quinta-feira, 16 de maio de 2013

a mulher que deus uza

TEXTO BASE LC 7: 36 =50

INTRODUÇÃO

TEMA: A MULHER QUE DEUS USA
A pecadora que ungiu os pés de Jesus
36° Um dos fariseus convidou-o para comer com ele; e entrando em casa do fariseu, reclinou-se à mesa.
37° E eis que uma mulher pecadora que havia na cidade, quando soube que ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro com bálsamo;
38° e estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas e os enxugava com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés e ungia-os com o bálsamo.
39° Mas, ao ver isso, o fariseu que o convidara falava consigo, dizendo: Se este homem fosse profeta, saberia quem e de que qualidade é essa mulher que o toca, pois é uma pecadora.
40° E respondendo Jesus, disse-lhe: Simão, tenho uma coisa a dizer-te. Respondeu ele: Dize-a, Mestre.
41° Certo credor tinha dois devedores; um lhe devia quinhentos denários, e outro cinqüenta.



42° Não tendo eles com que pagar, perdoou a ambos. Qual deles, pois, o amará mais?
43° Respondeu Simão: Suponho que é aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe Jesus: Julgaste bem.
44° E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta com suas lágrimas os regou e com seus cabelos os enxugou.
45° Não me deste ósculo; ela, porém, desde que entrei, não tem cessado de beijar-me os pés.
46° Não me ungiste a cabeça com óleo; mas esta com bálsamo ungiu-me os pés.
47° Por isso te digo: Perdoados lhe são os pecados, que são muitos; porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.
48° E disse a ela: Perdoados são os teus pecados.
49° Mas os que estavam com ele à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este que até perdoa pecados?
50° Jesus, porém, disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.
Muito se tem dito a respeito de como deve ser o comportamento da mulher.
Em todas as nações padrões são pré-estabelecidos.
Regras e punições na não observância destes padrões são impostas às mulheres.
Causando-lhes sentimentos de frustração, rejeição, desvalorização e medo.
Na igreja de Cristo, quando se fala na mulher que Deus quer usar, logo nos vem a mente uma supermulher.
Formada em alguma renomada universidade estrangeira, mulher elegante, de posses, ótima mãe, esposa, enfim, uma mulher perfeita.
Mas, em contrapartida, Deus tem para a mulher, os SEUS padrões de comportamento, vida familiar e preparo.
O Senhor quer que ela viva de acordo com o que ELE planejou e não de acordo com o que o sistema do mundo ensina ou espera da mulher.
Isto porque nós, mulheres Cristãs, não somos do mundo.
Vivemos sim no mundo, mas não pertencemos a ele. As regras que devem reger nossas vidas vêem do Céu.
De Deus.
“Vós não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi...” João 15: 19.
Deus sabe exatamente qual é o nosso lugar na família, na sociedade e no SEU Reino.
Se toda mulher soubesse disto, trataria de correr para este lugar que é só seu.
E, que através de Cristo, nos foi conquistado. Lugar de honra, de amor, paz e satisfação.

“TUDO O QUE JESUS CONQUISTOU NA CRUZ É DIREITO NOSSO, É NOSSA HERANÇA”.
Esta conquista vem por meio de Jesus e é vivida por Maria Madalena.
Mulher de Deus cuja vida iremos analisar no presente estudo.
I. A mulher que Deus quer usar tem que ter um encontro com Jesus.
Lucas 7: 37 narra que uma mulher pecadora (Maria Madalena), entra na casa de um fariseu e tem um encontro Jesus.
Será que ela não sabia onde estava entrando? De forma alguma! Ela sabia que entrar naquela casa seria uma atitude extremamente ousada, que poderia causar-lhe muitos constrangimentos, acusações e quem sabe até alguma punição.
Mas mesmo assim ela entrou. Com certeza ela já havia ouvido falar de Jesus, e percebeu o quanto necessitava DELE; do Seu amor, do Seu perdão e da Salvação.
O Fariseu quando a viu, indignou-se, pois sabia que se tratava de uma “pecadora”.
Ele tinha uma imagem daquela mulher antes daquele encontro.
A de “Pecadora”. Será que esta imagem mudou depois do encontro?
Para muitas pessoas que conheciam aquela mulher com certeza, não.
O mundo age desta forma. Ele olha para nós, nos julga e nos condena.
Não importa o quanto procuremos ser bons ou quantas mudanças possam ocorrer em nossas vidas.
Uma vez “pecador” sempre “pecador”.
Não importa o que tenha acontecido na vida de Maria que a levou àquela vida.
Ela era vista como a “pecadora”, indigna, imunda!
O Ser humano tem uma grande preocupação com sua reputação. “O que vão dizer de mim?
O que vão pensar de mim?” Exclamam apavorados!
Prezado Leitor, não importa o que as pessoas dizem a teu respeito. Importa sim, o que Cristo tem a lhe dizer.
E Ele diz: “Vinde a mim todo o que estão cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei”.
Depois que Maria encontrou Jesus, tudo se tornou diferente.

II. A mulher que Deus quer usar tem que se arrepender do pecado
A Necessidade de perdão, A tristeza de uma vida de pecado, foi o que impulsionou Maria até Jesus.
E quando ela ficou frente a frente com o Mestre, sua reação foi de quebrantamento e rendição ao Senhor.
Jesus é como um espelho que mostra a nossa real condição de pecadores e o quanto necessitam ser limpos através do sangue de Jesus.
A Santidade de Jesus, nos impacta.
Os grilhões do pecado são quebrados ante Jesus Cristo.
E não há como ficar estático ou indiferente à Sua presença.
Nosso espírito anseia por Cristo, nossa alma doente grita por misericórdia e perdão, e nosso corpo rende-se literalmente, de joelhos diante de tão gloriosa salvação.

III. A mulher que Deus usa é uma adoradora
O texto de Lucas mostra-nos também que ela ungiu-o com ungüento.
Naquela época, muitas pessoas guardavam ungüento para vendê-lo em horas de necessidade.
Já que era algo de valor significativo.
Uma vez que não existiam esgotos, chuveiros, usar perfume era um luxo, e o comércio de especiarias era comparado ao de petróleo de nossos dias.
Provavelmente, Maria adquiriu este ungüento na prostituição, e no decorrer de um ano.
Ela depositou o que possuía de mais valioso ante Jesus. Era uma pequena fortuna lançada a Cristo em adoração.
“Ela beijou os pés de Jesus, Lavou-os com suas lágrimas e enxugou-os com seus cabelos”.
Normalmente as mulheres da época andavam com seus cabelos presos e cobertos.
Mostravam-nos somente para seus maridos.
Com certeza esta atitude chocou e escandalizou os presentes. Mas esta atitude mostra que a mulher despojou-se de si mesma.
Ela literalmente rendeu-se a Jesus.
Com certeza Maria chorou muitíssimo.
Quanto tempo ela permaneceu naquela casa a bíblia não menciona, mas imagino que durante o tempo em que permaneceu lá, comentários e cochichos dos presentes podiam ser ouvidos inclusive por ela.
Mas ela não se importou. Ela olhou somente pra Jesus.
Ela queria adorá-lo e receber perdão para sua alma cansada.
E Jesus? Jesus viu o pecado daquela mulher, a perdoou e a salvou.
Ele não fixa os olhos em nossos pecados, mas fixa nas possibilidades que há em nós.
Já o mundo olha o nosso pecado e nos marca para sempre!

IV° A mulher que Deus usa é uma discípula
Depois deste acontecimento Maria resolveu verdadeiramente servir e seguir Jesus.
Ela amou-o, serviu-o e aprendeu d’Ele.
Deus espera que sejamos suas discípulas.
O Discípulo era aquele que deixava toda a sua vida para trás e seguia Jesus.
Nada era tão importante quanto conhecer e seguir Jesus.
Nada era tão urgente quanto Proclamar o evangelho de Cristo e anunciar que o Reino de Deus está Próximo.
E Maria era uma discípula. Não uma entre os 12, mas ela fez tudo o que pode para seguir Jesus.
Ela esteve o mais próximo que pode do Mestre.
Ela até ultrapassou os limites ditados na época para as mulheres, tanta era a sede e o amor que tinha pelo Senhor.

V. A mulher que Deus usa é aquela que vai até o Fim
Muitas vezes nos deparamos com situações que tenta nos desviar do plano de Deus para nossas vidas. Dificuldades que tentam desviar o nosso olhar de Cristo.
Achamos que a nossa caminhada vai ser somente de flores, mas percebemos que não é assim. Muros se levantam à nossa frente.
Bem no meio do caminho! Será que estamos dispostas a caminhar por este caminho Chamado “Plano de Deus”, seja ele como for, esteja ele como estiver? Temos visão de fé para tanto?
A Bíblia relata que dada à crucificação de Jesus, os discípulos fugiram.
Pedro negou-o três vezes e os outros sumiram. Mas Maria Madalena, com seu coração em pedaços, na incerteza do que aconteceria logo após, manteve sua visão de fé no Mestre.
Certamente ela lembrou-se de todos os Seus ensinamentos e foi isto, a palavra de Deus, que firmou a sua fé.
O Conhecimento da palavra de Deus.
A amizade e confiança que depositava nele justamente por conhece-lo de perto.
Maria esteve ao lado de Jesus até o último momento. A CRUCIFICAÇÃO (aparente morte).

VI. A Mulher que Deus usa é aquela que vai até o fim ao lado do Mestre.
Maria Madalena provou que realmente era uma mulher de Deus.
Não apenas por que foi alcançada por Jesus, na ocasião do 1o- encontro, mas porque ela viveu para servir, adorar e aprender do Mestre.
Todos os dias da sua vida foram dedicados a Cristo.
E Deus a honrou.
Ele deu-lhe um privilégio tremendo que não foi dado a homem nenhum, nem aos discípulos! Mt 28: 1 – Maria Madalena foi a primeira na tumba de Cristo, e saiu anunciando que Ele havia ressuscitado.
Ela a incumbiu de ser a 1o- pessoa a anunciar:Jesus está vivo! Ele ressuscitou!
Conclusão
Deus quer usar você Mulher, de forma plena, com poder e autoridade.
Basta você querer e se dispor. Saiba que Deus não chama os capacitados, mas Ele capacita os chamados. Àquele que diz sim ao chamado de Deus, Ele Capacita, Ele Supre, Ele respalda e Ele envia.
Não tenha medo do amanhã, mas, confie em Deus.
O Senhor te chama Hoje para fazer parte da grande comissão daqueles que levam o evangelho de Cristo. Chega de estar na igreja apenas ouvindo da palavra, recebendo das bênçãos de Deus e não fazendo nada para o Senhor.
Muitas mulheres bebem abundantemente da água da vida que é Cristo e não oferecem nem um gole sequer àqueles que estão morrendo de sede à sua volta.
Você não foi chamada apenas para ser diferente, mas para fazer diferença!
Deus quer te usar. Deixe -o te usar. Queira ser usada por Ele!
A ser-viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário