segunda-feira, 22 de abril de 2013

10 dicas de destruir um casamento


CASAMENTO CRISTÃO: DEZ MANEIRAS DE DESTRUIR UM CASAMENTO

Como um casal através do abuso do poder pode destruir o casamento.
1. Solicitar e exigir o centro das atenções.
Uma pessoa que só pensa em si mesmo está sendo governada pelo orgulho. Esse é o veneno que mata qualquer relacionamento.
2. Manipular, mandar e castigar.
A manipulação através da repreensão, desprezo, críticas, acusações e regularizações destrói o vínculo conjugal.



3. Negar intimidade.
O cônjuge que deseja o poder muitas vezes irá criar e manter a distância do parceiro. O medo de perder o “controle” não permite intimidade. Esse tipo de abuso pode levar o parceiro ignorado a procurar calor, aceitação e amizade em outros lugares.
4. Apenas receber
“O que eu ganho com isso?”, é a pergunta na mente desse cônjuge. Algumas vezes o “recebedor” fará uso do charme, inteligência persuasão, desaprovação ou desprazer para conseguir o que quer dos outros. A tendência de usar o cônjuge com fins egoístas, não colaborando e tentando manipulá-lo, pode destruir a auto-estima da pessoa que está sendo vítima deste abuso.
Se um cônjuge precisa sempre receber, o outro tem de se mostrar sempre liberal.
5. Buscando o controle – o(a) controlador(a)
Os que temem que a vida possa controlá-los, no geral viram a mesa a fim de certificar-se de que controlam os outros. O “controlador” se torna mestre em ocultar do cônjuge os seus sentimentos, intelectualizando as situações, a fim de evitar mostrar emoção. Este cônjuge priva o relacionamento da espontaneidade, no esforço de manter sua imagem de parceiro que mantém o controle.
6. Apresentando um imagem de retidão – o cônjuge fariseu.

Infelizmente, muitos cônjuges pensam que sua bondade lhes trará realização, alegria, paz e felicidade na relação conjugal. Esta é a razão de se sentirem compelidos a apontar as fraquezas de outros. A briga neste tipo de relacionamento é caracterizada por um egoísmo que considera apenas os seus sentimentos e opiniões pessoais. O parceiro então desanima. Em razão de nunca ser suficientemente bom, o cônjuge abusado começa a assumir o papel de “mau” no relacionamento.
7. Mostrar-se superior.

A prioridade aqui é ser melhor que os outros. Esta atitude, lamentavelmente, se reflete com mais freqüência nos cristãos. Na realidade, o cônjuge “superior” muitas vezes se sente inadequado ou não se acha a altura do parceiro. O abusador, então, compensa o seu sentimento esforçando-se para ser mais competente, eficiente, reconhecido e útil ao outro.

O parceiro oprimido, em conseqüência, se fecha no que diz respeito a correr riscos e compartilhar no casamento, temendo que suas palavras sejam interpretadas de maneira diferente da pretendida. Torna-se submisso, controlado, manipulado e cauteloso, procurando a todo custo evitar ferir a sensibilidade do cônjuge “superior”.
8. Buscando vingança.

Quando o cônjuge se sente desarmado e traído, sem esperança de vir a ser aceito, quase sempre busca vingar-se. O parceiro desanimado pode começar a ferir seu cônjuge verbalmente ou fisicamente, a fim de ficar quites.

Acredite, algumas pessoas mantém registros em sua mente sobre relacionamento conjugal. A vingança se torna, portanto, uma obsessão, deixando o outro cônjuge numa posição decididamente desvantajosa.
9. Esperando demais.

Quando as coisas não vão bem no casamento, a ameaça de rejeição pode provocar desânimo no cônjuge vitimado. Esta tática de poder, espera continuamente que o parceiro seja “mais e mais” e faça “mais e mais” para manter feliz o dominador. O parceiro mais fraco começa a compreender que, por mais que se esforce, jamais alcançará os padrões estabelecidos pelo “mais forte”. Expectativas irreais pode intimidá-lo a ponto de fazê-los sentir incapaz de vir a ser aceito um dia.
10. Reter afirmação e conhecimento.

Quando deixamos de reconhecer o progresso e de apoiar a quem mais amamos, privamos o nosso parceiro da motivação que necessita para manter-se no caminho da excelência. Pegar na mão do cônjuge ou dar-lhe um abraço amável e amoroso irá operar maravilhas e ajudá-lo a melhorar cada vez mais. A espontaneidade de um beijo no rosto ou de um abraço apaixonado pode produzir o melhor dos efeitos e afirmar mais do que podemos imaginar em nosso casamento.

POR QUE DAR MAIS UMA CHANCE?

Um casamento começa sempre cheio de expectativa e de sonhos.

Tanto o marido quanto a esposa têm em mente o que desejam para a vida a dois, e o que a outra pessoa deve fazer. Mesmo sem ter consciência disso, cada cônjuge tem em mente o que a outra pessoa precisa fazer para cumprir o papel para terem um bom casamento.O problema é que ninguém vai para o casamento preparado para uma relação a dois. Ambos precisam aprender como a outra pessoa funciona. Nem mesmo quem já foi casado é capaz de saber exatamente tudo o que é necessário para nunca haver atritos.

Portanto, com o passar do tempo, pequenas e grandes coisa vãos acontecendo que interferem em muito a maneira como a relação se desenvolve. Pequenas coisas como não levar o lixo para fora, deixar a toalha em cima da cama, se esquecer de lavar a louça, deixar o alimento passar do ponto, não consertar ou providenciar o conserto do chuveiro, podem causar grandes conflitos conjugais. E quanto mais essas coisas se multiplicam, se acumulam, acabam levando um casamento ao fim.

Quando não há perdão, tudo é motivo para separação, tudo se torna maior do que é na realidade: o temperamento incompatível, o gênio difícil e agressivo de um ou do outro; a altura, a feiura, a gordura ou o mau hálito; a cultura, o marido ou a esposa fez um curso a mais e agora acha que o outro é ignorante, e sucessivamente.

O segredo para a felicidade no casamento é o perdão! O casamento é a união criada por Deus que envolve o maior nível de intimidade possível entre duas pessoas. E, perante Deus, ele deve ser imutável. Ele tem de ser assim, para que com o passar do tempo, tanto o marido quanto a esposa possam ter certeza de que mesmo quando erram, isso não será suficiente para terminar a vida a dois. Logo, o perdão é extremamente necessário.

Numa pesquisa com casais feita nos EUA, descobriu-se uma grande relação entre a satisfação no casamento e o perdão.

Na verdade, parece que tanto quanto um terço da satisfação matrimonial está relacionado à prática do perdão.

O casamento é onde o amor e o perdão são testados mais severamente, mas também alcançam as maiores realizações.
Uma verdade fundamental é que em qualquer relacionamento envolvendo duas pessoas, haverá problemas, pois o ser humano é um problema. Desde Adão, o ser humano se tornou um ser rebelde contra a vontade de Deus, que é a única coisa que traz a verdadeira paz, felicidade e autodomínio. Assim, sempre precisamos lutar contra nossa natureza pecaminosa, que aparece em situações até mesmo que ferem e machucam as pessoas que mais amamos.

E isso não acontece porque desejamos, mas porque há em nós uma força que não nos deixa fazer o que queremos, mas nos faz fazer o que não queremos (Romanos 7:19).

Por isso, podemos acreditar firmemente na verdade de que todos os casamentos passam por situações que causam dor, machucam e ferem a outra pessoa.

Mas, como falei antes, é no casamento que temos oportunidade de desenvolver de forma mais profunda a prática do perdão, fazendo assim que experimentamos a verdadeira felicidade que vem de Cristo.
Mas, como perdoar? Afinal, o que é realmente perdoar? E que passos podemos tomar para experimentar o perdão, tanto pela doação quanto pelo recebimento?
Entendendo o PerdãoA primeira coisa que precisamos entender é que perdoar não é simplesmente desculpar. Desculpar é tirar a culpa, ignorar o fato, fazer de conta que nada aconteceu. Mas isso não é perdoar.

Quem perdoa está plenamente consciente do erro, mas também escolhe demonstrar bondade.

Perdoar é um ato não natural da vontade, é decidir, mesmo sem ter vontade, deixar a vingança de lado, não retribuir de acordo com o que a outra pessoa merece.


Isso é um presente e um ato de bondade e de amor! E não é algo humano. É algo divino.
Como seres humanos, nosso desejo é ir até a pessoa, e cobrar dela o mal feito, cobrar a restituição. Contudo, o perdão verdadeiro é abrir mão do direito que você teria de se vingar


Eu falei que isso é divino porque a única maneira de realmente encontrarmos o perdão no casamento é pelo poder de Deus em nós.


Escolhendo Não Perdoar

Contudo, você pode escolher não perdoar. Você pode decidir que o aquilo que a pessoa fez contra você não pode ser ignorado, precisa ser vingado.

O problema é que as pessoas não percebem o fato de que não perdoar prejudica mais a pessoa que foi ofendida do que o ofensor. Na maioria dos casos, quando alguém não decide perdoar, acaba desenvolvendo raiva, ódio, ressentimento, atitude crítica para com a pessoa com quem está casado (a).

Se você decide não perdoar, você permanecerá preso ao passado, preso a questões que já se foram, que não existem mais, que não são mais importantes. Há pessoas que guardam um ressentimento pela vida inteira, e não percebem que isso acaba por lhes afetar até mesmo a saúde física.
Outro aspecto é que não perdoar acaba impedindo você de se concentrar nos pontos fortes da outra pessoa, fazendo com que os erros e fraquezas dela sejam tão perceptíveis que acabam por sufocar o amor.

E, por fim, sem perdoar, não há possibilidade de aprofundar e aumentar a intimidade, pois o cônjuge percebe que não pode errar, se não poderá causar briga, discussões, etc, e assim, não se permitirá ser sincero, honesto e verdadeiro em todos os aspectos.

Enfim, não perdoar não deve ser uma opção para o casal.

Passos para o PerdãoReconhecimento. Para perdoar, a primeira coisa que precisa haver é o reconhecimento da parte da pessoa que ofendeu, e da parte da pessoa ofendida, que algo está errado. Precisa ficar claro que algo aconteceu que não deveria ter acontecido. O problema é que muitas pessoas não percebem que magoaram, que feriram a outra pessoa.
Arrependimento. Esse é o segundo aspecto. Quando uma pessoa realmente percebe que fez o mal para a outra, ela se arrepende do que fez, deseja retomar a união perdida. Nesse aspecto, há muitas pessoas que se recusam a pedir perdão, por vários motivos, mas principalmente por orgulho, ou por não desejarem reconhecer que agiram mal.

Pedir e oferecer perdão. Esse é o passo mais difícil. Porque para algumas pessoas, quando percebem que fizeram algo de errado, elas imediatamente procuram a pessoa ofendida e pedem perdão. Só que, para muitas pessoas, o perdão precisa de tempo para acontecer. Elas ficaram magoadas, feridas, e por isso precisam de um pouco mais de tempo para se recuperarem da mágoa.
Reconciliação. Essa é a parte mais importante para o perdão no casamento. Até o ato de pedir e oferecer perdão, as coisas parecem mais fáceis. Contudo, quando é necessário retomar a vida junta, é difícil esquecer o que aconteceu. Entretanto, para que haja a unidade ordenada por Deus para o casamento, é necessário que tanto o marido quanto a esposa perdoem um ao outro e também busquem a reconciliação.
Não sei em que situação seu casamento se encontra hoje. Talvez, você esteja precisando se aproximar de seu cônjuge para pedir perdão.

Ou talvez, você esteja precisando iniciar a reconciliação. Não se prenda ao seu orgulho de ter que esperar que a outra pessoa fale primeiro. Admita seu erro e peça perdão, ou escolha dar o perdão à pessoa que erro contra você. Deixe que amor seja o fundamento do seu casamento, não os sentimentos resultantes de algo feito contra você.
Que Deus abençoe sua família.

O perdão não é um sentimento,e nem vai depender da nossa vontade,o ato de perdoar é um mandamento da palavra de Deus.Assim,como Ele nos perdoou,nós perdoamos."Perdoando-vos uns aos outros,como também Deus,em Cristo,voos perdoou. ( Efésios 4.32 ).


Na Bíblia,Pedro fez uma pergunta a Jesus,preste atenção na resposta Dele: "Senhor,até quantas vezes meu irmão pecará contra mim,e que eu lhe perdoe? Sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes,mas até setenta vezes sete." (Mateus 18:21,22).Lembre-se de perdoar,um ato de amor que Deus,nosso Senhor,nos ensinou.Uma prova disso é quando Jesus ensina seus discípulos a orar,e nessa oração coloca: "perdoa-nos as nossas dívidas,assim como nós perdoamos os nossos devedores."

O CONSTRUTOR DE PONTES

Aqui estão algumas dicas, para se obter um casamento feliz . Espero que elas possam ajuda-los e acrescentar ainda mais em um relacionamento bem sucedido.
1) Aprenda a lidar com as suas diferenças entendendo que ambos são dotados tanto de virtudes e valores admiráveis como de limitações.
“Casamento é mais do que encontrar a pessoa certa é ser a pessoa certa”.
2) Cultive diariamente no jardim do seu lar o carinho e o respeito.
3) Confie no Senhor em todas as circunstâncias independente delas serem positivas ou negativas.
4) Diante das crises ou conflitos nunca hesitem em convidar um construtor de pontes.

O CONSTRUTOR DE PONTES.
Certa vez, dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida trabalhando lado a lado, repartindo as ferramentas e cuidando um do outro.
Durante anos percorreram uma estreita, porém comprida estrada que corria ao longo do rio para, ao final de cada dia, poderem atravessá-lo e desfrutarem um da companhia do outro.
Apesar do cansaço, faziam-no com prazer, pois se amavam. Mas agora tudo havia mudado. O que começara com um pequeno mal entendido finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta. Ao abri-la, notou um homem com uma caixa de ferramentas de carpinteiro em sua mão. “Estou procurando por trabalho” •- disse ele. “Talvez você tenha um pequeno serviço aqui e ali. Posso ajudá-lo?” • “Sim!” – disse o fazendeiro – “Claro que tenho trabalho para você. Veja aquela fazenda além do riacho. É de meu vizinho, na realidade, meu irmão mais novo. Brigamos muito e não mais posso suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira perto do celeiro? Quero que você me construa uma cerca bem alta ao longo do rio para que eu não mais precise vê-lo.
“Acho que entendo a situação” – disse o carpinteiro – “Mostre-me onde estão a pá e os pregos que certamente farei um trabalho que lhe deixará satisfeito”.Como precisava ir a cidade, o irmão mais velho ajudou o carpinteiro a encontrar o material e partiu.
O homem trabalhou arduamente durante todo aquele dia medindo, cortando e pregando. Já anoitecia quando terminou sua obra, ao mesmo tempo que o fazendeiro retornava. Porém, seus olhos não podiam acreditar no que viam. Não havia qualquer cerca! Em seu lugar estava uma ponte que ligava um lado do riacho ao outro. Era realmente um belo trabalho, mas, enfurecido, exclamou: “você é muito insolente em construir esta ponte após tudo que lhe contei!!!”
No entanto, as surpresas não haviam terminado. Ao erguer seus olhos para a ponte mais uma vez, viu seu irmão aproximando-se da outra margem, correndo com seus braços abertos. Cada um dos irmãos permaneceu imóvel de seu lado do rio, quando, num só impulso, correram um na direção do outro, abraçando-se e chorando no meio da ponte.
Emocionados, viram o carpinteiro arrumando suas ferramentas e partindo. “Não, espere!” – disse o mais velho – “Fique conosco mais alguns dias. Tenho muitos outros projetos para você” •E o carpinteiro respondeu: “Adoraria ficar, mas tenho muitas outras pontes para construir”.
Jesus é este carpinteiro! Diante das crises e dilemas construam pontes em vez de cercas.
5) Verbalize o amor através de palavras e gestos.
Existe algumas maneiras de dizer te amo para seu cônjuge:
a) Falando: Simplesmente dizer: “Eu te amo”.
b) Ouvindo.
c) Servindo: prestar algum tipo de serviço, fazer algo especial para comunicar seu amor. Limpar o carro da esposa, consertar a torneira que está pingando, lavar a louça para ela, fazer o serviço de banco para o esposo, levar o carro dele na oficina, datilografar o trabalho do filho, arrumar o armário do filho (quando isto já não for obrigação sua). Toda a vez que você faz por uma pessoa algo que ela não espera, você diz “eu te amo”.
d) presenteando:- dar um presente parece um gesto simples, mas pode representar muito para a pessoa que o recebe. Dar um presente de improviso (porque hoje é “dia de você”) comunica que “estive pensado em você”. Não precisa ser nada caro, pode ser até fazer o bolo favorito do esposo ou do filho.
e) Esteja disposta a sacrificar-se pelo seu cônjuge.


CASAMENTO COM UM NÃO CRISTÃO

Visto que casar com um não-cristão e uma atitude contraria a Palavra de Deus( 2Co 6.14), as Escrituras providenciam um incentivo muito pratico para as esposas de maridos não salvos:
- Ganha-los sem palavras. Não pregue a um marido incrédulo.Ele não pode entender verdades espirituais(2 Co 4.4; 1 Pe 3.1-4). A regeneração e um trabalho do Espírito Santo.Deus deseja que todos se arrependam( 2Pe 3.9).
- Cultivar um espírito manso e gentil.Uma esposa salva, algumas vezes, nãoconcorda com o marido não salvo.Você pode não concordar, mas isso nunca deve ser motivo de discórdia. Evite agitação e grosserias. Concentre-se em ser a melhor esposa possível.Relaxe e sinta-se bem com seu marido. Não o condene. Reflita o amor de Deus por meio de seu carater puro e generoso emrelação a ele.
- Seja submissa em amor. Demonstre amor e respeito por seu marido. Entretanto, a submissão não exige que você concorde em se comprometer comatividades pecaminosas nem em viver com medo. Caso seu marido maltratevocê ou seus filhos de maneira perigosa, procure a protecao de autoridades.
- Ore pela salvação de seu marido. Enquanto a salvação dele não e garantida, sua fé e oracoes agem como elemento catalisador, obstruindo a atuacao deSatanás e abrindo o coração de seu marido para o Espírito Santos( At 16.31).

COMO ORAR " SÓ POR ELE":
Há uma coisa que pode e precisa fazer ativamente pelo seu marido: orar por ele. Li recentemente uma ideia de que gostei muito, que ensina como podemos orar por eles.
Faca questão de dedicar cinco minutos por dia para orar só por seu marido. Ore um versículo diferente por ele a cada mês, bem como outros pedidosespecíficos que Deus colocar em seu coração. E mantenha uma lista de oraçãoespecifica para ele. Exemplo..
Por meu marido:( coloque a data em que começou a orar)....Colossences 1:9-11
.Que Ele fique cheio do conhecimento da vontade de Deus.
. Que ele tenha sabedoria e entendimentos espirituais. Que ele viva uma vida digna de Deus....
Anote as respostas quando vierem e coloque as datas. Quando você ora por ele algo que a palavra de Deus ensina, sabe que esta orando dentro da vontade do Senhor.Dessa forma, esta se alindo ao próprio Deus em favor do seu marido.

Outra coisa que você pode fazer e perguntar ao seu marido especificamente se deseja que você ore por alguma coisa a favor dele. Nada demonstra mais para ele que você e sua aliada, que esta ao lado dele para o que der e vier do que quando intercede em seu favor diante de Deus. Mesmo para o marido descrente, essa e uma ajuda irrecusável.
Contudo, cabe aqui uma palavra de cautela.A oração e como um rifle certeiro. Quando o apontamos para uma pessoa, começamos a orar por ela, o primeiro impacto vai ser sobre nos. Ao apertarmos o gatilho, antes que a abala atinja o outro, a arma da um tranco que pode nos jogar no chão. E o que acontece quando oramos por nossos maridos. Deus começara a mexer primeiro conosco. E dessa maneira que Ele vai mudando a nossa atitude como esposas, e essamudança se traduz em mais compreensão, menos cobranças, mais aceitação, mais respeito pelas qualidades dele. E e essa arma, a da nossa transformação, que vai atingi-lo de maneira impactante.

ORAÇÃO POR UM MARIDO INCRÉDULO
"Senhor, meu marido não O conhece e isto e uma grande tristeza para mim. Sei que tu o amas, e que Jesus veio para salvar os perdidos. Abra os olhos do meu marido para que veja a Verdade, que e Jesus, para que ele veja Jesus em minha vida. Ajude-me a enxerga-lo com os teus olhos e ama-lo com teu amor.
Em nome de Jesus, amarro os espíritos malignos que estão impedindo que ele veja o Pai Celeste. Senhor, oro para que Tu envies um homem de Deus para compartilhar o evangelho com ele de forma que possa compreender e receber.
Pai, que ele tenha arrependimento para leva-lo ao conhecimento da verdade, que ele caia na realidade e escape da armadilha do diabo, qual o levou cativo para fazer a sua vontade. Senhor, abra seus olhos para que saia das trevas para a luz e do domínio de Satanás para o teu reino, para que receba perdãopelos seus pecados. Obrigada Senhor, por operar em sua vida ate que estaoração seja respondida, em nome de Jesus.Amem."
Postado por Equipe às 22:39 Nenhum comentário:
Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut
Links para esta postagem
Marcadores: CASAIS

CUIDE DO SEU CASAMENTO

A Trajetoria que muitas mulheres vem trilhando hoje, em sua condição de mulher e esposa, é acompanhada de uma dose de frustração, desanimo e sofrimento.
"Porque o meu marido não conta comigo como sua ajudadora? Porque ele nao reconhece o meu valor? "Afinal, para que fui me casar? está no pensamento de algumas mulheres.
Casa, compras. filhos, trabalhos, contas. Tantas coisas para administrar na vida cotidiana que muitos casais nao tem mais tempo para se curtir.
O escritor, Marcelo Aguiar, usa o poço como um simbolo do casamento, pois este é um lugar de vida. E eu fiquei meditando nisso, pois na epoca de Isaque( Gn 26.12 ), um homem era considerado rico se em sua propriedade houvesse um poço. Alem disso, tinha grande significação na vida social da comunidade: nele, os encontros aconteciam, hoje sao os shopping.
Em Pv 5.15 nos diz " Bebe a água da tua propria cisterna e das correntes do teu poço. Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade" Como vimos, o poço serve de simbolo para o casamento, por isso, causa-nos surpresa o fato de que algo tao necessario seja destruido como aquele poço que Isaque achou.

O casamento é algo divino e maravilhoso. Nele investimos o que nos temos de melhor: tempo, confiança, sonhos. Nele encontramos alguem para dividir tudo o que somos e possuimos. Deus criou o matrimonio para ser uma fonte refrescante em meio aos desertos. Porque muitos casamentos estao sendo atacados,minados?
O amor que leva um homem e uma mulher ao altar precisa de cuidados diarios. Ele deve ser renovado na compreensao, na gentileza, no respeito, no carinho. É um trabalho constante, Se nao, minha querida, pedras se acumulam e nesse caso voces se distanciarao mais e mais. E vai acumulando camada de lixo no poço, até que ele fique completamente entulhado. E voce comeca a se perguntar o que aconteceu, como chegou nesse ponto.

Ha esposas demolindo o proprio casamento. Atitudes erradas acabam dando fim a um lar.
A Mulher destroi seu casamento quando :
esquece do respeito, da paciencia, da humildade, quando coloca em 1º lugar os parentes, a casa..so critica, cobra, e agressiva com o marido na frente dos outros, quando usa o silencio como arma..e por ai vai. Quando fica mais atenta para os defeitos e esquece as qualidades do esposo..quando nao se arruma, se cuida...

Não quero falar quando os homens destroem o casamento, nós teriamos muitos motivos..mas eu estou aqui para escrever para voce, minha amiga. Não dá para culpar o mundo, o diabo e nem mesmos os filisteus pela falencia de uma união. Eles podem ser uma influencia. Limpar o poço todos os dias e a melhor forma de evitar que ele seja entulhado. Mas um casamento pode ser restaurado.
Aprendemos com Isaque, que uma união pode ser ser recontruida mesmo quando tudo parece perdido. Se voce olha para o seu relacionamento e ve uma cena dificil, lembre-se: no fundo de toda união ha o amor que motivou. Deus quer que o seu relacioamento seja um oasis no deserto.
Para restaurar é preciso dobrar os joelhos. Busque o auxilio do Senhor. É preciso também tirar as pedras. Essa parte é a mais dificil. E preciso conversar, resolver. Abrir o coracao. Encarar o problema.
Minha amiga, Deus é o Deus que muda qualquer situação! Creia! Não confesse jamais a derrota e a falencia do seu lar. Nao fale dos problemas, mas confesse as vitorias de que Jesus ja ganhou por voce! DEUS PODE MUDAR O SEU RELACIONAMENTO! Lute com as armas da paciencia, da oracao, do jejum, do amor..elas sao poderosas para destruir qualquer influencia maligna sobre o seu marido. Ou sobre quem quer que seja!

Profetize: A MINHA FAMILIA PERTENCE A JESUS!

VERDADE OU MENTIRA

01 Mentira: Casamento é um contrato.
Verdade: Casamento é uma aliança criada por Deus.
02 Mentira: Eu amo você, não sua família!
Verdade: Você não casou somente com seu cônjuge; ganhou o pacote completo.
03 Mentira: Nós somos diferentes demais.
Verdade: Incompatibilidade ou diferenças não matam um relacionamento.  Como você lida com as diferenças do outro é o que conta.
04 Mentira: Eu perdi o amor que eu sentia por você…
Verdade: O amor pode ser restaurado por Deus.
05 Mentira: Um casamento mais tradicional poderá salvar-nos.
Verdade: A intenção de Deus é gerar a unidade de uma só carne.
06 Mentira: Não posso mudar – sou assim mesmo; é pegar ou largar.
Verdade: Eu posso mudar, mas isso requer desejo, obediência e força.
07 Mentira: Está tudo acabado.  Nada pode mudar esse relacionamento.
Verdade: Nunca é tarde demais, porque para Deus tudo é possível.

99 Maneiras de amar a sua mulher
1.  Comunique-se com ela; jamais a deixe de fora.
2.  Considere-a importante.
3.  Faça tudo o que puder para compreender os sentimentos dela.
4.  Interesse-se pelos amigos dela.
5.  Peça sempre a opinião dela..
6.  Dê valor ao que ela diz.
7.  Não deixe de demonstrar sua aprovação e afeto por ela.
8.  Seja amável e terno com ela.
9.  Aprenda a responder aberta e verbalmente quando ela quer comunicar-se.
10.  Conforte-a quando estiver deprimida.  Por exemplo, coloque os braços em volta dela e segure-a por alguns momentos, sem advertências ou censuras.
11.  Interesse-se pelo que ela acha importante na vida.
12.  Corrija-a com amabilidade e ternura.
13.  Permita que ela o ensine sem levantar suas defesas.
14.  Separe tempo especial para passar com ela e seus filhos.
15.  Seja digno de confiança.
16.  Elogie sua mulher com freqüência.
17.  Seja criativo ao expressar seu amor, quer em palavras ou atos.
18.  Aceite-a como é; descubra que ela é única e especial.
19.  Admita seus erros: não tema ser humilde.
20.  Lidere sua família em relação espiritual com Deus.
21.  Permita que sua esposa falhe; discuta o que houve de errado depois de tê-la consolado.
22.  Tomem tempo para sentarem-se e conversar calmamente.
23.  Faça passeios românticos.
24.  Escreva-lhe ocasionalmente uma carta, dizendo-lhe o quanto a ama.
25.  Surpreenda-a com um cartão ou flores.
26.  Expresse quanto a aprecia.
27.  Diga-lhe como se orgulha dela.
28.  Dê-lhe conselhos de maneira amorosa quando vier pedi-los a você.
29.  Defenda-a perante outros.
30.  Prefira-a a outros.
31.  Não permita que exerça atividades que superem sua capacidade emocional ou física.
32.  Tome tempo para notar o que ela fez por você e para a família.
33.  Compartilhe com ela seus pensamentos e sentimentos.
34.  Converse com ela sobre seu trabalho se estiver interessada.
35.  Tome tempo para ver como ela passa o dia, no trabalho ou em casa.
36.  Aprenda a gostar do que ela gosta.
37..  Cuide dos filhos antes do jantar sempre que necessário.
38.  Ajude-a nos serviços domésticos.
39.  Compreenda as limitações físicas dela se tiverem vários filhos.
40.  Discipline seus filho com amor e não com ira.
41.  Ajude-a a alcançar seus objetivos – nos passatempos ou educação formal.
42.  Trate-a como se Deus tivesse gravado em sua testa: “Manuseie com cuidado”.
43.  Livre-se dos hábitos que a aborrecem.
44.  Seja amável e solícito com os parentes dela.
45.  Não compare os parentes dela com os seus de maneira negativa.
46.  Agradeça-lhe as coisas que tiver feito sem esperar nada em troca.
47.  Não espere que uma banda toque quando você ajudar na limpeza da casa.
48.  Veja se ela compreendeu tudo que você está planejando fazer.
49.  Faça pequenas coisas para ela – um beijo inesperado, café na cama.
50.  Trate-a como alguém de seu mesmo nível intelectual.
51.  Descubra se quer ser tratada como fisicamente mais frágil.
52.  Descubra do que tem medo na vida.
53.  Veja o que pode fazer para eliminar seus temores.
54.  Descubra o que a torna insegura.
55.  Planeje o seu futuro juntos.
56.  Não brigue por causa de palavras, mas tente descobrir os sentimentos ocultos.
57.  Pratique cortesias comuns como segurar a porta para ela, despejar o café.
58.  Verifique se ela não se sente confortável quanto à maneira como o dinheiro é gasto.
59.  Convide-a para sair de vez em quando.
60.  Segure sua mão em público.
61.  Coloque o braço ao redor dela na frente de amigos.
62.  Diga-lhe que a ama – com freqüência
63..  Lembre-se das datas de aniversários de casamento, nascimento e outras ocasiões especiais.
64.  Aprenda a gostar de fazer compras..
65.  Ensine-a a caçar e pescar ou o que quer que você goste de fazer.
66.  Dê-lhe um presente especial de tempos a tempos.
67.  Não deprecie as características femininas dela.
68.  Permita que ela se expresse livremente, sem medo de ser chamada de estúpida ou ilógica.
69.  Escolha cuidadosamente as suas palavras, especialmente quando estiver zangado.
70.  Não a critique em frente de terceiros.
71.  Não deixe que ela o veja ficar entusiasmado com a aparência física de outra mulher se isso a aborrece.
72.  Tenha sensibilidade com relação a outras pessoas.
73.  Faça com que sua família saiba que você quer passar um tempo especial com ela.
74.  Prepare o jantar para ela de vez em quando.
75.  Mostre simpatia quando ela fica doente.
76.  Avise quando for chegar tarde.
77.  Não discorde dela na frente dos filhos.
78.  Leve-a para jantar e para passar o fim-de-semana fora.
79.  Permita que ela tome tempo para conversar sozinha com as amigas.
80.  Compre para ela o que possa considerar um presente íntimo.
81.  Leia um livro recomendado por ela.
82.  Faça-lhe perguntas específicas sobre o dia dela que indiquem que você sabe o que ela estava planejando fazer ( ex.: “Como foi sua consulta com o médico?” ).
83.  Tente ouvir e fazer perguntas.
84.  Planeje um programa com vários dias de antecedência, é preferível do que esperar até sexta à noite e perguntar o que ela quer fazer.
85.  Faça elogios à aparência dela.
86.  Demonstre empatia pelos sentimentos dela quando ela estiver aborrecida.
87.  Ofereça-se para ajudá-la quando estiver cansada.
88.  Quando ela falar com você, abaixe a revista ou desligue a televisão e dê-lhe sua atenção.
89.  Observe quando ela está aborrecida ou cansada e pergunte o que ela tem para fazer.  Então se ofereça para ajudar fazendo algumas das suas tarefas.
90.  Diga-lhe quando você estiver planejando tirar uma soneca ou sair.
91.  Quando você estiver fora da cidade, ligue para deixar um número de telefone onde poderá ser encontrado e para que ela saiba que você chegou bem.
92.  Lave seu carro e limpe o interior antes de um programa com ela.
93.  Ofereça-se para dar-lhe uma massagem nas costas, no pescoço ou nos pés (ou todas as três).
94.  Não aperte o controle remoto para canais diferentes quando ela estiver assistindo televisão com você.
95.  Quando estiverem de mãos dadas, não deixe que sua mão fique frouxa.
96.  Sugira restaurantes diferentes ao saírem; não empurre para ela o peso de decidir aonde ir.
97.  Crie ocasiões em que ambos possam se vestir a rigor.
98.  Seja compreensivo quando ela se atrasar ou decidir.
99.  Preste mais atenção nela do que nos outros em público.

DICAS PARA OS MARIDOS QUE DESEJAM FAZER O MELHOR!
 Todo marido antes de se casar deveria conhecer esta história: Um jovem recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a um outro rei de uma terra distante. Recebeu também o melhor cavalo do reino para levá-lo na jornada. O rei disse ao jovem: - Cuida do mais importante e cumprirás a missão! Disse o soberano ao se despedir. Assim, o jovem preparou o seu alforje, escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa de couro amarrada à cintura, sob as vestes. Pela manhã, bem cedo, sumiu no horizonte. E não pensava sequer em falhar. Queria que todo o reino soubesse que era um nobre e valente rapaz, pronto para desposar a princesa. Aliás, esse era o seu sonho e parecia que a princesa correspondia às suas esperanças.
Para cumprir rapidamente sua tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Assim, exigia o máximo do animal. Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe aliviava da sela e nem da carga, tampouco se preocupava em dar-lhe de beber ou providenciar alguma ração.
- Assim, meu jovem, você vai acabar perdendo o animal, disse alguém. - Não me importo, respondeu ele. Tenho dinheiro. Se este morrer, compro outro. Nenhuma falta fará! Com o passar dos dias e sob tamanho esforço, o pobre animal não suportando mais os maus-tratos, caiu morto na estrada. O jovem simplesmente o amaldiçoou e seguiu o caminho a pé. Acontece que nessa parte do país havia poucas fazendas e eram muito distantes uma das outras. Passadas algumas horas, ele se deu conta da falta que lhe fazia o animal. Estava exausto e sedento. Já havia deixado pelo caminho toda a tralha, com exceção das pedras, pois lembrava da recomendação do rei: "Cuida do mais importante!" Seu passo se tornou curto e lento. As paradas, freqüentes e longas. Como sabia que poderia cair a qualquer momento e temendo ser assaltado, escondeu as pedras no salto e sua bota. Mais tarde, caiu exausto no pó da estrada, onde ficou desacordado. Para sua sorte, uma caravana de mercadores que seguia viagem para o seu reino, o encontrou e cuidou dele. Ao recobrar os sentidos, encontrou-se de volta em sua cidade. Imediatamente foi ter com o rei para contar o que havia acontecido e com a maior desfaçatez, colocou toda a culpa do insucesso nas costas do cavalo "fraco e doente" que recebera.

- Porém, majestade, conforme me recomendaste, "cuida do mais importante", aqui estão as pedras que me confiaste. Devolvo-as a ti. Não perdi uma sequer. O rei as recebeu de suas mãos com tristeza e o despediu, mostrando completa frieza diante de seus argumentos. Abatido, o jovem deixou o palácio arrasado. Em casa, ao tirar a roupa suja, encontrou na bainha da calça a mensagem do rei, que dizia: "Ao meu irmão, rei da terra do Norte! O jovem que te envio é candidato a casar com minha filha. Esta jornada é uma prova. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo.

Recomendei que cuidasse do mais importante. Faz-me, portanto, este grande favor e verifica o estado do cavalo. Se o animal estiver forte e viçoso, saberei que o jovem aprecia a fidelidade e força de quem o auxilia na jornada. Se, porém, perder o animal e apenas guardar as pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem àqueles que o servem". Quantas lições podemos aprender com os erros desse jovem.

Ninguém casa sabendo tudo sobre “ser marido”, mas é necessário amadurecer, crescer, aprender dentro do casamento. Algumas dicas que podem contribuir para uma vida de casal mais gratificante: Nunca deixe para amanhã aquilo que você pode fazer hoje. Pequenos gestos de bondade no dia-a-dia podem ser o maior presente para a sua esposa. Priorize o seu casamento, invista nele. Lembre-se, você deve ser o promotor da felicidade da sua amada. Uma mulher feliz, produz muito mais como esposa. Se o casamento é uma viagem, torne essa viagem mais prazerosa, procure viver com suavidade, seja sensível às necessidades físicas, sociais, emocionais e espirituais da sua esposa. Faça sempre o melhor que você puder para vê-la feliz.
O que os maridos brilhantes fazem que os outros não fazem?

Sabem tocar a alma, antes de tocar o corpo da esposa. “Quando o homem toca apenas o corpo da mulher, ela se sente usada como objeto descartável e o casamento vai empobrecendo”.
Sabem ser leais. “A lealdade é a raiz da qual o amor se alimenta”.
Respeitam as emoções da esposa. “O que mais as esposas desejam, é a compreensão dos homens quanto as suas emoções”.

Celebram com a esposa as suas conquistas. “A primeira pessoa a ser informada sobre uma grande conquista deve ser a esposa. Com quem você celebra suas conquistas revela quem realmente é importante na sua vida”.
Investem no crescimento da esposa. “Nada melhor do que viver ao lado de uma mulher que nunca para de crescer, em todas as áreas da vida”.
Sabem ouvir com o coração. “Bem aventuradas são as esposas cujos maridos são sensíveis para ouvir”.
Respeitam aquilo que é importante para ela. “Amar é respeitar o que para o outro tem grande valor e para nós nem tanto”.

Fazem e cumprem promessas. “Qualquer mulher com o passar do tempo, se cansa, vivendo com um homem que não cumpre com suas promessas”.
Não se esquecem das datas importantes. “Se todos os homens soubessem o quanto para as mulheres as datas comemorativas são importantes, todos eles comprariam uma agenda para anotar e nunca esquecer”.
Sabem se relacionar com a família de origem da esposa. “Muitas coisas na vida é uma questão de gratidão e bom senso”.
Reconhecem a difícil tarefa de ser mãe e esposa. “Reconhecimento é uma das mais fortes declarações de amor no relacionamento de casal”.

Dicas para as ESPOSAS que desejam fazer o melhor:
A mulher sábia é aquela cumpre tão bem o seu papel que se torna indispensável para o marido.
Tenham iniciativa própria. Não esperem agir depois que o marido reclamar pela décima vez. Preocupem-se com aquilo que vocês sabem que o seu amado gosta. Um homem realizado no casamento se torna um príncipe dentro de casa. As esposas que fazem o seu melhor para seduzir, cativar, prender, proteger, aconchegar o seu marido nunca terão necessidade de chorar a dor do arrependimento

AS QUATRO ESTAÇÕES DO CASAMENTO

Todos sabemos quais são as quatro estações do ano: Primavera, verão, outono e inverno.
A primavera é a estação das flores, o verão é a época do calor, o outono é a época das frutas e finalmente o inverno é a época do frio.
A Palavra do Senhor nos diz: "Tudo tem seu tempo determinado e há tempo para tudo debaixo do céu." (Ec 3.1).
Vejamos então como se apresentam as estações.

A Primavera
A característica mais marcante da estação é o reflorescimento da flora e da fauna. Muitos animais aproveitam a temperatura ideal da estação para se reproduzir.
Na Primavera matrimonial se reconhecerá essa estação quando chegar também o tempo de se reproduzir. "Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra" disse o Senhor (Gn 1.28).
Na primavera os dias ficam mais longos. Certamente isso poderá ser bem aproveitado: No livro dos Salmos 30:5 lemos : "...O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã".
Para os casais é sempre bom lembrar que depois do inverno a primavera há de chegar. Cantares de Salomão 2.11: "Porque eis que passou o inverno, cessou a chuva e se foi; aparecem as flores na terra, chegou o tempo de cantarem as aves, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira começou a dar seus figos, e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te, querida minha, formosa minha, e vem".

O Verão
Suas principais características são dias longos e quentes (temperatura elevada), mas também possui dias geralmente chuvosos. Por possuir dias quentes, a tendência é acontecer evaporação da águas e com isso acontecer a precipitação, ou seja, a formação das nuvens de chuva.
No casamento o verão é muito importante. No amor é preciso calor e muita intensidade, mas é preciso ter cuidado com a precipitação, não podemos permitir que ela nos apanhe desprevenidos. Geralmente no casamento quem se precipita, tem sempre algo do que se arrepender.

O Outono
O outono é a estação que marca a transição entre o verão e o inverno. O outono é conhecido como a estação das frutas. Por ser uma fase de transição entre o verão e o inverno, o outono apresenta características de ambas as estações: redução de chuvas, mudanças bruscas no tempo, nevoeiros em algumas regiões.
Entre outras características do outono, podemos citar o fato dos dias e das noites terem a mesma duração. Devemos ter muito cuidado quando no casamento chegarmos à estação do outono para que não mergulhemos na "mesmice" e corramos o risco da monotonia.
No outono matrimonial será tempo de frutificar. Ezequiel 47:12 afirma: "Junto ao rio, às ribanceiras, de um e de outro lado, nascerá toda sorte de árvore que dá fruto para se comer; não murchará a sua folha, nem faltará o seu fruto; nos seus meses, produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; o seu fruto servirá de alimento, e a sua folha, de remédio".

O Inverno
Inverno é a mais fria estação do ano. O inverno é caracterizado, principalmente, pelas baixas temperaturas. Durante a estação, várias espécies de animais, principalmente de pássaros, migram para outras regiões mais quentes.
Se no matrimônio o casal não está atento à chegada do inverno matrimonial, as coisas podem se complicar. Pois no inverno, quando o relacionamento é frio, e tudo parece cinza ao redor, é quando um dos cônjuges acaba por escolher "migrar" para outras regiões. Vai à procura daquilo que sente falta na relação matrimonial.
Outros animais, como ursos, hibernam no inverno, reduzindo grandemente sua atividade metabólica. Em muitas regiões, pode ocorrer a incidência de neve e geadas.
Geralmente no período do inverno matrimonial somos tomados por um instinto de "hibernar". É aquela estação de nossas vidas onde não desejamos realizações, falta-nos motivação suficiente para caminhar.
Quando o inverno matrimonial chegar será preciso estar muito atento. Provérbios 20:4 diz: "O preguiçoso não lavra por causa do inverno, pelo que, na sega, procura e nada encontra".
O inverno matrimonial é um tempo que requer do casal o andar juntinho. Em Eclesiastes 4:9,11 está escrito: "Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?"
Essa é uma boa orientação para enfrentar o inverno matrimonial.

Antonio Vivaldi (1678- 1741), padre veneziano contemporâneo de Bach, que nos legou belas composições, descreveu as melodias das estações no concerto "As Quatro Estações".
"As Quatro Estações", a peça mais famosa de sua obra, faz parte de 12 concertos denominados O diálogo Entre a Harmonia e a Criatividade. "Nessa série, se acentua a tendência ao sentido pitoresco que resulta na tentativa de se expressar, musicalmente, fenômenos da natureza ou sentimentos, como a primavera, o verão, o outono e o inverno.
O que dizer das quatro estações de Vivaldi? Fantástico. Apliquemos contudo o título de sua obra ao casamento.

Primeiro o Diálogo - Sabemos que diálogo é uma conversação estabelecida entre duas ou mais pessoas. O Outono (estação do ano) é o exato diálogo do Verão com o Inverno. Com isso reconhecemos aqui a importância do diálogo também nas estações do matrimônio.
Deus propôs para o casamento o diálogo: "Não é bom que o homem esteja só" (Gn 2.18). Se Deus desejasse que a vida fosse um MONÓLOGO, Deus permitiria ao homem viver sozinho.
O diálogo entre o Marido e a Mulher, ou a falta dele, afetarão diretamente o diálogo e o relacionamento do casal com Deus. Vejamos: "Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações" (1Pedro 3.7).
Em segundo lugar a Harmonia - Em se tratando de música, e disso entendia Vivaldi, a harmonia é o campo que estuda as relações. Para que a música seja harmônica você deve obedecer a uma série de normas.
No casamento não é diferente, é preciso um cuidado profundo nas relações, para não prejudicar a harmonia.

Na música a função principal do sistema tonal é a tônica. A questão toda se resume na tônica ou seja, na aproximação (dominante) e afastamento (subdominante).
No casamento precisamos, para uma boa construção harmônica, considerar a "dominante".
Efésios 5.22 - Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
Efésios 5.25 - Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.

Analisado essa regra harmônica, e respeitada a "tônica" que nos foi colocada, não há como desafinar na relação marido e mulher.
Por último a Criatividade - Um dos principais 'combustíveis' para a criatividade é a imaginação. Pessoas criativas estão sempre dispostas a enxergar novas possibilidades e buscar novas relações entre as coisas.
A criatividade se apresenta através de duas linhas de raciocínio: o divergente e o convergente.

A serviço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário