quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

fé a certeza das coisas que não se vê

FÉ, A CERTEZA DO QUE NÃO SE VÊ

O que se vê hoje em dia é uma infinidade de fés, fé em astros, fé em números, fé em pessoas, fé em pastores, fé em igreja, fé em florais... Esta fé se difere muito da fé cristã, pois o alvo desta fé são coisas humanas e muitas delas inanimadas.

Fé todos tem, e todos depositam em alguma coisa, é como dinheiro que temos, e o colocamos no banco para render, às vezes não o investimos, investimos em nós mesmos ("eu tenho fé em mim").

Mas para o dinheiro render (a fé ter resultado) este deve ser posto no banco (lugar onde faz a nossa fé



frutificar, ou o nosso bolso engordar), não adianta eu investir meu dinheiro numa loja de 1,99 ou comprar um CCE (é rasgar dinheiro, ou desperdiçar minha fé). Dinheiro mal investido é tempo mal aproveitado, é tempo perdido. Pense nisto! Aonde está posta a sua fé? Em Deus ou em coisas.

Vejamos agora o que a Palavra de Deus nos diz ser fé: "Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem" (Hebreus 11:1).

A fé é certeza do que não se vê, é confiança que será dado o que nos é prometido. A fé cristã tem um fim, um alvo: JESUS CRISTO, Ele é o autor da fé (cf. Hb 12:2). A fé cristã depende Dele e deve (ou deveria) ser posta Nele.

A autêntica fé cristã tem como alvo a glória de Jesus. A genuína fé olha para Jesus.
Para te ilustrar como deve ser a fé cristã pegarei uma passagem bíblica, aquela que o apóstolo Pedro anda em cima da água. (leia Mateus 14:22-31). Repara, Pedro queria ir até Jesus, e pediu a Ele: "Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas" Jesus permitiu e disse: "vem!" e realmente Pedro andou em cima da água, porque estava fixo no alvo: Jesus; Pedro olhava para Ele (estava com a sua fé em Jesus) e Ele o levava a andar; porém, viu Pedro as dificuldades do mar (tirou os olhos de Jesus, mudou a direção de sua fé) e começou a afundar.

Note, enquanto que Pedro tinha os olhos em Jesus, mesmo com vento, ondas... ele estava em cima das águas, a fé cristã também é isso, apesar dos problemas e dificuldades, se estamos com os olhos voltados ao Senhor não iremos naufragar, pois é Dele que procede a força para que fiquemos em pé nesta vida. Porém, quando tiramos a fé de Jesus acontece que tudo ao nosso derredor fica grande e os problemas nos derrubam.

Muitas doutrinas tem adentrado dentro de igrejas ditas "cristãs" à respeito de fé, muitos dizem: "meu amigo, se você não é próspero é porque a sua fé é pequena, você precisa de fé, aumentar a sua fé".
Aumentar a fé em quem? em você.

Onde está o poder? Em você ou em Deus? (Hb 12:2), para esses pessoas a Bíblia fala:
"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus, não de obras, para que ninguém se glorie." (Efésios 2:8-9).

O tamanho da fé não importa, desde que ela seja posta em Deus (Mateus 17:20, do tamanho de um grão de mostarda -a menor semente- basta para operar maravilhas). As obras que são feitas pela nossa fé não são de mérito nosso, e sim de Deus, porém, sem fé, Deus não responde a ninguém. "Sem fé é impossível agradar a Deus." (Hebreus 11:6). Mas muitos pastores distorcem colocações bíblicas, (causando sérios problemas nas pessoas que não tem a resposta que elas desejam) a autêntica fé aceita uma resposta de "NÃO" de Deus. E ressalto que todo cristão tem fé, pois esta é dom de Deus, o que devemos fazer é por a fé em Deus (e agir ela, viver a fé) e confiar Nele.

O resto é feito de acordo com a vontade Dele, e não com a nossa (cf. I João 5:14-15).
Agora, você já conhece o alvo da fé, como ela deve ser, sabe que o tamanho pouco importa, pois quem desenvolve a fé é Deus (I Co 3:7b) (basta estarmos dispostos a desenvolvê-la), percebeu também que fé é algo racional e não algo louco como muita gente anda pregando. Talvez você diga, eu não tenho fé, mas te digo donde vem a fé. O apóstolo Paulo diz que a fé vem pela pregação (Romanos 10:17-18), portanto, quem aceitar em seu coração o que for pregado já está se edificando e aumentando a sua fé em Deus.
"Mas o justo viverá pela fé." (Habacuque 2:4).

O justo (pessoa salva) vive pela fé, o seu corpo espiritual precisa se alimentar de fé para viver. Caso contrário morrerá. Este versículo é muito importante para toda vida cristã. Também neste versículo fica expresso que fé não é só pedir e receber; é mais, fé (cristã) é também depender de Deus, da providência de Deus, do Seu cuidado...

Para entender bem toda natureza da fé, leia todo capítulo 11 de Hebreus, é o melhor relato da Bíblia acerca da fé. Vimos que a verdadeira fé aceita o escárnio, injustiça e morte por amor de Cristo. (cf. Hebreus 11:36-38). Pensa no que acabo de te dizer, porque muitos andam pregando o "evangelho barato" - de que a fé está acima da vontade de Deus; a verdade é muito pelo contrário, a fé deve ser submissa a vontade de Deus.

 Muitos estão pregando sobre uma fé "bolha de sabão" (que aparenta ser grande, mas dentro de si não tem nada, que parece ser algo sólido, mas na primeira dificuldade estoura e percebe-se que é vazia).
Cristo não prometeu a nem um cristão que ele não teria luta, muito pelo contrário, mas Ele também disse que o Seu jugo é suave; porque ele não é carregado sozinho. Jesus prometeu que, mesmo em tribulações, teríamos paz, mesmo em dificuldades, seríamos alegres.

Agora, Cristo nunca disse que sua vida é fácil. Não te deixes enganar por qualquer pregação, antes, julgue-a de acordo com o que te é conhecido. Não deixe nada de ruim entrar dentro de ti, porque não é esta a vontade de Deus.
Em II Pedro 5:7,8,9 percebemos que o apóstolo Pedro diz a respeito de fé; diz que ela é o início de tudo, e que o seu próprio fim é o amor, que é o dom supremo (cf I Coríntios 13:13). Pedro estabelece uma ordem associativa entre fé e amor; ele nos exorta a andarmos no caminho da fé; as associações que ele faz tem uma conversão única que é o amor. São elas:

FÉ => VIRTUDE => CONHECIMENTO => DOMÍNIO PRÓPRIO => PERSEVERANÇA => 

PIEDADE => FRATERNIDADE => AMOR (que se expressa em obras).

Disso tiremos algumas conclusões:

1. Obras sem fé não valem para Deus

2. Amor sem fé (em Cristo) não salva ninguém.

3. A fé é a primeira qualidade que o cristão deve possuir.

4. O amor (verdadeiro; cf. I Co 13) é um fruto natural de nossa fé em Deus (Gl5:22, 23).

DISCUSSÕES:

FÉ X OBRAS

A primeira vista a doutrina de Tiago sobre a justificação parece ser justamente o contrário da ensinado por Paulo. Paulo diz "o homem é justificado pela fé, e não pelas obras da Lei", e "o homem não é justificado pelas obras da Lei, mas pela fé de Jesus Cristo": Rm8:28; Gl 2:16. Tiago diz: "o homem é justificado pelas obras e não pela fé somente"Tg 2:24.

Não haverá aqui contradição? RESPOSTA: NÃO. E explico: Paulo e Tiago embora usando as mesmas palavras, falam de coisas diversas e distintas.

A fé de Paulo é a fé concreta (fé cristã), a fé que age, a fé que recebe da caridade seu impulso e sua forma.
A fé de Tiago, é um simples assentimento da inteligência, comparável ao assentimento que os demônios prestam as verdades por eles conhecidas: Tg 2:19. É evidente que este ato puramente intelectual não pode influir na justificação do homem.

As obras de que fala Paulo são as que precedem a fé e a justiça, pois ele se dirige a cristãos já na posse da vida sobrenatural.

Paulo fala da justiça primeira, isto é, a passagem do estado de pecado ao estado de santidade, como o objeto mesmo da polêmica, e as explicações reiteradas do Apóstolo provam abundantemente.
A justiça de Tiago é a justiça segunda, isto é, o crescimento da justiça, é o desenvolvimento regular da vida cristã. Paulo se coloca antes da justificação do homem, Tiago depois.

O primeiro fala da fé viva, o segundo da fé que pode ser morta, que é inativa. Um declara ao infiel que sem a fé ele não pode alcançar a justificação, outro ensina ao cristão que deve colocar sua conduta em acordo com a fé, por que só a fé de nada lhe basta. É evidente que Tiago se refere a um tipo de fé, e o apóstolo Paulo a outro, e isto vem ainda mais a comprovar a unidade bíblica.

AMOR E FÉ
A fé é o início e o amor é o fim, portanto, o amor deve ser maior, mas deve proceder da fé, pois "sem fé é impossível agradar a Deus." (Hb 11:6).

Características da Fé (cristã):

1. posta em Cristo: (Hebreus 12:2; I Timóteo 3:13; II Timóteo 3:15; I Pedro 1:21; Gálatas 2:16; Marcos 9:22-23);

2. éescudo: (Efésios 6:16);

3. é guardada: (II Timóteo 4:7);

4. é batalhada (para se ter e se exercer): (Judas 3);

5. não duvida (do poder de Deus): (Tiago 1:5-6; Mateus 14:31; Mateus 21:21);

6. nem sempre conquista tudo: (Hebreus 11:36-38; I Pedro 5:9);

7. Jesus nos auxilia, mesmo com nossa falta de fé: (Marcos 9:24,25).

Frutos da Fé (cristã), conseqüêncianatural do seu desenvolvimento:

1. nos tornamos filhos de Deus pela fé: (Gálatas 2:26);

2.atua pelo amor: (Gálatas 5:6);

3. resulta em obras: (Tiago 2:14-22);

4. a Palavra de Deus ganha vida: (Hebreus 4:1-2);

5. recebemos as promessas de Deus: (Gálatas 3:22; Hebreus 6:12);

6. recebemos o Espírito Santo: (Gálatas 3:14);

7. podemos fazer milagres: (Tiago 5:15;...);

8. paz: (Hebreus 4:1-4).

Leituras complementares: Mc 11:20-26; At 3:16; At 14:22; Rm 3:22-28; Rm 14:22; I Co 2:4-5; I Co 13:2,13; I Co 15:14; II Co 5:7; II Co 13:5; I Ts 5:8; II Ts 3:2; Tg 2:5; I Tm 4:1-2; I Tm 6:10; I Tm 1:5; I Tm 1:19; I Tm 3:9.

"Não atentando nós nas cousas que se vêem, mas nas que se não vêem porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas." (I Coríntios 4:18).

A serviço do rei Pr João Nunes e Juçara Graczcki

Nenhum comentário:

Postar um comentário