segunda-feira, 21 de abril de 2014

cura através do perdão

TEXTO BASE 1º TES 5: 23

INTRODUÇÃO

TEMA: CURA ATRAVÉS DO PERDÃO

A Bíblia diz que somos espírito, alma e corpo (1º Ts 5: 23).

O espírito é o homem interior, que exerce a consciência, a intuição e a comunhão, a alma é composta pela mente, vontade e emoções, e o corpo é parte física de carne e osso.

Cura interior é a cura da nossa alma: da mente, emoções, lembranças desagradáveis, sonhos e traumas.
É o processo pelo qual somos libertos de sentimentos de ressentimento, rejeição, autopiedade, depressão, culpa, medo, tristeza, ódio, complexo de inferioridade, autocondenação, senso de desvalor, etc.

Em Romanos 12: 2, lemos o seguinte: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente.” Isto é cura interior, cura da alma, a renovação da nossa mente e sentimentos.

“Eu dizia: Senhor, tem piedade de mim, sara a minha alma... “ Salmo 41: 4.

Iª As feridas são causadas por vários motivos, como: 



1ª Rejeição: é o sentimento de que não somos amados ou aceitos, mas rejeitados, desprezados e ignorados por aqueles que nos rodeiam.

Um sentimento de inferioridade e auto-piedade cerca a pessoa, causando a sensação de que todos estão rejeitando-a.
A rejeição pode vir através do próprio nome da pessoa, ou de uma gravidez indesejada, morte do pai ou mãe, falta de amor e  compreensão dos pais, preferência dos pais, abandono, palavras de maldição, carência afetiva, discriminação racial ou social, auto- rejeição, etc.

2ª Mágoas: é o ressentimento ou decepção com alguém que nos feriu de alguma forma: traição, palavras duras, ameaças, brigas, etc.  

A mágoa começa pequena, apenas um “ressentimentozinho” (“estou chateado”) e aumenta até se transformar em amargura ou ódio.

A mágoa persiste muito tempo depois de determinada situação que causou raiva ou dor. “Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus e que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e muitos se contaminem” (Hb.12: 15).

3ª Sentimento de Culpa: culpa por ter cometido algum erro grave e não se perdoa por isto. O sentimento de culpa faz com que a pessoa se sinta sempre culpada e com um trauma ou remorso muito grande pelo que fez no passado. 

4ª Traumas: feridas profundas causadas por abusos sexuais, abandono dos pais, acidentes, presenciar cenas chocantes, etc. Os traumas podem ter sido causados na gestação, infância, adolescência ou na idade  adulta.

IIº O PERDÃO    
A cura interior é a renovação do nosso interior realizado por Deus, mas que depende da nossa atitude, da nossa vontade em ser curado, e o perdão é a atitude da nossa vontade de que mais necessitamos.
É necessário perdoar quem nos rejeitou, abandonou, traiu, feriu, abusou, é necessário perdoar até nós mesmos, por nossas falhas cometidas no passado.

Não podemos permitir lembranças dolorosas em nossa vida, ressentimentos, sentimentos que nos irritam, nos iram, nos causam dor ao pensarmos.

É preciso liberar o perdão, pois perdoar não é um sentimento que devemos esperar para conseguir fazê-lo, mas perdão é uma atitude da nossa vontade, é uma decisão.

1ª Jesus disse acerca do credor incompassivo que:

“ele, porém, não quis (perdoá-lo), antes porém foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida.” (Mt.18: 30).

Portanto, com relação ao perdão, nunca podemos dizer: “não consigo perdoar, mas não quero perdoar”, mas devemos saber que “se não perdoarmos aos homens as suas ofensas, também nosso Pai não nos perdoará as nossas ofensas”(Mt.6:15).

“Até para ofertar na igreja precisamos estar em paz com as pessoas.“

Quando trouxerdes a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com o teu irmão, e depois vem e apresenta a tua oferta” (Mt.5: 23,24).

A falta de perdão produz: amargura, mágoas, ódio, feridas na alma, doenças físicas, prisões espirituais (Mt.5: 25,26) e, acima de tudo, condenação, pois, quando não perdoamos, não somos perdoados, e se não somos perdoados, estamos debaixo do pecado, e o salário do pecado é a morte eterna, a condenação.

IIIª O QUE  NÃO É PERDÃO  

1ª Perdoar não é aprovar comportamentos negativos e impróprios, tanto seus como de outras pessoas, como abusos, violência,  agressão, traição e desonestidade.

2ª Perdoar não significa aceitar o que nos causa dor, e ficar passivo diante da situação, sem lutar para mudar as coisas e para proteger  nossos direitos.

3ª  Perdoar não é fingir que está tudo bem, quando na verdade não estiver.

4ª Perdoar não é ter pena da pessoa por considerá-la tola, estúpida ou inferior a nós.

Isto é arrogância.

5ª Perdoar não é esquecer dos fatos, mas não sentir dor ou dano ao se lembrar, e nem deixar as lembranças dominarem ou causar  qualquer barreira.

6ª Perdoar não é reprimir a raiva e o ressentimento.

7ª Perdoar não é querer sai “por cima” em toda situação, exigindo a humilhação da outra pessoa.

IVº O QUE É PERDÃO   
1ª Perdoar é uma decisão incondicional e não depende do arrependimento alheio ou de quem está com a razão.

2ª Perdoar é uma ação consciente e definitiva. É uma liberação de amor, de misericórdia, de compreensão, de paz.

3ª Perdoar é uma questão de percepção diferente das coisas e das pessoas, entendendo os motivos que as levaram a atitudes que feriram e aborreceram a nós.

4ª Perdoar é uma renúncia do nosso ego, da nossa “soberania”, da nossa razão.

5ª Perdoar é um estilo de vida.

O maior exemplo de perdão é Jesus, pois na cruz, Ele orou por aqueles que o crucificaram e maltrataram, e disse:

“ Pai, perdoa-os, porque eles não sabem o que fazem” (Lc.23: 34).
Quando Jesus morreu para perdoar os nossos pecados, Ele não fez isto porque merecíamos, mas por causa do Seu grande amor.

“Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós sendo nós ainda pecadores” (Rm.5: 8).

Portanto, irmãos, se há alguma coisa em sua vida que tem causado dor ou ferida em seu interior, libere o perdão agora, não fique mais nem um minuto guardando mágoas e ressentimentos em seu coração, e ore com fervor, com sinceridade e com vontade de ser curado e clame ao Senhor:

“ Cure a minha alma, porque pequei contra ti” (Sl.41: 4).

Seja um semeador na obra de Deus! 
Se você tem sido abençoado com estas mensagens, nos ajude a manter o nosso ministério, nos enviando uma oferta de amor, Se as pessoas que nos seguem tomar uma atitude de nos ajudarmos, com certeza podemos fazer muito mais
em favor da obra de Deus que é uma tarefas árdua! Você pode ser um dos nossos semeadores.
Basta enviar sua oferta através do:

Banco Itaú - Agência 0289  Conta C/C  76077-9 

Visite nossos blogs: http://pastorjoaonunesmachado.blogspot.com.br/
Siga-nos no twitter: somentebíblia.com

@Prjoaonunes

E-mail: prjnunes@gmail.com

A serviço do rei Pr João Nunes


Nenhum comentário:

Postar um comentário