quarta-feira, 8 de abril de 2015

a lingua controlada pelo espirito santo

TEXTO BASE JOEL 2: 28 – 29 / AT 2: 17 - 18

INTRODUÇÃO

TEMA: A LINGUA CONTROLANDA PELO ESPIRITO SANTO

28. E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.

29. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.

“E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos;”

“E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;”

“As mulheres evangélicas  lêem todos os tipos  de  livros e  estudam os  mais  diferentes assuntos.” ATOS 2: 17 - 18 

É em Jesus Cristo, que somos feitos novas criaturas. 

A velha natureza com seus velhos pensamentos, desejos e modos de reagir é coisa do passado, pois vivemos e atuamos de maneira nova. 

Devemos, portanto, estar dispostas a crescer e a mudar conforme o Espírito nos guia, a fim de mostrarmos aos nossos filhos como Jesus Cristo realmente é.

É fundamental que o Espírito Santo nos guie nestes estudos bíblicos em especial para mulheres. 

À medida que o fruto do Espírito se desenvolve dentro em nós, podemos reparti-lo com nossas famílias, nossos vizinhos, com a igreja e com o mundo.

A Palavra de Deus transforma — isto é o que desejamos.

"Se estivermos na sua vontade — Produziremos fruto.

Deus realizará Sua vontade por nosso intermédio. Não temos de voltar atrás e desistir. 

Cristo está conosco; O Espírito Santo está dentro em nós.

I. COMO CRECER SUA OLIVEIRA:


Fruto ou Fracasso?

Que tipo de mulher é você? Não resta dúvida que Deus teve um motivo especial para incluir detalhes mínimos da vida pessoal de diferentes mulheres da Bíblia. 

Há uma lista de mulheres em sua Palavra, que inclui: 

Eva, nossa primeira mãe; Sara, a mãe de uma grande nação; 

Rebeca, Raquel, Joquebede, Miriã, Raabe, Rute, Ana, Maria, Dorcas, Priscila, Trifena e Trifosa, as gêmeas que foram amigas de Febe, aquela grande diaconisa da igreja.

Na vida dessas mulheres encontramos alguns de nossos próprios problemas, reflexo de situações contemporâneas.  

Lemos  acerca  de  sua  ira,  complexos,  dilemas,  rebelião,  reações, fraquezas e forças. 

Lemos sobre seus familiares, filhos, maridos, lares, trabalho, preocupações, alegrias e tristezas. 

Algumas eram altivas, outras, mansas; umas confiáveis, outras, enganadoras. 

Há motivo muito especial que levou Deus a incluir na Bíblia um retrato tão completo dessas mulheres, destacando a complexidade e as características de suas personalidades.

Algumas mulheres dizem: "Quem dera pudesse eu  ter  vivido  nos tempos bíblicos! Eu poderia ser melhor, e me assemelhar mais a Jesus." 

Mas elas se esquecem de que hoje temos o Espírito Santo a ajudar-nos em nosso crescimento espiritual. 

Esta gloriosa verdade é cada vez mais viva à medida que vemos Deus derramando de seu Espírito sobre toda a carne. 

E é importante ver que o Espírito Santo incluiu mulheres no cumprimento da profecia do Antigo Testamento para os nossos dias, proferida por Joel 2: 28,29, e reiterada em Atos 2:17,18:

1. Vossos filhos e vossas filhas profetizarão;

2. Sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito,

3. e profetizarão.

Hoje, Deus está escolhendo mulheres. Elas estão recebendo a plenitude do Espírito Santo, e servindo ao Senhor em todo o mundo. 

Na América Latina, na África, na Ásia, na Austrália, na Europa, na América do Norte, as mulheres estão sendo preparadas e usadas como servas de Deus. 

É mediante a obra do Espírito Santo em nossa vida, e através do crescimento do fruto dentro em nós, que ele pode usar-nos como usou as mulheres da Bíblia.

É necessário, portanto, que nos tornemos semelhantes a Cristo; que manifestemos mais de seu caráter em nós. 

Estudando as experiências e a vida de diferentes mulheres da Bíblia, encontraremos ajuda para a nossa própria vida, tanto na resolução de problemas como na tomada de decisões.

II. COMO CRECER SUA OLIVEIRA:

Nossa vida é como um horto. Deus deseja que produzamos fruto. 

Para tanto, devemos esforçar-nos conscientemente a fim de impedir o crescimento de ervas daninhas e permanecer

ligadas à videira que nos dá vida.

Neste estudo, tomaremos a essência de cada fruto do Espírito e analisaremos como determinada mulher da Bíblia manifestou este fruto em sua conduta. 

Isto nos mostrará como crescer e produzir o fruto do Espírito em nós.

1. Você pode identificar cada uma das mulheres da Bíblia na lista apresentada no início deste capítulo?

2. Sabe algo acerca dos problemas dessas mulheres?

3. De que maneira você poderia assemelhar-se a cada uma delas?

4. O fruto do Espírito se acha arrolado em Gálatas 5: 22,23. Quantos dos nove você pode citar?

5. Quantos deles você sente que existem em sua vida?

Tente usar diferentes versões da Bíblia. Se o seu estudo é realizado em grupo, convide os membros do grupo a compará-las.

Eis uma comparação das palavras empregadas para o fruto do Espírito (Gálatas 5: 22, 23) na Edição Contemporânea de Almeida e na tradução de J. B. Phillips, segundo Cartas às Igrejas 

Novas:

Edição Contemporânea de Almeida       
    
Phillips

1. Amor           
    
2. Gozo         
                                                             
3. Paz      
                                                                  
4. Longanimidade     
                                                
5. Benignidade          
                                                
6. Bondade Generosidade

7.  Fidelidade Fidelidade 

8. Mansidão- Tolerância

9. Domínio próprio - Temperança

Nota: Quando ministro estes estudos, escrevo as referências da lição em tiras de papel e as distribuo entre as mulheres antes do início da aula
Desse modo elas estarão preparadas para ler as porções sem perda de tempo.

Novas:
Receita para a Vida Frutífera

J. B. Phillips faz que Gálatas 5: 16-23 se torne muito compreensível em Cartas às Igrejas 
Eis o meu conselho: viva a sua vida no Espírito, em nada satisfazendo os baixos instintos da natureza humana, cujas  energias se  opõem ao  Espírito,  assim como  o Espírito a esses instintos se opõe. 

Esse é que é o verdadeiro conflito. 

Ele lhe impede de ser livre nos seus atos. Porém, guiado pelo Espírito, facilmente você se verá livre da Lei.

São óbvias as principais manifestações daqueles baixos instintos da natureza humana. 

A lista inclui a imoralidade sexual, a falta de pureza nas intenções, a sensualidade, o culto dos falsos deuses, a feitiçaria, o ódio, as rixas, a inveja, a ira, a rivalidade, as desavenças, o partidarismo, os ciúmes, a embriaguez, as orgias e muitos outros vícios como estes. 

Outra vez afianço que não será herdeiro do reino dos céus todo aquele que se deixa arrastar por estes vícios. 

Entretanto, o Espírito produz os seguintes frutos: o amor, a alegria, a paz, a paciência, a bondade, a generosidade, a fidelidade, a tolerância e a temperança, virtudes as quais nenhuma lei pode proibir.

Se temos a vida centrada no Espírito, sejamos guiados por ele.

A Palavra de Deus usa aqui duas figuras: a de andar, que é a expressão do crescimento natural numa criança, e a de produzir fruto, que é a expressão natural de um horto. 

Videiras e folhas verdes são belas para a gente olhar, mas é o fruto que tem doçura, sustento e sementes para a reprodução. Decidamos por produzir fruto em nosso horto. 

Fruto e Dons

Como pentecostais, estamos cônscios da atuação do Espírito Santo e sabemos que nosso testemunho distintivo é a plenitude do Espírito de Deus, que abre a porta para os dons citados em 1 Coríntios 12 e 14. 

Hoje em dia ouvimos abertamente a palavra carismático. 

Nos principais periódi- cos evangélicos e até mesmo nos meios de comunicação não cristãos encontramos informações a respeito desse derramamento carismático. 

Porém, de igual importância é a silenciosa operação do Espírito Santo na produção de fruto em nosso viver diário.

Todavia, é necessário que haja equilíbrio entre os dons e o fruto do Espírito em nós. 

É interessante notar que há nove frutos e nove dons. Ambos são divinos; ambos são sobrenaturais. 

Eles provêm das mãos de Deus; não são produtos sintéticos. 

A espiritualidade não é algo que pode crescer e depois desaparecer pela lavagem; não se pode vesti-la e depois despi-la. 

Ela é fruto que cresce em nossa vida em processo contínuo.

1.  Regeneração

Pré-requisitos para Produzir Fruto 

Mateus 7: 16-20. A árvore deve ser sadia a começar de suas raízes.

2.  União com Cristo pelo Espírito

João 15: 1-8. Cristo é a videira; crescemos dele, porque somos os ramos. Devemos permanecer na Vide para crescer e produzir fruto.

3. Desejo de andar no Espírito Gálatas 5: 16-25. Não somos robôs.

4. Reconhecimento da lei da semeadura e colheita Gálatas 6: 7,8. 

Aqui seria conveniente que a dirigente do grupo exibisse uma batata, uma espiga de milho e uma fruta para ilustrar a lição segundo a qual a espécie de semente que plantamos é a que será produzida e trará fruto.

Contraste Entre Fruto e Carne

Leia Gálatas 5: 19-21 e Colossenses 3: 5-9. Antes de estudarmos em detalhe cada um dos frutos, vejamos onde o Espírito começa sua obra em nós. 

As passagens bíblicas que acabamos de ler mencionam as diferentes atividades ou inclinações da natureza inferior — as pragas em nosso horto.

Na verificação de ambas as referências, encontramos 21 termos ou expressões que descrevem a guerra em nossa natureza.

Isto quer dizer que a obra da nossa própria natureza carnal, natural, pré-cristã, tem base ampla. 
Há mais trevas do que luz em nossa natureza. 

A lista revela mais que o dobro das obras da carne com relação ao fruto do Espírito. 

Isto poderia ser comparado ao tecido de veludo preto onde o joalheiro expõe suas jóias. 

Deus quer que reconheçamos o brilho do fruto produzido por ele; assim ele o coloca contra um fundo de grande escuridão para mostrar o contraste.

Quando examinamos essa lista, dizemos: "Não, eu não tenho problemas com sexo ilícito, orgias ou embriaguez." 

Mas examine o rol de novo. Ele contém ódio, inveja, ciúmes, discórdias, rivalidade, mau temperamento, facções. 

Se honestamente examinarmos nossa vida em face deste rol, que é que vemos? Gálatas 5: 15 pergunta: "Vós vos mordeis uns aos outros? 

Vós vos devorais uns aos outros?" Você é maliciosa? Faz pequenos comentários maldosos? 
Se isto está ocorrendo, indica insegurança: você está sempre querendo puxar o tapete de sob os pés de alguém.

Você é ciumenta? Qual é a sua reação quando outra pessoa obtém a promoção que você desejava?  

Está  sempre  preocupada  em  colocar-se  à  altura  dos  outros?  

Lembra-se  da  última discussão devido ao seu mau temperamento? 

Mais tarde você desejou não ter dito todas aquelas mesquinharias, porém elas saíram, como as penas de um travesseiro levadas pelo vento. 

Não há como recuperá-las e colocá-las de volta em seu lugar.

Dissensões

Certa vez eu tocava piano numa reunião de oração vespertina, quando ouvi um alvoroço na porta da igreja. Dois crentes discutiam aos gritos! Então um atacou o outro e arrancou-lhe da mão um molho de chaves. 

Um deles se retirou cabisbaixo; o outro entrou e participou da ' reunião. 

Meu coração parecia pedra, pois eu tinha ouvido o som de címbalo que retine (1 Coríntios 13).
Doutra feita, voltando ao lar após o culto, vi a professora da classe de senhoras entrar zangada no carro. 

Alguém a havia provocado. Nesse instante a sua filha perguntou o que teriam para o jantar. Como resposta ela deu-lhe um tapa na boca acompanhado de um irritado "Não me amolei"

Há aqueles que são bem conhecidos em suas igrejas, mas que mudam de casa sem pagar o aluguel ou as contas do armazém. Os que agem assim, embora membros de igrejas, não produzem o fruto do Espírito. 

Precisamos tornar-nos Palavra viva de Deus, sinceros e autênticos. 

Se permanecermos na Videira, Cristo será visível em nós.

A Poda Fere — e Ajuda!

O que faz o horticultor enquanto caminha de um lado para o outro, examinando o horto? Ele toma a podadeira e corta. 

Apara, apara, apara. Todas as partes mortas, todos os galhos infrutíferos, todos os ramos doentes são removidos. 

Às vezes as pilhas de galhos podados são maiores do que os que ficam.

Você já viu um roseiral depois da poda? Ou já viveu em regiões de videiras? 

A maneira como estas são "cortadas" sem misericórdia é de fazer qualquer um estremecer. 

Elas ficam tão despidas que perguntamos a nós mesmos se voltarão a viver. Mas o viticultor sabe o que faz. 

A poda cuidadosa permite que a seiva flua com mais vigor na produção do fruto.

(Corte um ramo, mostre-o à classe, e deixe-o de lado até que fique seco e sem vida. A lição prática é a de que, se não permanecermos na Videira, murcharemos e secaremos. Seremos inúteis.)

Feitiçaria. Talvez você diga que não pratica a feitiçaria, mas se suas ações são controladas por horóscopos, então você tem parte nas obras das trevas. 

Os horóscopos são contrários ao plano de Deus. Fazem parte das trevas; são ervas daninhas.

Linguagem suja e mentiras. Você ri quando alguém conta piadas impróprias? 

Ou percebe que a sua presença santifica o local de trabalho? 

As pessoas que convivem com você sabem que a sua palavra é honesta e verdadeira? 

Gosto do que disse Alguem: "Sempre digo a verdade, pois assim não tenho depois de lembrar-me do que eu disse."

Rivalidade, ciúme, facções, espírito partidário, guerra e luta. 

Essas também são obras da carne que crescem em plantações não cuidadas, vinhas negligenciadas, vidas cortadas da Videira.

Pode ser que o Viticultor, que deve ter andado desbastando pelo nosso horto durante estes estudos, nos convença do pecado e crie em nós um clima de real crescimento!

As atividades de natureza  inferior  que  causam  conflito  e  impedem  nosso  crescimento incluem:                                 
19. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,

20. Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,

21. Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. GÁLATAS 5: 19 - 21

Adultério                                 
  
Impureza sexual            
           
Impureza da mente    
              
Feitiçaria       
                             
Dissensão    
                               
Mau gênio rivalidade

Facções heresias

Inveja embriaguez

Orgias

Outras coisas desse teor

Eis uma lista de nomes que todas conhecemos. Está você nesta lista? Tentemos mudar esses nomes em outros, positivos.

Colossenses 3: 5 -11

5. Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;

6. Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência;

7. Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas.

8. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.

9. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos,

10. E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;

11. Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos.

Desejos vergonhosos

Adoração das boas coisas da vida 

Ira, 

Sensualidade  

Ódio adoração de falsos deuses  
       
Maldição

Linguagem suja ódio         
                                   
Mentira                   
             
Conservação de rancores ciúme          
                               
Preconceito racial

A serviço do Rei, Pr João Nunes Machado




Nenhum comentário:

Postar um comentário