terça-feira, 21 de abril de 2015

bençãos onde menos esperamos

TEXTO BASE GN 45: 1 – 8

INTRODUÇÃO

TEMA: BÊNÇÃOS, ONDE MENOS ESPERAMOS. 

1. ENTÃO José não se podia conter diante de todos os que estavam com ele; e clamou: Fazei sair daqui a todo o homem; e ninguém ficou com ele, quando José se deu a conhecer a seus irmãos.

2. E levantou a sua voz com choro, de maneira que os egípcios o ouviam, e a casa de Faraó o ouviu.

3. E disse José a seus irmãos: Eu sou José; vive ainda meu pai? E seus irmãos não lhe puderam responder, porque estavam pasmados diante da sua face.

4. E disse José a seus irmãos: Peço-vos, chegai-vos a mim. E chegaram-se; então disse ele: Eu sou José vosso irmão, a quem vendestes para o Egito.

5. Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós.

I. A prisão de José levou-o ao governo. Gn. 45: 1-8.

II. As perdas de Jó terminaram em bênção dobrada. Jó 42: 10-17. 

III. A blasfêmia de Golias levou Davi à honra. 1 Sm. 17: 42- 46.

IV. O espinho na carne de Paulo trouxe nova graça. 2 Co. 12: 7-9. 

V. À prisão de João seguiu-se a revelação. Ap. 1: 9 -18.

CONCLUSÃO


E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. 2 CO 12: 9

A servico do Rei, Pr João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário