domingo, 27 de julho de 2014

a natureza em furia

TEXTO BASE LUCAS 21. 28 \ ROMANOS 8; 22 - 23

INTRODUCÃO

TEMA: A NATUREZA IRADA

22 Sabemos que toda a natureza criada geme até agora, como em dores de parto.

23 E não só isso, mas nós mesmos, que temos os primeiros frutos do Espírito, gememos interiormente, esperando ansiosamente nossa adoção como filhos, a redenção do nosso corpo.

Lucas 21: 28: “Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça; porque a vossa redenção está próxima”.

Nos primeiro semestre deste ano, o Ceará sofreu 46 terremotos. Em Minas Gerais, uma criança morreu no fim de 2007, quando um tremor abalou todas as 76 casas do distrito de Caraíbas.
Em abril, um terremoto de 5,2 graus na escala Richter sacudiu São Paulo e outros quatro estados – e seu epicentro era na mesma área onde, em 15 32, um ma remoto aterrou a entrada do por to paulista de São Vicente.

Todos os anos, ciclones fazem estragos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.
Apesar de tudo isso, nosso país é café pequeno perto das maiores catástrofes naturais que abalam o planeta.
Saiba quais foram os maiores desses desastres ao longo da História.
O pior deles matou 4 milhões de pessoas

 79 d. C. CHUVA DE CINZA E ROCHAS 


Em 19 horas, o Vesúvio matou 16 mil pessoas. Uma chuva de cinza e rochas soterrou o balneário romano de Pompéia. Por outro lado, a erupção garantiu que a vila fosse mantida intacta para a posteridade.
 1556  O TERREMOTO MAIS MORTAL
Embora não tenha sido o mais intenso da História, o tremor que atingiu a província de Shaanxi, na China, em 23 de janeiro de 1556, é o mais mortal de que se tem registro. Ele matou 830 mil pessoas.

LISBOA DESTRUÍDA 
A capital portuguesa e várias cidades litorâneas do país foram devastadas por um terremoto, seguido de um tsunami com ondas de mais de 6 metros. O tremor, de 8,7 pontos na escala Ritcher, deu ao marquês de Pombal a chance de reconstruir Lisboa.

 1780 “GRANDE FURACÃO” 
Também conhecido como Furacão de São Calixto, deixou 27 mil mortos em várias ilhas do Caribe. Ocorrido durante a guerra de independência dos Estados Unidos, afundou dezenas de navios ingleses e franceses posicionados na região.

1883 O KRAKATOA RUGE 
Depois de uma semana de erupções, o monte Krakatoa, na Indonésia, atingiu o auge da ira no dia 27 de agosto. Foi quando aconteceram quatro explosões, sendo que a última pôde ser ouvida a mais de 4 800 quilômetros. As detonações arremessaram rochas a mais de 80 quilômetros de altura.

 1900 ÍNDIA SEM ÁGUA 
As secas na Índia são relativamente comuns desde o século 18. A maior dessas tragédias aconteceu no ano 1900, no norte do país. Estima-se que tenham morrido até 3,25 milhões de cidadãos indianos.

 1931 CHINA COM ÁGUA DEMAIS
A inundação do rio Amarelo, na China, é considerada o desastre natural mais mortal da História. Deixou cerca de 4 milhões de mortos, seja durante a cheia, seja por causa das doenças provocadas pelo desastre.

1970 VENTOS DE 222 KM/H 
Nunca houve ciclone tropical tão devastador.
O Bhola surgiu na baía de Bengala e deixou de 300 mil a 500 mil mortos em Bangladesh e na Índia. Com ventos de 222 km/h, causou prejuízos de 500 milhões de dólares.

 2002 MORRENDO NO FRIO 
Na república russa da Ossétia do Norte, uma placa de gelo de 150 metros de espessura percorreu 32 quilômetros de distância a uma velocidade de 100 km/h.
Saldo da pior avalanche conhecida: 125 soterrados.

 2004 ONDAS A 800 KM/H 
O maior desastre natural do século 21 até agora foi causado por um terremoto de 9 pontos na escala Richter, na Indonésia.
Mais de 225 mil pessoas foram mortas pelo tsunami, cujas ondas alcançaram 800 km/h.
Revista Aventuras na História

1...Jesus nunca nos pediu que crêssemos na proximidade de Sua vinda com base apenas em um sinal. Um floco de neve não provoca uma avalanche. Mas quando todos os sinais rapidamente se multiplicam, dando assim seu testemunho acumulado, se transformam em uma avalanche de irresistível poder.

Portanto, inequivocamente esses sinais da vinda de Cristo não deixam margem para que pessoas inteligentes deixem de reconhecê-los.
São tão claros como se Deus estivesse falando por intermédio dos trovões ou se estivesse escrevendo em letras gigantescas no céu!

2. Por que você imagina que Deus nos deu a oportunidade de ouvir essas maravilhosas boas-novas? Para que pudéssemos discernir os sinais dos tempos” e estar prontos para receber Jesus com avidez e alegria.\

3. Lucas 21: 28: “Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça; porque a vossa redenção está próxima.

A ser viço do rei, Pr João Nunes Machado



Nenhum comentário:

Postar um comentário