com a pessoa com quem você está triste, converse com Deus acerca do conflito.
Ore sobre isso. Admita-o diante dEle. Você pode resolvê-lo lá mesmo. Tg. 4: 2b BLH
 "Vocês cobiçam, mas, como não podem conseguir o que querem, brigam e lutam.
Não conseguem o que querem porque não pedem a Deus." Circule as palavras "pedem a Deus".
Muitos dos conflitos em nossas vidas acontecem quando nós esperamos que outras pessoas satisfaçam necessidades que somente Deus pode satisfazer.

Muitas vezes estamos olhando para outras pessoas para satisfazer as nossas necessidades e Deus está dizendo: "Eu quero que você peça a mim."
Ele diz: "A solução para as suas necessidades não é encontrada em brigas e lutas, mas em pedir-Me."
Eu tenho ouvido pessoas dizerem:
"Ah, se eu casasse, teria todas as minhas necessidades satisfeitas!....Se eu pudesse encontrar a pessoa certa,  todas as minhas necessidades seriam satisfeitas."
Não importa o quão maravilhosa tal pessoa seja, você nunca  encontrará alguém que satisfará todas as suas necessidades. Ninguém pode.

Deus fez você de uma tal maneira que Ele quer satisfazer muitas de suas necessidades.
E somente Ele pode satisfazer as suas necessidades mais profundas.
Se você ainda está solteiro, não saia à procura de alguém que  preencha todas as suas necessidades.
Você nunca vai encontrar tal pessoa.
Olhe para Deus.
Quando eu espero que alguém satisfaça todas as minhas necessidades, uma luz vermelha  de advertência começa a acender.
O nome dessa luz é raiva. Raiva é como se fosse a bandeira vermelha.
É uma luz de perigo que diz:
"Eu espero que alguém satisfaça as necessidades que só Deus pode satisfazer.
Estou pedindo a alguém para fazer o papel de Deus." Isto não é certo.

3° ANALISE O PROBLEMA.
Pergunte a si mesmo: "Quanto desse problema é minha falta?"
Antes de você sair acusando, atacando, Jesus diz: "Analise-se a si mesmo."
Sou eu o problema? Sou eu a causa? Existe algum ponto cego em minha vida que não consigo ver?  Mt. 7: 3,5 BLH
"Por que é que você olha o cisco que está no olho do seu irmão e não vê o pedaço de madeira que está no seu próprio olho?...
Hipócrita! Tire primeiro o pedaço de madeira que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão."
Quando você estiver em conflito, antes de tentar tirar a poeirinha dos olhos do seu cônjuge, tire o poste de telefone que está dentro do seu próprio olho.
Analise seriamente: Sou eu o problema? Será que estou demandando muito?
Estou sendo exigente?

 Estou fora da realidade?
Estou sendo sensível demais?
Será que estou sem paciência? Sou insensível?
Pessoalmente, gosto de mudanças.
Fico entediado com a monotonia. Uma vez eu e a minha esposa tivemos uma discussão por causa de sabonete!
Eu achava que Kay deveria estar trocando o tipo de sabonete que nós usamos no banho mais freqüentemente. Eu estava exigindo injustamente e tinha explodido acerca disto.
Foi ridículo.
No Natal passado um dos meus presentes foi uma caixa com 27 sabonetes diferentes.
Esta é uma esposa que se preocupa comigo apesar de minhas exigências ridículas!

Sou eu o problema? Não existe isso de "problema dele, ou problema dela" na família.
Problemas de família não são somente seus problemas, eles são nossos problemas.
A Bíblia diz em 1° João 1: 8 - "Se dissermos que não temos pecado enganamos a nós mesmos e a sua verdade não está em nós."
Seja honesto. Ninguém é perfeito. Todos fazemos coisas estúpidas.
Depois que você faz estas três primeiras coisas:
Você entregou sua vida a Cristo, você tem conversado com Deus acerca do problema, e você o tem analisado, então...

4° MARQUE UMA CONFERÊNCIA DE PAZ.
Sente frente a frente com o seu cônjuge e converse sobre "Qual é o problema?".
Conflitos raramente são resolvidos acidentalmente.
São resolvidos deliberadamente, intencionamente.
Não acontecem ao acaso. Sente-se, encare o problema, planeje isso em sua agenda.
Há pessoas que dizem assim: "Ah, nós vamos ver como é que fica..."
O problema é que o problema nunca será resolvido. Portanto, marque uma conferência de paz, planeje na sua agenda um dia.
Eu odiava fazer isso nos nossos primeiros anos de casamento! Eu odeio conflito e fazia de tudo para sair fora. Mas a única maneira de resolver o conflito é encará-lo. Você tem que conversar sobre isso.
Jesus estava falando acerca de ir a igreja e da prioridade de concertar as coisas com outras pessoas sobre o culto.
Ele diz:

"Portanto, se você for ao altar para dar a sua oferta a Deus e se lembrar ali de que o seu irmão tem alguma queixa contra você, deixe a sua oferta sobre o altar e vá logo fazer as pazes com o seu irmão.
“Depois volte e dê a sua oferta a Deus." (Mt. 5: 23 =24 BLH)
Jesus está dizendo aqui para não ignorar conflito.
Se você tem um problema e está vindo a igreja, você se prepara para entregar a sua oferta e se lembra do problema, Jesus diz para você ir concertá-lo primeiro.
Veja que ele diz: "Deixe a sua oferta sobre o altar."

Você não pode adorar de maneira efetiva com conflitos não resolvidos
Você já teve uma briga no carro com o marido ou esposa no caminho para a igreja?
Algumas de nossas maiores brigas acontecem no carro à caminho da igreja.
Pedro diz no livro de 1° Pedro: "Maridos, vivei em paz com vossas mulheres."
Se você não está em harmonia com a sua esposa, suas orações não estão sendo ouvidas.
Alguns de vocês estão orando para Deus mudar o seu casamento, mudar seu negócio, responder às suas orações e não estão vendo a resposta -- não serão respondidas até que vocês acertem o relacionamento.
A Bíblia afirma que a desarmonia em casa impede que as nossas orações sejam ouvidas.
Algumas sugestões práticas para esta conferência de paz:

1° Escolha o momento certo.
O momento certo significa muito na solução de conflito.
Não jogue uma bomba e surpreenda a pessoa.
O momento errado na solução de um conflito é um desastre.
Alguns de vocês são pessoas que estão mais alertas de manhã enquanto outros são mais alertas durante a noite.
Geralmente uma pessoa que está alerta de manhã se casa com uma pessoa que está alerta à noite.
Opostos se atraem.

O problema é que a mesma coisa que atraia vocês no princípio, agora são as coisas que causam irritação. Vocês precisam encontrar o momento que é melhor para ambos.
O melhor momento para lidar com o problema é quando vocês estão o mais alertas possível.
Escolha um momento quando todos estão confortáveis e relaxados.
2. Escolha o lugar certo.

Eu sugeriria a vocês escolherem um lugar neutro.
Um lugar longe das crianças, um lugar longe do telefone, um lugar onde nenhum de vocês será interrompido. Escolham um lugar onde vocês podem sentar-se confortavelmente e lidar com o problema.
Nunca discutam na cama! Tenha um outro lugar onde vocês possam conversar sobre os problemas.
3. Ore antes de encontrar-se com o eu cônjuge.
Cada um de vocês.
Esteja com o seu próprio coração correto e venha para o encontro com um espírito de reconciliação, e um espírito de perdão, prontos para trabalhar em cima do problema, não atacar o outro, mas atacar o problema.
Venha com uma atitude positiva a respeito desta conferência de paz.
Trabalhe em cima dos problemas. Vocês hão de encontrar alguma solução.
Não venha para acusar, descarregar e desculpar-se.
Uma vez que você tem feito isto e marcado a conferência de paz...

5° ESTABELEÇA AS REGRAS DO JOGO ANTES DA BRIGA.
Quando discutimos, temos um conflito e dizemos: "Sim, podemos ter grandes diferenças e podemos falar sobre elas.
Mas há realmente armas mortais que estão fora de cogitação, como dar golpe abaixo do cinturão no boxe.
Nós não usaremos isto em nossa família.
Estas armas tendem a provocar raiva e ressentimento. Não usaremos estas coisas."
Sete regras para uma luta honesta no casamento. Todas elas começam com a letra "C".
Preguei uma mensagem nestes "C"s chamada "O Kit de Sobrevivência do Casamento." Eu as chamei de "
As Batalhas dos Sete 'C's".
São coisas que você tem usado e que eu tenho usado em nossas brigas. De agora em diante estas coisas serão evitadas. Elas estão fora de cogitação.

1° Nunca Compare. Não diga: "Porque você não é como 'fulano de tal'?" ou,  "Você é mesmo como fulano de tal'" Não é justo comparar.
Deus fez cada pessoa singular, diferente.
2° Nunca Condene. Não use frases como "você sempre..."ou "você nunca...", "você tem que...",  "você deve...", "você deveria ter vergonha de você mesmo."
Colocar culpa nas pessoas leva-nos a agir como a consciência delas.

Toda vez que você representa a consciência de seu companheiro(a), nós sempre, por natureza, lutamos contra a nossa própria consciência. Portanto, nós lutaremos contra você.
Só Deus tem o direito de julgar , portanto, nunca comece frases com "você..." porque geralmente esta é uma frase de julgamento -- "Você faça isso...você faça aquilo..." Comece a frase com "eu".
"Eu sinto isso...", "eu preciso disso..."  Se alguém diz: "Eu sinto", marido/esposa, aceite isso como legítimo --mesmo que você entenda, e não diga: "Você não deveria sentir desta maneira!".
Se eles sentem assim, simplesmente aceite o fato.
Não significa que você concorda ou que é certo. Simplesmente aceite que é a maneira como as pessoas sentem.

"Eu preciso... eu sinto...me parece que..." é muito menos ameaçador, muito menos condenante do que as frases que começam com "você": "Você deve, você tem que.. você nunca... você sempre..."
3º Nunca Comande. Não tente terminar uma discussão com o uso da força.
"Eu ordeno que você faça o que eu digo! Eu comando você a fazer isso..."
Não tente ser pai ou mãe para o seu cônjuge.
Não faça demandas. Isso faz com que a temperatura aumente.
4° Nunca Confronte.
Ameaças. "Apenas faça isto para ver o que acontece!"
Você lembra quando era criança?

Alguém traçava uma linha no chão e dizia, "eu duvido que você seja capaz se ultrapassar esta linha!"
Você ia lá e desobedecia. Só para ver o que ia acontecer.
Esta é a natureza rebelde da humanidade. Se alguém diz: "Eu duvido que você...", você vai reagir.
Não ameace, não provoque um duelo.
As três ameaças mais comuns no casamento são: 1° Sexo 2ª Dinheiro  3° Divórcio.
Decida que estes tipos de arma vocês não vão usar nunca no seu casamento.
São armas mortais. Você não vai ameaçar seu cônjuge com sexo, dinheiro ou divórcio.
Estas coisas são a marca de imaturidade. Vamos amadurecer e não usar estas coisas.
5ª Nunca Condescenda.

Nunca trate o seu cônjuge como se ele ou ela fosse realmente inferior a você.
Não deprecie o seu cônjuge. "Você não deveria sentir-se desta maneira."
Não diminua o seu cônjuge. Não ridicularize os seu cônjuge por causa de seus sentimentos ou de sua maneira de pensar, ou qualquer que seja o motivo. Acima de tudo, não brinque de Psicólogo.
"Ah, eu sei por que você está me dizendo isso... Você disse isso porque..." A maioria de nós já tem dificuldade de entender os nossos próprios motivos.

Como é que vamos entender os motivos dos outros?
Não pré-julgue motivos. Isso é como se você definitivamente estivesse fazendo o papel de Deus.
6° Nunca Contradiga. Nunca interrompa o que a pessoa está dizendo no meio da frase. Quando nós tendemos a entrar em discussão, tudo o que vemos é a nós mesmos.
Nós tendemos a nos apressarmos e dizermos a resposta antes da pessoa terminar.
Nós não estamos pensando no que a outra pessoa está dizendo.
Não estamos ouvindo. Só estamos pensando no que vamos dizer logo a seguir.
Uma pessoa normal pode dizer 150 palavras por minuto, mas pode ouvir 650 palavras por minuto.
Isto deixa 500 palavras por minuto quando você ouve, como um fator tédio. Isto significa que, enquanto a pessoa está falando, você já está pensando no que vai dizer. Você interrompe as pessoas.
Você se precipita.

Espere a sua vez de falar quando estiver em conflito.
Vamos permitir que a outra pessoa diga tudo o que deseja e então você poderá dizer a sua parte e assim por diante. Não interrompamos uns aos outros.
Tratemos uns aos outros com consideração.
7° Nunca Confunda. Isso acontece quando você fala de coisas que não têm nada a ver com discussão.
Muitas vezes você faz isso intencionalmente para desviar a atenção das pessoas. Alguns de vocês são excelentes nisso.

Quando você está tendo uma discussão com alguém e sabe que está perdendo, você traz à tona algo que não tem nada a ver, a fim de desviar a atenção do assunto principal que está sendo discutido, e a discussão acaba sendo sobre aquilo.
Você fica mudando de assunto porque você vê que está perdendo.
Mantenha o assunto. Não confundia as pessoas.

Deixe-me resumir estas sete coisas em uma sentença:
Ataque o problema e não um ao outro. Pv.11.29 - "O que perturba a sua casa herdará o vento...."
É tolice causar intencionalmente ressentimento e raiva no lar.
É uma coisa estúpida, mas nós o fazemos todo o tempo quando estamos com raiva.
Você vive com estas pessoas todo o tempo. Portanto conheça o "botão vermelho" de suas emoções.
Você sabe que se apertar aquele botão, vai fazê-los ficar com raiva.
A Bíblia diz que é tolice apertar tais botões, fazer intencionalmente as pessoas ficarem com raiva, para criar intencionalmente formas de ressentimento. É algo estúpido!

6° MUDE O SEU FOCO
Mude a atenção de si mesmo para a outra pessoa. Do egoísmo para o altruísmo.
Se apenas fizéssemos o que diz Fp. 2: 4 =5 BLH - "Que cada um procure os interesses dos outros e não somente os seus próprios interesses.
“Tenham entre vocês o mesmo modo de agir que Cristo Jesus tinha."
Qual foi o modo de agir de Jesus Cristo? Não foi o de procurar ser o número um, mas o de procurar o interesse de outros.

Circule a palavra procurar neste verso.
Esta é a palavra grega skopos de onde tivemos as palavras telescópio, microscópio, mira telescópica numa arma de longo alcance.
Significa prestar atenção na necessidade da outra pessoa envolvida no conflito.
Pergunte-se a si mesmo quais são as necessidades do meu cônjuge?
O que eu posso fazer para satisfazer tais necessidades?
Quando estamos com raiva, nossa preocupação é conosco mesmos.
A única coisa que podemos ver são nossas necessidades, nossos sentimentos feridos, nossa expectativa que não foi satisfeita.

A Bíblia diz para olharmos para o interesse de outros. Mude o foco.
Se você quer uma frase mágica que geralmente evita muitos conflitos  e que pode terminá-los imediatamente, use esta: "Desculpe, eu estou sempre pensando só em mim mesmo..." Se você faz uma declaração dessas depois que seu cônjuge acorda do desmaio, então você pode começar a lidar com o problema real.
É uma frase muito difícil de se dizer, mas o ponto fundamental é que os conflitos são sempre causados por egoísmo e imaturidade.
Quando pessoas imaturas querem fazer prevalecer suas próprias maneiras e não estão pensando uns nos outros, o conflito é inevitável. Vai acontecer.
A única coisa que precisamos é amadurecer!

7° PEÇA POR CONSELHO
Um encontro raramente é a solução. Você pode precisar marcar várias conferências de paz.
Mesmo que você esteja fazendo apenas pequenos progressos em seu lar, isto é bom.
Mas se você não está fazendo qualquer progresso e não está conseguindo avançar rápido o suficiente e a vida em seu lar está se deteriorando, busque algum tipo de ajuda. Envolva uma terceira pessoa e peça por conselhos.

Em todas as outras áreas da vida você não tem vergonha de buscar ajuda profissional.
Se você tem um problema de saúde, você vai a um médico que foi treinado e tem a habilidade para lidar com problemas de saúde. Se você tem um problema legal, vai a um advogado que é um profissional e que pode ajudar a você com problemas legais.
Se você tem problemas financeiros, procura um contabilista, ou alguém que é treinado para ajudá-los a lidar com os seus problemas financeiros.

Se você enfrenta algum problema de relacionamento na sua família, busque ajuda de algum conselheiro cristão! Não há motivo para estar envergonhado.
"Ah, eu posso lidar com isso sozinho, Não preciso de ajuda de ninguém." Você diz isso quando está falindo financeiramente? "Estou com câncer, mas vou resolver isso sozinho."
Não, você vai buscar ajuda de um profissional. Busque algum tipo de ajuda!
Eu ouço: "Em minha família nós não precisamos de aconselhamento.
Podemos resolver os nossos próprios problemas.
Quem você pensa que eu sou?" Eu penso que você é um tolo.
Eu era um tolo e eu não queria buscar ajuda quando Kay e eu tínhamos problemas em nosso casamento há treze anos atrás.

A última coisa que eu queria, era falar com alguém sobre isso.
Eu estava mais interessado em representar, fazer de contas que eu tinha um casamento bem sucedido, do que realmente ter um casamento bem sucedido.
Você pode pensar que esta escondido por detrás da sua máscara e que você tem um aspecto exterior muito bom.
Mas você acha que está enganando as pessoas?
Certamente você não está enganando a Deus. E você não está enganando à sua própria família.
É necessário muita coragem para buscar aconselhamento e um amor real pela sua família, e maturidade para querer dizer:
"Nós estamos atravessando um problema que não está sendo resolvido.
Vamos buscar ajuda. Vamos buscar alguns conselhos práticos."
E se meu cônjuge não estiver interessado em buscar ajuda? Vá sozinho(a).
Pelo menos você pode crescer. Você pode trabalhar algumas áreas da sua vida.
Busque alguma ajuda.

A Bíblia diz para buscar por conselhos: Pv. 15: 12 BLH
"O homem vaidoso não gosta de quem o corrige; ele nunca pede conselhos aos sábios." Pv. 15: 32 BLH
"Quem rejeita conselhos prejudica a si mesmo, mas quem aceita a correção fica mais sábio." Quanto custa a sua felicidade?
Quanto ela vale? Quanto é que vale um lar onde haja harmonia e que você deseje estar depois do trabalho?

8° NÃO DESISTA.
Não abandone no meio de uma discussão. Termine suas lutas.
Vá até o final. Resolva o seu problema.
Resolver um conflito nunca é fácil.
Há três estágios em um conflito:
1° Estágio Um é Reconhecimento: "Nós temos um problema."
Muitas pessoas tem muita dificuldade em chegar a este estágio –
"Que problema? Nós não temos problemas."
A primeira indicação do problema muitas vezes se torna clara quando um dos cônjuges resolve terminar a relação.

2. Estágio Dois é Reação:
 "É pior do que eu pensava." Esse é um estágio doloroso.
É o estágio quando as emoções vêm à tona e talvez algumas vozes se elevam, lágrimas aparecem.
Talvez  mágoas aparecem, alguma amargura, ressentimento, raiva, frustração, medo, irritação.
3. Estágio Três é Resolução: "O que vou fazer a respeito disso?"
O problema que eu vejo repetidas vezes é que muitas famílias jamais passam do estágio dois.
Eles reconhecem que têm um problema, começam falar sobre isso e a discussão fica quente, as emoções explodem e alguém diz: "Eu vou sair fora."

E eles saem da sala e nunca resolvem o problema. Você tem que ter persistência.
É que é necessário muita coragem para resolver conflitos quando todas as partes do seu corpo parecem gritar dentro de você dizendo: "Saia fora!
 Não suporte mais isso" É necessário muita coragem para continuar na mesa de negociações.
Eventualmente, se você permanece lá, você consegue -- você perde as suas energias.
Você precisa ultrapassar os dois estágios no conflito onde todas as coisas que ferem e machucam têm sido ditas e você está sem energia e finalmente diz:
"O que é que vamos fazer com nosso problema?" Eu tenho visto muitas pessoas provocarem um curto circuito no processo de resolução por não perseverarem nele.
É mais recompensador resolver um conflito do que dissolver um relacionamento.

Você fará um ou outro:
Resolver ou dissolver. Resolver um conflito é doloroso, mas a recompensa é muito maior do que simplesmente deixar o relacionamento morrer.
Eu tenho conversando com muitas pessoas.
"Nossa família buscou alguma ajuda profissional.
Mas tão logo o conselheiro começou a se aproximar do problema real e começou a sugerir mudanças, meu marido/esposa disse: 'Já fomos longe demais!'" Eles nunca resolveram o problema.
Eles desistiram muito cedo.
 Meu apelo a você como seu pastor, porque eu estou comprometido e edificar famílias fortes em nossa igreja, é para que vocês façam um compromisso:
 "Nós faremos o que for necessário, custe o que custar, para fazer este casamento funcionar! Não importa quanto tempo vai levar!" É mais recompensador resolver um conflito do que dissolver um relacionamento.
Gl. 6: 9 BLH - "Não nos cansemos de fazer o bem.

Porque se não desanimarmos, colheremos quando chegar o tempo." Não desista.
Oração: Eu sei que esta mensagem tem sido muito dolorosa para alguns de vocês.
Mas eu creio que Deus trouxe você para ouvir porque você precisa ouvir isto.
Estes oito passos funcionarão se você trabalhar neles.
Mas você tem que começar no passo número um.
O passo número um é tornar-se um crente, abrir sua vida para Jesus Cristo, dar a Ele o bom, o mal, o feio, o passado, o presente, o futuro, as feridas, os medos, as mágoas, os ressentimentos, as culpas -- tudo isto. Entregue sua vida a Cristo e deixe Ele tirar toda a raiva e frustração, e mágoas, e a insegurança de sua vida. Efésios 2: 16 BLH –

"Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu o ódio.
Por meio da cruz, ele uniu os dois povos em um só corpo [porque somos a família de Deus como cristãos] e os trouxe de volta a Deus." Isso é verdade em sua família?
Ambos têm sido reconciliados com Deus?
Por causa disso a próxima frase acontecerá:
"Ele desfez a inimizade  que os separava como se fosse um muro."
Pode ser que muito do conflito que você tenha em seu lar seja porque você ainda está em conflito com Deus.

A inimizade acabou na cruz.
Você permitiria que isto se tornasse realidade em sua vida?
Nas últimas semanas, ou meses, ou anos, alguns de vocês têm entendido:
 "Meu casamento, minha família, não vai sobreviver pelo poder humano.
Eu preciso de uma mudança sobrenatural em meu coração e eu preciso de uma mudança sobrenatural no coração dos meus filhos, ou no coração do meu cônjuge para que estas coisas possam funcionar."
Abra sua vida para Cristo. Seja você casado ou solteiro, só Deus pode satisfazer as suas necessidades mais profundas.

Pare de tentar satisfazê-las por meio de outra pessoa.
Olhe para Jesus.
Ele realmente se importa com você.
Você pode deixar que a Sua paz encha a sua vida e quando você está em paz com Deus, então você poderá ter paz com os homens e Ele dará a você um espírito de reconciliação que dá a você, não apenas o desejo de fazer as coisas certas, mas o poder para fazer as coisas certas.
Você gostaria de dizer "sim" para Ele?
Pai, eu sei que há muitas famílias feridas aqui hoje.
Eu te peço para que a Tua paz e o poder curador possa ser com elas na medida em que elas abram os seus corações para Ti. Salva lares nesta manhã.
Restaura a harmonia onde seja necessária haver harmonia.
Você gostaria de dizer: "Jesus Cristo, eu preciso dar a Ti a minha vida e a minha família.
“Eu não quero me tornar num fanático, mas certamente preciso de Tua ajuda em meu lar."
Ele ajudará você. "Senhor, eu admito que tenho feito muitas coisas erradas.
Pai ajuda-me a ser altruísta, não pensar só em mim mesmo.
Ajuda-me a pensar mais em minha esposa e suas necessidades.
Ajuda-me a pensar mais nos meus filhos e por as necessidades deles em perspectiva.
Dá-me o poder para fazer a Tua vontade.

“Hoje, Jesus Cristo, eu abro o meu coração para Ti."
Senhor, muito obrigado pela Tua Palavra que se aplica em nossas vidas.
Edifica lares fortes a fim de que tenhamos uma igreja forte e uma nação forte.
 No nome de Jesus, amém.
A ser viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário