quinta-feira, 3 de março de 2016

A ORAÇÃO TORNA TUDO MELHOR!

TEXTO BASE DN 6: 10

INTRODUÇÃO 


TEMA: A ORAÇÃO TORNA TUDO MELHOR!


DN 6: 10. Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava faze

MT 21: 22 E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis.


SL 5: 3  Pela manhã ouvirás a minha voz, ó SENHOR; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei.

Foco do Estudo:
Levar as pessoas a terem uma vida de intimidade com Deus através da oração.



O primeiro pensamento que vem às pessoas quando falamos sobre oração é: Será que Deus está me ouvindo? 


E o segundo, com certeza é: Será que serei atendido? 


Todos queremos ter sucesso em nossa oração. Mas a oração eficaz tem princípios.

Vejamos os principais:


1. É preciso se humilhar na oração, e não se exaltar (Mt 23: 14).


2. Precisamos ser sinceros diante do Senhor. Não podemos ser superficiais em nossa conversa com o Pai (Atos 5: 3-4).


3. Deve-se manter uma disciplina diária de oração.
Precisamos dar tempo de qualidade (ajustado, organizado e sistemático) para o Senhor. Isto gera intimidade com Deus. 


Lembre-se do exemplo do Senhor Jesus que se retirava para um lugar sossegado com o objetivo de orar (Mt 6: 6; Sl 25: 14).


4. Devemos sempre ser objetivos e específicos em nossa oração. Não se deve usar de vãs repetições (rezas, novenas) (Mt 6: 7).


5. Devemos sempre ter alvos de oração, propósitos que o Espírito Santo colocará em nossos corações e mentes (Fp 4: 6).


6. A oração deve ser sempre no nome do Senhor Jesus (João 14: 14).


7. A oração deve ser acompanhada de fé. Sem fé não há respostas (João 20: 29).


A importância de perseverar


Precisamos entender que o processo da oração tem níveis diferenciados.

O Senhor Jesus alerta a seus discípulos sobre isso quando diz:


"Pelo que eu vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; pois todo o que pede, recebe, e quem busca, acha, e ao que bate, abrir-se-lhe-á." (Lucas 11: 9-10)


A oração começa com o pedir, que é uma forma simples de reivindicação e envolve ideias de coisas definidas. 


O segundo nível é a busca. Esse termo sugere mais determinação.
um ato mais concentrado, que despende maior esforço. 


O pedir é um nível um tanto quanto passivo, ao passo que o buscar é ativo, algo que Deus não despreza e leva em conta. 


A nossa oração e a nossa fé devem ser sempre acompanhadas por atitudes que combinem com as mesmas.

O terceiro nível é bater, que define uma situação de resistência.
Só podemos bater em algo que se oponha entre nós e o nosso objetivo. 


Quando Jesus nos ensinou a bater, Sua intenção não era que nós vivêssemos agredindo a tudo e a todos, mas nos prevenir que haveriam determinadas situações nas quais teríamos de implementar um esforço maior para quebrarmos as resistências.

LEIA MAIS SOBRE ORAÇÃO: II Crônicas 7: 14; Mateus 6: 9-15 / Lc 5: 16, 18: 11-14; Rm 12: 12; Ef 6: 18


Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário