sábado, 4 de maio de 2013

uma família doente um filho ferido


TEXTO BASE JÓ 1: 20

INTRODUÇÃO

TEMA: Uma Família Doente Um Filho Ferido
Feridas que nascem em casa ha traumas que nascem na infancia ainda quando nos somos criancas .. e nossos pais ou pessoas que tem o dever de nus dar uma referencia de vida muitas vezes sao as que mais fazem feridas em nossa alma trazendo e fazendo muitas vezes uma grande destruicao em nosso carater e viver contidiano, e atrapalhando nossos relacionamentos com as pessoas e ate mesmo uma grande dificuldade no convivio social com novas pessoas aponto de nao querer relacionar com ninguem por medo de si ferir e ate mesmo de ferir alguem pois assim fomos formados pelos nossos instrutores de vida... mas creio em uma mudança de vida e em uma cura dessas feridas por meio de uma libertaçao atraves da palavra de Dues




“COMO ADORAR A DEUS QUANDO SE ESTÁ FERIDO”

“Cura-me, Senhor, e serei curado; salva-me, e serei salvo, pois tu és aquele a quem eu louvo. Jeremias” 17: 14

A história de Jó esta registrada na Bíblia por causa de uma pergunta: Será que eu adoraria a Deus mesmo que tudo desse errado na minha vida?

Todos nós, inclusive quem está no ministério, passamos por experiências traumáticas que nos ferem profundamente. Tais feridas podem ser físicas, emocionais, espirituais ou relacionais.

Você pode estar ferido agora ou vir a ser.

O que devemos fazer quando estamos feridos?

O único remédio para a dor é a adoração. Adore.

Jó sofreu perdas irreparáveis. Perdeu a riqueza, família, casamento, amigos, saúde, num intervalo de 24 horas. Em um único dia Jó vai de:

Milionário a pobreza. De pai de família a pai de ninguém. De um casamento estável a uma crise.

De homem saudável a doente. De herói a nada. Jó foi mortalmente ferido, mas ele decidiu adorar ao invés de murmurar.

Como fazer isso? Como se conectar com Deus em meio a uma crise em sua vida?

Muitos de vocês tiveram uma crise esta semana. Outros estão carregando suas feridas por toda a vida e ainda não conseguiram se livrar delas.

Cinco segredos para adorar em meio a dor.

I° SENTIR A DOR. FALE PARA DEUS EXATAMENTE COMO SE SENTE.

Coloque para fora todos os sentimentos. Ser honesto com Deus a respeito do que você está sentindo, mesmo que sejam sentimentos negativos; confiar a ele sua dor é uma maneira de adorá-lo.

A atitude de Jó de rasgar o manto, rapar a cabeça, prostrar-se com rosto em terra, é o que as pessoas faziam quando queriam mostrar frustração, raiva ou profunda tristeza.

Deus não fez nossos corpos para lidar com emoções negativas, por isso quando reprimimos as emoções elas aparecem em forma de doenças físicas.

A primeira coisa que alguém deve fazer ao passar por uma experiência dolorosa é confessar.

Seja sincero com Deus e diga que você não gostou do que aconteceu. Diga que detestou. Não se preocupe, Deus saberá lidar com isso.

II. LOUVE A DEUS.

Ao passar pelo sofrimento, não agradeça a Deus por seus problemas, mas agradeça em meio aos problemas.

A história de Jó está na Bíblia por causa de uma pergunta: “Será que eu adoraria a Deus se tudo desse errado na minha vida?” Adoraria? É fácil adorar a Deus quando tudo acontece do meu jeito.

É fácil ser um cristão nas horas boas.

Há momentos em nossa vida que tudo se despedaça. Todos nós em algum momento da vida seremos testados. O que aconteceria se num determinado período de sua vida, tudo desse errado? Você continuaria confiando em Deus?

Quando a gente é novo costuma pensar que a vida é apenas montanhas e vales, flores e riachos, mas quanto mais a pessoa amadurece, descobre que esta não é a realidade.

Mesmo nestes momentos podemos encontrar vários motivos para adorar a Deus.

Precisamos entender que não há em nossa vida um tempo onde tudo é perfeito ou imperfeito.

A vida é muito parecida com dois trilhos de ferrovia. Um deles São as coisas boas e o outro coisas ruins. Estamos sobre os dois o tempo todo.

Jó escolheu agradecer a Deus independente da sua dor e você também pode tomar a mesma decisão.

III. PEÇA A DEUS SABEDORIA E FORÇA.

Quando somos feridos, precisamos de duas coisas importantes: Sabedoria e Poder.

A sabedoria vai ensinar o que fazer a respeito e o poder vai te dar forças para fazer.

Jó em todo o tempo dependeu de Deus para ter sabedoria e força.

A pessoa Não pensa claramente quando está ferida. Pensamentos de retaliação e vingança começam a povoar seus pensamentos. Precisamos da sabedoria como um antídoto para esses sentimentos.

Seja qual for o seu problema, Deus esta esperando para fortalecê-lo.

Quando alguém se torna seguidor de Cristo terá os mesmos problemas que tinha antes de segui-lo. Ninguém está isento de provas.

A diferença é que agora você tem sabedoria e força da parte de Deus para vencer.

IV. JUNTE-SE A OUTRAS PESSOAS PARA TER APOIO.

Deus não deseja que você adore sozinho. A intenção de Deus nunca foi que lidasse com toda a sua dor e feridas sozinho.

Quem não aprendeu a compartilhar a sua dor, nunca será curado. Ficará ferido para o resto da vida.

Quando estamos feridos, a primeira coisa que fazemos é esconder a nossa dor. Construímos barreiras, demarcamos limites, construímos muros.

Como a ostra, nos refugiamos dentro da concha.

Nos tornamos prisioneiros emocionais. Ninguém será curado se não se abrir.

Uma pessoa precisa ter ao seu lado pessoas comprometidas ao seu lado para que quando tudo ruir em sua vida, elas estejam lá.

 V° CONTINUE.

Continuar caminhando, recomeçar é um ato de adoração.

A esposa de Jó sugeriu que ele amaldiçoasse a Deus e morresse.

Ela sugeriu que seu marido acabasse com a dor, se matando.

Jó recusou e disse: aceitaremos o bem dado por Deus e não o mal?

Esta é uma fé madura. Quando tudo parecia perdido Jó confiou em Deus e continuou.

O que deu a Jó esta fé madura?

Jó disse: Eu sei que o meu redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra (Jó 19: 25).

Jó acreditava num salvador que no fim de tudo viria em seu socorro.

Qualquer sofrimento humano e visível é pequeno comparado com a eternidade.

Se você colocou a sua confiança em Deus, então viverá com ele para sempre. Lá em sua companhia não haverá mais dor, sofrimento ou tristeza.

Agüente firme e não olhe para o agora, mas para o que Deus planejou para você na eternidade.

Os que trabalham no ministério não estão isentos de sofrimento.

Não deixe que a dor roube o seu ministério e bloqueie a adoração que você deveria estar rendendo a Deus.

Continue caminhando.

Ilustração:

Empurre a Pedra

Certa noite, um homem estava dormindo em sua cabana quando, de repente, uma luz inundou o seu quarto e Deus lhe apareceu dando-lhe uma incumbência. Disse-lhe:

>Há uma grande rocha defronte à sua cabana; doravante, dia após dia, quero que você a empurre com toda a sua força.

Surpreso com a inusitada visão o homem resolveu obedecer.

Dia a dia, ele pelejava com seus ombros escorados na fria e maciça superfície da rocha, empurrando-a com toda a sua força, mas ela não se mexia.

E cada noite, aborrecido, retornava à sua cabana, sentindo que o seu esforço era em vão.

Percebendo o desânimo do homem, o adversário (satanás) decidiu entrar em cena colocando pensamentos em sua mente desgastada:

>Você tem empurrado essa rocha por tanto tempo e ela ainda não se moveu. Não acha melhor desistir? Deixe essa tarefa para outro.

Estes pensamentos minavam o seu espírito e davam-lhe a impressão de que era um fracassado.

Pensando em desistir, elevou seus pensamentos em oração e disse:

>Senhor, tenho trabalhado duro e por muito tempo em Teu serviço, colocando toda a minha força pra fazer aquilo que o Senhor me mandou.

Entretanto, após todo esse tempo, não consegui mover a rocha nem por um milímetro! O que está errado? Por que tenho falhado?

O Senhor, em Sua infinita misericórdia e conhecendo a aflição que tomava conta daquele coração, respondeu-lhe:

>Meu filho, quando Eu lhe disse para me servir e você aceitou, expliquei-lhe que o seu trabalho seria empurrar a rocha todos os dias; e é o que você tem feito. Eu nunca lhe pedi que a movesse.

Por que você pensa que falhou?

Olhe-se: Seus braços estão fortes e musculosos, suas costas enrijecidas e bronzeadas, suas mãos estão curtidas, suas pernas se tornaram musculosas e firmes.

Todos esses atributos lhe fazem melhor do que antes.

Você não moveu a rocha, mas observe que o seu chamado foi para empurrá-la, exercitando sua fé e confiança em Mim. E isso você fez!

AGORA, EU MESMO MOVEREI A ROCHA.

Às vezes, quando ouvimos uma Palavra de Deus, tendemos a usar nosso intelecto para decifrar o que Ele quer de nós, quando na verdade, o que Ele deseja, é apenas nossa obediência e fé.

Em todos os sentidos, exercite a fé que remove montanhas, mas saiba que continua sendo Deus quem as move.

Assim...

Quando tudo lhe parecer errado, apenas EMPURRE!

Quando o trabalho lhe deixar pra baixo, apenas EMPURRE!

Quando as pessoas não agirem da maneira que você espera, apenas EMPURRE!

Quando o seu dinheiro for embora e as contas ficarem, apenas EMPURRE!

Quando as pessoas não compreenderem você, apenas EMPURRE!

A ser-viço do rei Pr. João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário