segunda-feira, 25 de agosto de 2014

austeridade

TEXTO BASE PV 12: 27 

INTRODUCÃO

TEMA: AUSTERIDADE

Definição: No contexto do serviço ao Senhor, austeridade é um estilo de vida caracterizado pela simplicidade, moderação e restrição no tocante aos interesses materiais.

I. Ter uma mentalidade econômica significa valorizar o que o Senhor supre e não ser desperdiçador.

Prov.12: 27 O preguiçoso não assa a sua caça, mas o bem precioso do homem é ser ele diligente.

Pro.21: 20 [É sábio ser econômico e tolo ser dispersador.] Há tesouro desejável e azeite na casa do sábio, mas o homem insensato os devora.

Pro.29: 3 O homem que ama a sabedoria alegra a seu pai, mas o companheiro de prostitutas desperdiça os bens.
Luc. 15: 11-13 [A parábola do Filho Pródigo:] Jesus continuou: Certo homem tinha dois filhos.

12 O mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E o pai repartiu os bens entre os dois.

13 Poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.

Jó 6: 12 [Jesus deu o exemplo não desperdiçando as coisas materiais.] Quando estavam saciados, ele disse aos discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca.

1.Cor. 7: 31a os que usam deste mundo, como se dele não abusassem [mal usassem].

II. Ser econômico o ajuda a estar preparado para tempos difíceis.



Gen. 41: 29,30,34,36 [José instrui o Faraó a preparar-se para a seca que havia de vir sob a terra e conseqüente fome numa época quando as coisas corriam bem:] Vêm sete anos de grande fartura em toda a terra do Egito.

30 Depois deles levantar-se-ão sete anos de fome, e toda aquela fartura será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra.

34 Faça isso Faraó, e nomeie administradores sobre a terra, que tomem a quinta parte dos produtos da terra do Egito nos sete anos de fartura,36 Será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito, para que a terra não pereça de fome.

 [Ver Gênesis 41: todo.]

Pro.6: 6-8 Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio!
7 Ela não tem superior, nem oficial, nem dominador,

8 contudo no verão prepara o seu pão, e na sega ajunta o seu mantimento.

Pro.21: 20 Há tesouro desejável e azeite na casa do sábio, mas o homem insensato os devora.

Pro.22: 3 O prudente vê o mal e se esconde, mas os simples prosseguem e sofrem a pena..

III. Ser econômico faz parte da boa mordomia.
Pro.10:4 O que trabalha com mão enganosa empobrece, mas a mão dos diligentes enriquece.

Mat. 24: 45,46 [Deus abençoa nossa fidelidade com as coisas materiais.] Então lhes responderá:

Em verdade vos digo que, todas as vezes que o deixastes de fazer a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer.

46 E irão estes para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.

Mat. 25: 21,29 O seu senhor lhe disse: Bem está servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei. Entra no gozo do teu senhor.

29 Pois a qualquer que tiver [coisas que ganhou por causa de sua fidelidade e boa mordomia.] será dado, e terá em abundância. Ao que não tiver,  [por causa da sua preguiça e desperdício.] até o que tem lhe será tirado.

Gen. 41: 38-41 [QuandoJósé interpretou o sonho do Faraó, e o avisou de que tempos difíceis lhes sobreviriam e o aconselhou a apontar alguém fiel para governar a economia:] Perguntou, pois, Faraó a seus oficiais: Acaso acharíamos um homem como este, em quem haja o espírito de Deus?

39 Depois disse Faraó aJósé: Visto que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu.

40 Tu estarás sobre a minha casa, e por tua boca se governará todo o meu povo. Somente no trono eu serei maior do que tu.

41 Disse mais Faraó aJósé: Vê, eu te hei posto sobre toda a terra do Egito.
 [ver Gênesis 41: todo.]

Luc. 16: 1,2 [Quem desperdiça perde as bênçãos de Deus.] Disse Jesus aos discípulos: Havia um homem rico cujo administrador foi acusado de dissipar os seus bens.

2 Então, chamando-o, lhe disse: Que é isto que ouço de ti? Dá contas da tua administração, porque já não poderás ser meu administrador.

Luc. 16: 10-12 Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito, e quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.
11 Se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras?

12 E se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso?

Ora, além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel.

IV. Ser econômico requer um senso de moderação.
Pro.25:16 Se achares mel, come o que te basta, para que não te fartes dele, e o venhas a vomitar.

Pro.30: 7-9 [Salomão orou:] Duas coisas te peço, ó Senhor; não as negues a mim, antes que eu morra:

8 Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza, mas dá-me só o pão que me é necessário,

9 para que de farto eu não te negue, e diga: Quem é o Senhor? ou empobrecendo, não venha a furtar, e profane o nome de Deus.

13: 14 Antes, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

4: 5 Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.

V. Ser econômico ajuda a estar contente com o suprimento de Deus.

Mat. 6:11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje.

Fil. 4:11,12 Não digo isto por causa de necessidade, pois já aprendi a contentar-me em toda e qualquer situação.

12 Sei passar necessidade, e também sei ter abundância. Em toda maneira, e em todas as coisas aprendi tanto a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.

1.Tim. 6: 6-8 6 De fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento

7 Porque nada trouxemos para este mundo, e nada podemos levar dele;

8 tendo, porém, sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.

Heb. 13: 5 Seja a vossa vida sem avareza, contentando-vos com o que tendes, pois ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei.

7. O tempo é o nosso bem mais valioso, de modo que remir o tempo também faz parte de ser econômico.

Pro.18: 9 O negligente na sua obra é irmão do destruidor.

Devemos fazer as obras daquele que me enviou enquanto é dia. A noite vem, quando ninguém pode trabalhar.

1.Cor. 7: 29a Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia.

Efé. 5: 15,16 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,

16 remindo o tempo, porque os dias são maus.

4: 5 Andai em sabedoria para com os que estão de fora, aproveitando bem cada oportunidade.
 Tiago 4:14-15 Ora, não sabeis o que acontecerá amanhã.

O que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece.

15 Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo.

Rom. 13: 11-12 E fazei isto, conhecendo o tempo. Já é hora de despertarmos do sono, porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.

12 A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz.

A serviço do rei, Pr João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário