segunda-feira, 3 de junho de 2013

uma mãe aos pés de jesus

TEXTO BASE MATEUS 15: 21 =28 / Mc 7: 24 =30  

INTRODUÇÃO 

TEMA: UMA MÃE AOS PÉS DO SALVADO  

21° Ora, partindo Jesus dali, retirou-se para as regiões de Tiro e Sidom.

22° E eis que uma mulher cananéia, provinda daquelas cercania, clamava, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim, que minha filha está horrivelmente endemoninhada.

23° Contudo ele não lhe respondeu palavra. Chegando-se, pois, a ele os seus discípulos, rogavam-lhe, dizendo: Despede-a, porque vem clamando atrás de nós.

24° Respondeu-lhes ele: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
25° Então veio ela e, adorando-o, disse: Senhor, socorre-me.


26° Ele, porém, respondeu: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.
27° Ao que ela disse: Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos.

28° Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! seja-te feito como queres. E desde aquela hora sua filha ficou sã.

Este texto nos mostra uma mãe aflita aos pés do Salvador.

Elas estão por todos os lados, elas estão aqui. Por que sofrem as mães?

Pelos seus filhos. Essa mãe, embora gentia tinha uma grande fé. Embora chegasse abatida, saiu vitoriosa.
Isso, porque a fé vem da graça divina e não da família que se tem ou da igreja que se frequenta.

Spurgeon dizia que uma pequena fé levará a sua alma ao céu, mas uma grande fé trará o céu à sua alma.

I. UMA MÃE AOS PÉS DO SALVADOR TEM DISCERNIMENTO SOBRE O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM OS FILHOS MT 15: 22 

1° Ela discerne o problema que atinge sua filha –MT 15: 22
Essa mãe sabia quem era o inimigo da sua filha. Ela sabia que o problema de sua filha era espiritual.
Ela tem consciência que existe um inimigo real que estava conspirando contra a sua família para destruí-la.
Peter Marshal, pregou um célebre sermão no dia das mães e afirmou que elas são guardas das fontes.
As mães são os instrumentos que Deus usa para purificar as fontes que contaminam os filhos.

Ilustração: Os dois homens que pescavam e viram crianças descendo afogadas.

Depois da terceira criança, um saiu e disse: eu vou ver quem está jogando as crianças no rio.
2. Ela discerne a solução do problema que atinge sua filha –MT 15: 22

Essa mãe percebeu que o problema da sua filha não era apenas uma questão conjuntural.
Não era simplesmente a questão de estudar numa escolha melhor, morar num bairro mais seguro e ter mais conforto. Ela já tinha buscado ajuda em todas as outras fontes e sabia que só Jesus podia libertar a sua filha.
Ela vai a Jesus. Ela o busca. Ela o chama de Filho de Davi, seu título popular, aquele que fazia milagres.
Depois o chama de Senhor. Finalmente, ela se ajoelha (MT 15: 23). Ela começa clamando e termina adorando.
Ela começa atrás de Jesus e termina aos seus pés.

II. UMA MÃE AOS PÉS DO SALVADOR TRANSFORMA A NECESSIDADE EM
ADORAÇÃO 

1. Seu clamor foi por misericórdia –MT 15: 22
Ela está aflita e precisa de ajuda. Ela pede ajuda a quem pode ajudar. Ela não se conforma de ver sua filha sendo destruída.
A sua dor a levou a Jesus. Ela viu os problemas como oportunidades de se derramar aos pés do Salvador.
O sofrimento pavimentou o caminho do seu encontro com Deus.
Aquela mãe transformou sua necessidade em estrada para encontrar-se com Cristo.
Transformou a necessidade em oportunidade de prostrar-se aos pés do Senhor. Transformou o problema no altar da adoração.
Deus às vezes, adia a solução dos nossos problemas, para que nós nos prostremos aos seus pés (Ana).

2. Seu clamor foi com senso de urgência –MT 15: 22
Aquela mãe não perdeu a oportunidade. Aquele foi a única vez que Jesus foi às terras de Tiro e Sidom.
Ela não perdeu a oportunidade. As oportunidades passam. É tempo das mães clamarem a Deus pelos filhos.
É tempo das mães se unirem em oração pelos filhos. Precisamos ter um senso de urgência no nosso clamor.
Como você se comportaria se visse seu filho numa casa em chamas?
Certamente teria urgência em intervir para a sua salvação. Tem você a mesma urgência para ver seus filhos salvos?

3. Seu clamor é cheio de empatia – MT 15: 22

O problema da filha é o seu problema. Seu clamor era: “Tem compaixão de mim”. “Senhor, socorre-me”.
Era sua filha que estava possessa. Ela sofria como se fosse a própria filha. A dor da sua filha era a sua dor.
O sofrimento da filha era o seu sofrimento. A libertação da filha era a sua causa mais urgente.
Ilustração: A filha que tinha vergonha da mãe por causa da mão defeituosa.

III. UMA MÃE AOS PÉS DO SALVADOR ESTÁ DISPOSTA A ENFRENTAR QUALQUER OBSTÁCULO PARA VER A FILHA LIBERTA –MT 15: 23= 27
Essa mãe é determinada. Como Jacó, ela agarra-se ao Senhor sem abrir mão da bênção.
Ela não descansa nem dá descanso a Jesus.
Ela enfrentou três obstáculos antes de ver o milagre de Jesus acontecendo na vida da sua filha.

1. O obstáculo do desprezo dos discípulos de Jesus – MT 15: 23
Os discípulos não pedem a Jesus para atender essa mãe, mas para despedi-la.
Não se importaram com a sua dor, mas quiseram se ver livre dela.
Eles não intercedem em favor dela, mas contra ela. Eles a desprezaram em vez de ajudá-la.
Eles tentaram afastá-la de Jesus em vez de ajudá-la a se lançar aos pés do Salvador.

2. A barreira do silêncio de Jesus – MT 15: 23
O silêncio de Jesus é pedagógico. Há momentos que os céus ficam em total silêncio diante do nosso clamor.
É mais fácil crer quando estamos cercados de milagres.
O difícil é continuar crendo e orando pelos filhos quando os céus estão em silêncio, quando as coisas parecem estar indo de mal a pior.

3. A barreira da resposta de Jesus –MT 15: 24= 26

a) Não fui enviado senão à Casa de Israel (MT 15: 24) – Foram palavras desanimadoras.

Ela, porém, em vez de sair desiludida e revoltada, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me!
Em vez de desistir de sua causa, adora e ora!

b) Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-los aos cachorrinhos- (MT 15: 26) – Essa mãe longe de ficar magoada com a comparação, converte a palavra desalentadora em otimismo. Transforma a derrota em vitória.
Busca o milagre da libertação da filha, ainda que isso represente apenas migalhas da graça.

c) Por que Jesus agiu assim com essa mãe? – Para despertar em seu coração uma fé robusta.
Deus agiu assim noutras épocas:

1° Com Abraão – 25 anos para dar-lhe Isaque.

Agora depois que o menino estava grande, pede-o em sacrifício;
2° Com as irmãs de Lázaro – Está enfermo. Chega depois de quatro dias.

IV. UMA MÃE AOS PÉS DO SALVADOR, TRIUNFA PELA FÉ E TOMA POSSE DA VITÓRIA DOS FILHOS – MT 15: 28 

1. Jesus elogia a fé daquela mãe – MT 15: 28
Mãe não desista de seus filhos. Eles são filhos da promessa. Eles não foram criados para o cativeiro.
A fé é morta para a dúvida, surda para o desencorajamento, cega para as impossibilidades e não vê nada, a não ser o seu sucesso em Deus.

A fé honra a Deus e Deus honra a fé. “Ó mulher, grande é a tua fé!”
George Muller disse que a fé não é saber que Deus pode; é saber que Deus quer.
A fé é o elo que liga a nossa insignificância à onipotência divina.

2. Aquela mãe recebeu pela vitória de sua fé a libertação da sua filha – MT 15: 28
Jesus disse: “Faça-se contigo como queres. E desde aquele momento, sua filha ficou sã”.
A fé reverteu a situação.

O pedido foi atendido. A bênção chegou. A fé venceu.
Carlos Studd disse que a fé em Jesus ri das impossibilidades.
Agostinho disse que fé é crer no que não vemos e a recompensa dessa fé é ver o que cremos.
Aquela mãe voltou para a sua casa aliviada e encontrou a sua filha liberta:

1° Ela perseverou. 2° Ela se humilhou. 3° Ela adorou. 4° Ela orou. 5° Ela prevaleceu pela fé.

CONCLUSÃO 
1° Mãe, não desista de orar pelos seus filhos.

2° Não desista de crer que um milagre de Deus pode fazer de seus filhos uma bênção.

3° Não aceite passivamente a decretação da derrota em sua casa.

4° Lute pelos seus filhos, ore por eles. Resista qualquer obra do inimigo na vida dos seus filhos.

5° Não descanse até ver os seus filhos salvos.

Talvez alguns ainda estão perdidos fora e dentro da igreja.

6° Derrame-se aos pés do Senhor.

7° E não saia até que você triunfe pela fé.

Nós podemos trazer nossos filhos ao Senhor pela oração.

Faça isso e você também verá o milagre na vida de seus filhos.

Autor: Hernandes Dias Lopes; Abnegado servo de Deus, tenho muito carinho por-ti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário