terça-feira, 28 de maio de 2013

cinco príncipios para pastores

TEXTO BASE EF 4: 11

INTRODUÇÃO

TEMA: CINCO PRINCÍPIOS PARA PASTORES

“E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres”,
Existem cinco princípios básicos para os quais os pastores devem estar bem atentos.
O verdadeiro pastor deve ter o cuidado de zelar por suas ovelhas para que elas sejam sadias e livres das garras dos lobos e cães que estão sempre procurando devorá-las

I° PRINCÍPIO: CUIDAR DAS OVELHAS – Atos 20: 28, 29.
O pastor deve estar atento para o bem estar de suas ovelhas.
O Espírito Santo nos constituiu bispos (pastores) para cuidarmos de Suas ovelhas.
As ovelhas pertencem a Jesus, mas Ele levanta pastores para cuidar delas. (Efesios 4: 11).
Existe o perigo de lobos que sempre estão envolta do rebanho procurando um meio de devorar as ovelhas.



Estes lobos são homens malignos que falam coisas pervertidas para atraírem os discípulos atrás deles.
Himineu e Fileto são exemplos bíblicos de homens pervertidos que conseguiram arrastar atrás deles algumas ovelhas do Senhor. (II Timóteo 2: 18, 19).
Mas Jesus já fez uma advertência em João 10: 4, 5, quando afirmou:
 “As minhas ovelhas ouvem a minha voz e não seguem a estranhos.” Sim, a verdadeira ovelha ouve a voz de seu pastor e não segue a estranhos.

II° PRINCÍPIO: CONHECER AS OVELHAS – João 10: 14, 15.
Jesus, como o Bom Pastor, conhece suas ovelhas e delas também é conhecido.
O pastor deve conhecer quem são suas ovelhas.
Mas, ele deve conhece-las não somente por informação, mas principalmente por revelação. ( II Coríntios 5: 16).
Pedro era uma ovelha eu Jesus conhecia muito bem.
Quando ele disse que “estava pronto para ir até a prisão e à morte por Jesus”, o Senhor lhe disse: “hoje mesmo me negarás três vezes antes que o galo cante.” (Lucas 22: 33, 34). Jesus o conhecia por dentro.
O verdadeiro pastor deve conhecer muito bem suas ovelhas, tanto suas virtudes como suas fraquezas, para melhor poder cuidar delas.

III° PRINCÍPIO: PROCURAR AS OVELHAS – Lucas 15: 4.
A ovelha é um animal manso e indefeso. Não sabe andar sozinha.
Precisa dos cuidados de seu pastor. Por isso, ela é um tipo dos filhos de Deus.
O Senhor nos compara com ovelhas porque Ele quer que vivamos inteiramente debaixo de seus cuidados.
Quando uma ovelha se perde nos pastos ou caminhos, o pastor verdadeiro vai atrás e cuida dela para que volte e seja curada.
Por outro lado, se a ovelha sai do rebanho e não volta é porque “ão era dos nossos”. (I° João 2: 19).
O pastor procura aquela que verdadeiramente sabe que é sua ovelha e que precisa de seus cuidados.

IV° PRINCÍPIO: ALIMENTAR AS OVELHAS – Salmo 23: 1-3.
O pastor leva suas ovelhas às pastagens verdejantes.
Pastos verdejantes são aqueles bem cuidados, que têm boa irrigação de água.
A água é a Palavra de Deus (João 15: 3).
O bom alimento é aquele que sai da pura Palavra de Deus sem nenhuma adulteração.
O pastor verdadeiro traz o alimento fresco para suas amadas ovelhas.
Ele sabe conduzi-las às pastagens verdejantes. Ou seja, ele tem sempre um alimento fresco e rico para suas amadas ovelhas.
Esse alimento fará com que as ovelhas cresçam sadias e fortes na presença do Senhor. (Hebreus 5: 14).
Existe mantimento sólido na Palavra de Deus, mas precisamos crescer para dele comermos.
O pastor conhece o grau de espiritualidade de suas ovelhas e dá o alimento certo.

V° PRINCÍPIO: PROTEGER AS OVELHAS – João 10: 10.
A ovelha precisa da proteção de seu pastor.
Existem lobos e cães sempre à procura de ovelhas para devorar.
Mas o pastor atento não permitirá a sua aproximação.
Por quê a serpente tentou a Eva quando ela estava distante de Adão?
Por quê Paulo diz que depois da sua partida os lobos viriam?
É porque os lobos e os cães sabem que diante do pastor fica mais difícil a aproximação, pois eles podem levar cajadadas.
Por isso, eles procuram aproximar quando as ovelhas estão sozinhas.
“A tua vara e o teu cajado me consolam.” (Salmo 23: 4).
Sim, a vara e o cajado consolam quando estamos errados e desviados. Somos protegidos contra as investidas dos lobos e dos cães.

CONCLUSÃO
Deus aconselha aos pastores verdadeiros que cuidem do rebanho com zelo de Deus (II Coríntios 11: 2); que cuidem do rebanho como sendo de propriedade de Deus e não sua. (I Pedro 5: 1-4).
A ovelha que está debaixo da autoridade de seu pastor está protegida e bem cuidada.
A ser-viço do rei Pr. João Nunes Machado









Nenhum comentário:

Postar um comentário