quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A BÍBLIA É O MAIS VALIOSO PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE – PARTE. I

TEXTO BASE 2 TM 3: 16  

INTRODUÇÃO

TEMA: A BÍBLIA É O MAIS VALIOSO PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE – PARTE. I

2 TM 3: 16 “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;”

I. A Bíblia
A palavra Bíblia, plural de “biblion”, diminutivo de “Biblos” neutro, que significava “livros” ou “livreto”, que ao seu termo vem de “Biblos”, que é propriamente a entrecasca da planta do papiro (uma cana ou junco que cresce às margens do rio Nilo (Àfrica) e outros rios do Oriente), vide Êx. 2. 3; Jó 8.11; Is 18: 2, e que cobre o material em que se escrevia. 

Do papiro se extraíam tiras, as quais eram colocadas uma às outras formando um rolo de qualquer extensão. 

Outro material usado para a escrita era o pergaminho, que vem dos tempos cristãos.

Bíblia, então, queria dizer “os livros”. 



O antigo testamento, no tempo de Jesus, já era chamado “as Escrituras”. 

Cada livro era escrito separadamente em seu rolo especial e, os das sinagogas, eram presos a duas hastes de madeira, em cada banda, desenrolando-se de uma e enrolando-se na outra a proporção em que era lida. Bíblia significa, hoje, (o Livro) – “o Livro por excelência”, “o Livro Sagrado”.

II. Os manuscritos
Manuscrito é uma palavra de origem latina, ou seja: “Manus” – mão e “scriptus” – escrito. Um documento manuscrito que dizer: 
O que foi escrito a mão. No passado, todos os documentos eram escritos ou copiados a mão; e os textos bíblicos nos foram transmitidos através dos manuscritos.

Materiais empregados.
Papiro. 

O papiro deu o nome ao papel. Da casca dessa planta (que atingia de 2 a 4 metros de altura) se faziam as folhas para os manuscritos, e estas eram de 15 a 27cm de comprimento.
Pergaminho. 

Do latim pergaminho, de Pérgamo. “Segundo Plinio, o nome pergaminho teve origem com o que aconteceu ao rei de Pérgamo, Eumenis II, em 160 aC. 

Este rei planejou formar uma biblioteca maior que a de Alexandria, no Egito.” 

O rei desse país, por inveja, proibiu a exportação de papiro para Pérgamo, obrigando Eumenis a recorrer ao processo de preparar pele para escrita. 

Isto promoveu o surgimento de um novo método de prepará-las tão aperfeiçoado que a cidade-estado deu nome ao pergaminho (2 Tm 4.13).

Outros materiais usados pelos povos antigos:
Argila – Em formas de tijolos cozidos ou não (Êx 4.1);

Ostracom – Fragmentos de cerâmica que Já não serviam para outros fins;

Bronze – Liga de cobre e estanho;

Cera – Escritas em tábuas revestidas de cera (Is 8.1; 30. 8; Lc 1. 63);

Chumbo – (Jó 19. 23,24);

Linho – Usado pelos egípcios e romanos;

Madeira;

Ouro – Há muitas descobertas de moeda e jóias com inscrições (Êx 28. 36);

Pedra – Há três notáveis pedras:

a) Rocha de Behistun (Irã) – Foi a chave para a descoberta da escrita cuneiforme (forma de cunha);

b) Pedra de Roseta – Foi a chave para decifrar os hieróglifos egipcios;

c) Pedra Moabita – Escritapor Mesa, rei de Moabe (850 aC), 2 Rs 3. 4

3. Composição da Biblia

A Bíblia compõe-se de duas partes:

1. Antigo Testamento

2. Novo Testamento

Antigo Testamento (AT) – O Antigo Testamento contém os livros sagrados dos judeus, isto é, a “coleção das Escrituras que o povo hebreu foi acumulado desde o tempo de Moisés até cerca de um século antes de Jesus Cristo”. 

Nos diversos livros dessa coleção acham-se os principais fatos históricos e outras manifestações da Cida espiritual desse povo.

A língua original do AT é o hebraico, com ligeira exceção: Ed 4. 8-8.18; 7.12-26; Jr 10.11; Dn 2. 4-7. 28, escritos em aramaico.

Três séculos antes de Cristo, o AT foi traduzido para o grego em Alexandria, autorizado pelos setenta juízes ou principais do Sinédrio (Versão dos LXX), aproximadamente no ano 275 aC. 

Foi esta versão que dividiu e sitiou os livros por assuntos, como temos hoje: Lei, Historia, Poesia,   Profecia. Citada frequentemente por Jesus.

A língua hebraica é chamada no AT de “língua de Canaã” (Is 19. 18) e “língua judaica” (Is 36. 13; 2 Rs 18, 26 =28); lê-se da direita para a esquerda, e o alfabeto compõe-se de 22 letras.

“O hebraico é uma língua que excede a todas na simplicidade e nobreza de suas formas. 

Eram escritas apenas com as consoantes; é como escrevem hoje os taquígrafos; por isso, é uma língua que obriga o leitor a pensar e ir interpretando o texto, penetrando bem o seu sentido, pois, por exemplo, três consoantes com vogais diversas, antes, no meio e depois delas, significam as coisas mais diversas. 

Os comentadores judeus da Bíblia, já séculos antes da nossa era, a fim de dar estabilidade ao texto, que reviam com cuidado, propuseram pontos, e pequenos traços em cima e embaixo das letras, indicando as vogais e as paradas em que o leitor deve respirar.

 “Os judeus tinham muito cuidado com as cópias que tiveram das suas Escrituras, as quais eram reguladas por instruções muito estritas”.

Divisão do Antigo Testamento

O AT está dividido em 39 livros, porém os judeus contavam como se fossem ora 22 ou 24, e já nos últimos séculos antes de Cristo dividiam esses 24 livros em três seções (Lc 24. 44):

Lei (Torá, Torah) (5 livros) – De Gênesis a Deuteronômio;

Profetas (Neviim) (8 livros) – Profetas antigos: 

Compreende hoje o que chamamos de livros históricos  de Josué a Ester. Profetas: 

No sentido estrito, exceptuando o livro de Daniel (que diziam ser alegórico) – Maiores: 

Isaias, Jeremias, Ezequiel – Menores (Os doze): de Oséias a Malaquias;
Escritos Sagrados (Ketuvim) (11 livros) – Livros poéticos: Salmos, Jó, Provérbios. 

Os cinco rolos (Megilloth) – Cântico dos cânticos, Rute, Lamentações, Eclesiastes e Ester. Históricos: Daniel, Esdras, Neemias e Crônicas.

A razão de 24, em vez de 39 livros, é porque são considerados um só livro cada grupo como segue: 1 e 2 Samuel; 1 e 2 Reis; 1 e 2 Crônicas, Esdras e Neemias e os doze profetas menores. 

Quando era de 22 livros, Juízes, Rute Jeremias e Lamentações eram um só livro. 

Os nossos 39 livros estão divididos em 4 classes:

1ª Lei (5 livros) – O Pentateuco, ou os cinco primeiros livros, isto é, de Gênesis a Deuteronômio.

2ª História (12 livros) – de Josué a Ester. Divide-se em quatro períodos da História de Israel.

a) Teocracia (Juízes);

b) Monarquia (Saul, Davi, Salomão);

c) Divisão do reino e cativeiro (Judá e Israel);

d) Período pós-cativeiro;

3ª Poesia (5 livros) – Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cânticos dos cânticos.

4ª Profecia (7 livros) – de Isaías a Malaquias, divididos em:

a) Profetas Maiores (Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel);

b) Profetas Menores (Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias).

Assim, o Antigo Testamento é composto de obras de autores diversos, como Moisés, que foi um príncipe e legislador; Josué, um general; Davi e Salomão, reis e poetas; Isaías, estadista e profeta; Daniel, primeiro-ministro; Zacarias e Jeremias, sacerdotes e profetas; 

Amós, homem do campo, e de variados assuntos como “legendas e poesias heróicas dos tempos primitivos, história das origens do povo israelita e desenvolvimento histórico até à volta do exílio, poemas, obras de moral e ciência, profecias, cântico de arrependimento e de louvor a Deus, leis civis, religiosas e morais, etc. 

Isso tudo reunido num só livro forma uma harmonia perfeita, incompreensível para a mente humana, mas claro para os que têm a mente de Cristo (1 Co 2.16).

Novo Testamento (NT) – O Novo Testamento contém 27 livro, e está dividido em quatro seções:

1ª Biografia (4 livros): Mateus, Marcos, Lucas e João;

2ª História (1 livro): Atos dos Apóstolos;

3ª Doutrina (21 livros): São as vinte e uma epístolas (cartas), de Romanos a Judas.

9 dirigidas a Igreja (Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Eféso, Filipenses, Colossenses, 1 Tessalonicenses e 2 Tessalonicenses).

4 dirigidas a indivíduos (1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito e Filemon).

1 dirigida aos hebreus. (Hebreus)

7 são universais (Tiago, 1 Pedro, 2 Pedro, 1 João, 2 João, 3 João e Judas).

4ª Profecia (1 livro): Apocalipse (Revelação de Jesus Cristo)

A Bíblia é o mais valioso patrimônio da humanidade

Um Forte Abraço!! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, Pr João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário