sábado, 19 de dezembro de 2015

CUIDADO COM AS AMIZADES!

TEXTO BASE 1 CORINTIOS 15; 33

INTRODUÇÃO

TEMA: CUIDADO COM AS AMIZADES!

Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes (1 Coríntios 15: 33).

Diga-me quem são os seus amigos e eu lhe direi quem és. 
Se você andar com os lobos, aprenderá a uivar. 

Entretanto, se você se associar a águias, aprenderá a voar grandes alturas.

A grande verdade é que você se torna como aqueles que se associa na intimidade – para o bem ou para o mal.

A escolha de bons amigos nos ajudará em muitos aspectos, especialmente em termos espirituais.

É muito fácil fazer uma má escolha. Pessoas que não amam a Deus e não respeitam a Sua Palavra costumeiramente nos oferecem sua amizade e, muitas vezes, parecem atrativas a nós.

É certo que, se já somos crentes em Cristo, podemos e até devemos nos relacionar com tais pessoas a fim de influenciá-las pela nossa fé e exemplo de uma vida reta. 

Jesus mesmo fez questão de ter contato com pecadores, levando a eles palavras de salvação (Lucas 15: 1; Mateus 9: 10-13). 

Porém, há grande perigo quando nos relacionamos com tais pessoas e nos envolvemos com elas sem estarmos firmados em uma fé verdadeira. 

Nesses casos, em lugar de conduzi-los a Cristo, acabamos permitindo que as suas más influências nos corrompam.

Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes (1 Coríntios 15: 33).

Veja os sete passos que Pedro tomou para a queda:


1. Presunção (Mateus 26: 33)

2. Despreocupação (Mateus 26; 40)

3. Medo de assumir a Fé (João 18:10,11)

4. Seguindo Jesus de longe (Mateus 26: 58)

5. Más associações (João 18: 18)

6. Negação aberta (João 18: 25)

7. Blasfêmia (Marcos 14: 70, 71)

CONCLUSÃO

Coloque em prática aquilo que a Bíblia ensina sobre a verdadeira amizade, atentando ao seu ensino e exemplos.

1. Escolha seus amigos com cuidado, evitando aquelas que lhe exerçam má influência para afastá-lo de Deus.

2. Valorize amigos sinceros que te ajudem e corrijam quando erra.

3. Corte amizades que prejudicam sua vida espiritual.

4. Seja fiel e de confiança, especialmente nos momentos difíceis, quando os amigos mais precisam de você.

5. Coloque sempre a Palavra de Deus como parâmetro para estabelecer suas amizades e relacionamentos.

Ao que está aflito devia o amigo mostrar compaixão, ainda ao que deixasse o temor do Todo-Poderoso (Jó 6: 14).

Nos piores momentos é que o amigo cresce e oferece o melhor de si. Nesse sentido é que a Escritura diz que ele se faz mais que um amigo, tornando-se um irmão.

Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão  (Provérbios 17: 17).

Todos nós precisamos de amigos verdadeiros que estejam ao nosso lado e nos auxiliem em certos momentos da vida.

Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante 
(Eclesiastes 4: 10).

Um Forte Abraço!! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, Pr João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário