sexta-feira, 20 de março de 2015

a situação do homem antes da salvação

TEXTO BASE EF 2: 1 - 10

INTRODUÇÃO 

TEMA: A SITUAÇÃO DO HOMEM ANTES DA SALVAÇÃO

1. E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,

2. Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

3. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

4. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,

5. Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),

6. E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;

7. Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.

8. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

9. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;

10. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

Vamos discorrer hoje sobre a situação do homem antes da salvação, o meio como ele é alcançado por Deus, e a sua condição depois de salvo. 

Vamos nesse momento, deixar Deus fazer tudo o que deve ser feito em nossas vidas, no objetivo de alcançarmos dias melhores, bem como de termos juntos a plena condição de assentar-nos nos lugares celestiais.

I. O homem antes da salvação: 1. Ef  2.1


Está morto em seus delitos e pecados: 

O homem sem Cristo em sua vida, é alguém que não possui a salvação, conseqüentemente é alguém morto espiritualmente. 1. Ef  2.1 =>

1. Ef 2. 2 => Este homem anda segundo o curso deste mundo: 

O homem antes da salvação tem seus olhos vedados para a verdade, e com isso segue as doutrinas que o diabo lhe ofereceu, ou seja, os prazeres do mundo que são idolatria, roubo, avareza, engano, mentira, etc.

2. Ef 2.3 => Este homem anda segundo os desejos da carne: 

O homem antes da salvação é alguém voltado para seus próprios interesses:

Individualidade 

Egoísmo

Feitiçarias

Inimizades 

Porfias 

Ciúmes 

Iras, Pelejas

Dissenções

Facções

Invejas

Bebedices, Orgias e outras coisas semelhantes a estas.

II. A fonte e o meio da salvação:

1. Ef 2. 4 => A misericórdia e o amor de Deus: 

A fonte da Salvação é Deus, e o meio pelo qual Ele nos salva da ruína, é através de sua misericórdia.

2. Ef 2. 8 => Pela graça: 

Não temos condição alguma de alcançar a salvação que vem de Deus, a não ser pela sua graça para conosco. A graça de Deus para nós, é um favor que Ele dedica para nós sem nós merecermos.

3. Ef 2. 8 => A fé: 

Pela graça de Deus somos salvos, mas se não tivermos a fé que Ele existe, e, que pode nos salvar bem como mudar nossas vidas encobertas de transgressões em uma vida de abundância e riquezas, de nada adianta. 

4. Ef 2. 9 => A salvação não vem pelas obras: 

A salvação não vem através das nossas obras. 

De nada vale praticar o bem e não crer no senhor Jesus, além do mais, quem não crê em Cristo, não consegue fazer o bem. Apenas tenta, mas não consegue.

III. O homem depois da Salvação:

1. Ef 2. 4 => Este homem é filho da misericórdia de Deus: 

Quem nasce do homem é filho do homem, quem nasce da carne é filho da carne, quem nasce do espírito é filho do espírito, e quem nasce da misericórdia de Deus é filho da misericórdia.

2. Ef 2. 1,5 e10 => Este homem é vivificado por Cristo: 

O novo homem, regenerado, participa da natureza divina. 
Somos obra do Senhor, criados e vivificados em Cristo, para por meio da fé praticar as boas obras, as quais foram todas preparadas por Deus para que nós as pratiquemos.

CONCLUSÃO

Notamos hoje a grande diferença entre o homem antes de ser salvo, e o homem após a sua salvação. 

Não existe aqui comparação de vida. 

O Salvo produz os bons frutos por meio da fé em Cristo, agradando tanto uns como os outros

A serviço do Rei. Pr João Nunes machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário