quarta-feira, 22 de julho de 2015

o que a bíblia diz sobre o ódio?

TEXTO BASE 1 JOÃO 2: 9 - 11

INTRODUÇÃO

TEMA: O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE O ÓDIO?


9. Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.

10. Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo.

11. Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos. 1 João 2: 9 – 11

O ódio é um veneno que destrói de dentro para fora, produzindo amargura que corrói os nossos corações e mentes. 

É por isso que as Escrituras nos dizem para não deixarmos que uma "raiz de amargura" cresça em nossos corações (Hebreus 12: 15). 

O ódio também destrói o testemunho pessoal de um cristão porque o remove da comunhão com o Senhor e com outros crentes. 

Vamos ter o cuidado de fazer o que o Senhor aconselhou e não ter um espírito rancoroso sobre as coisas pequenas ou grandes, e o Senhor será fiel para perdoar, assim como Ele prometeu (1 João 1: 9, 2:1).

Uma senhora escreveu para um escritor de um jornal com os sentimentos feridos....  


Ela tinha sido convidada para jantar na casa do filho pela primeira vez após o casamento, e sentou-se à esquerda dele, enquanto a mãe da esposa se sentou à sua direita, contrariando as regras da etiqueta.  Ela pretendia nunca mais retornar à casa do filho.

Se eu fosse o filho, provavelmente me teria sentido culpado exatamente por essa falha de etiqueta, não porque eu pretendesse insultar minha mãe e honrar minha sogra, mas porque ignoro completamente as sutilezas das finezas sociais.

Será que nós, como cristãos, guardamos mágoa contra outras pessoas por negligências reais ou imaginárias? 
Se aquela mãe cumpre a promessa de nunca mais visitar o filho, haverá inimizade entre eles e uma fila de simpatizantes de um lado ou de outro que podem nem saber o que ocasionou a inimizade.

Dessas pequenas coisas advêm as divisões e as facções na igreja.  Paulo disse que o ódio ("inimizades" na Revista e Atualizada) é uma obra da carne.  

Barnes afirmou o seguinte a respeito da palavra ódio em seu comentário sobre 2 Coríntios e Gálatas:  

"No grego, ódios, no plural. Antipatias, falta de amor, produzindo contendas e dissensões" (p. 383).

Esta palavra é o oposto de agape (amor).  

Podemos ter algum entendimento dessa obra da carne quando entendemos o fruto do Espírito que se lhe opõe, o amor, como revela Mateus 22: 39, Romanos 3: 10 e Mateus 7:12.  
Amamos o próximo como a nós mesmos quando não causamos mal a ele e não lhe fazemos nada que ele não quer.

O ódio é vingativo, retaliatório, produzindo rancor e mágoa em relação às outras pessoas.  

Além de causar dano às outras pessoas, é prejudicial para aquele que o nutre no coração.  

Torna-o amargurado e o corrói por dentro.  Praticar essa obra da carne é possuir as qualidades que produzem inimigos.

 Podemos ter inimigos, mas eles não podem surgir por causa da nossa malfeitoria.  

Paulo disse:  "Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens" (Romanos 12: 18).

Pergunta: "O que a Bíblia diz sobre o ódio?"

Resposta: Biblicamente falando, existem aspectos positivos e negativos ao ódio. 

É aceitável odiar as coisas que Deus odeia; de fato, isso é mais uma prova de um relacionamento correto com Deus. 

"Vós que amais o SENHOR, detestai o mal" (Salmo 97: 10a). 

Na verdade, quanto mais próxima a nossa caminhada com o Senhor e quanto mais tivermos comunhão com Ele, mais conscientes seremos do pecado, tanto dentro como fora. 

Não nos lamentamos e queimamos com raiva quando o nome de Deus é difamado, quando vemos hipocrisia espiritual e a incredulidade flagrante e comportamento sem Deus? 
Quanto mais entendermos os atributos e amarmos o caráter de Deus, mais seremos semelhantes a Ele e mais odiaremos as coisas que são contrárias à Sua Palavra e natureza.

No entanto, o ódio negativo certamente tem a ver com o que é dirigido a outras pessoas. 
O Senhor menciona o ódio no Sermão da Montanha: 

"Eu, porém, vos digo que todo aquele que [sem motivo] se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento..." (Mateus 5: 22). 

O Senhor ordena que não só devemos nos conciliar com o nosso irmão antes de irmos diante dEle, mas que devemos fazê-lo rapidamente (Mateus 5: 23-26). 

O ato de assassinato em si foi certamente condenado, mas o ódio é um pecado do "coração", e qualquer pensamento ou ato odioso é um assassinato aos olhos de Deus pelo qual a justiça será exigida, talvez não nesta vida, mas no dia do julgamento. 

Tão hedionda é a posição do ódio diante de Deus que diz-se que um homem que odeia está andando na escuridão, ao contrário da luz (1 João 2: 9,11). 

A pior situação é a de um homem que continua professando a religião, mas permanece em inimizade com o seu irmão. 

As Escrituras declaram que tal pessoa é mentirosa (1 João 4: 20) e que ela pode até enganar aos homens, mas não a Deus.

Quantos crentes vivem anos fingindo por fora que está tudo bem, apenas para se encontrarem amargurados por terem nutrido inimizade (ódio) contra um irmão?

CONCLUSÃO

1. Deixe o Espirito Santo lhe ajudar a identificar quem você precisa liberar e pedir perdão.

2. Uma vez que você souber, pois o Espirito Santo vai lhe trazer a mente esta pessoa na qual você tem por ela indignação, ódio, você deverá orar buscando coragem e forças em Deus. Peça a Ele uma estratégia de aproximação, para que o problema possa ser resolvido.

3. Não deixe que as justificativas abafem a iniciativa que você tem de resolver a questão uma vez por todas.

4. Não se preocupe, se você vai ou não receber perdão da outra parte. Faça a sua parte e você terá a justificação e o perdão de Deus.

5. Ao se aproximar para tratar a questão com a pessoa envolvida, chegue com atitude de humildade e peça perdão.

6. Prepare-se para ser uma pessoa feliz e abençoada que irá sair das trevas, da escuridão para a verdadeira luz.

Amigo (a) Deus espera neste dia, que o seu coração só tenha lugar para o amor. O verdadeiro amor lança fora o medo. 

O Senhor Jesus está do seu lado em todos os momentos de sua vida, clareando o seu caminho. 

Você não precisa mais nutrir sentimentos de ódio, pois Jesus Cristo em você é mais do que vencedor. 

Ele quer que você seja uma pessoa feliz, fazendo o que é certo para fazer. 

Elimine de vez o câncer do ódio do seu coração.

Alguém que por um instante fracasse na questão das inimizades e da ira pode encontrar o perdão de Deus por meio do arrependimento, confissão, abandono, oração e perdão

A servico do Rei, Pr João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário