sábado, 3 de dezembro de 2016

O VERDADEIRO CRISTÃO E SUAS QUALIDADES ESPIRITUAIS!

TEXTO BASE I TESS 5: 14

INTRODUÇÃO 

TEMA: O VERDADEIRO CRISTÃO E SUAS QUALIDADES ESPIRITUAIS!




“Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos.” I Tessalonicenses 5: 14

Cristão é todo aquele que aceita Jesus Cristo como seu líder religioso. 

Cristão é a pessoa que adota o cristianismo como religião.

Há muitas religiões no mundo. Há pelo menos 5 grandes religiões no mundo:

1. Hinduísmo: 

Desenvolvida há centenas de anos, o hinduísmo é uma tradição religiosa que se originou no subcontinente indiano. 

Os hindus acreditam num espírito supremo cósmico, que é adorado de muitas formas, representado por divindades individuais. 

O hinduísmo é centrado sobre uma variedade de práticas que são vistos como meios de ajudar o indivíduo a experimentar a divindade que está em todas as partes, e realizar a verdadeira natureza de seu ser. 

Eles acreditam na reencarnação e outras formas de preservar a vida após a morte. Mias de 500 milhões são adeptos desta filosofia.


2. Budismo: 
Budismo é uma religião e filosofia não-teísta, abrangendo uma variedade de tradições, crenças e práticas, baseadas nos ensinamentos atribuídos a Siddhartha Gautama, mais conhecido como Buda; "O Iluminado". 

Buda viveu e desenvolveu seus ensinamentos no nordeste do subcontinente indiano, no século IV a. C. Mais de 600 milhões são adeptos do budismo.

3. Judaísmo: 

Judaísmo é uma das religiões abraâmicas, definida como a "religião, filosofia e modo de vida" do povo judeu. 

Originário da Bíblia Hebraica e explorado em textos posteriores, como o Talmud, é considerado pelos judeus religiosos como a expressão do relacionamento e da aliança desenvolvida entre Deus com os Filhos de Israel. 

Eles têm o Talmud como o livro guia.

4. Islamismo: 
Islamismo, Islão  ou Islã é uma religião abraâmica monoteísta articulada pelo Corão, um texto considerado por seus seguidores como a palavra literal de Deus, e pelos ensinamentos e exemplos normativos. 

Maomé é considerado pelos fiéis como o último profeta de Deus. 
Este é o nome de Maomé: Abū al-Qāsim Muḥammad ibn ʿAbd Allāh ibn ʿAbd al-Muṭṭalib ibn Hāshim. 

Um adepto do islamismo é chamado de muçulmano. 
A religião Islã conta com aproximadamente 2 bilhões de adeptos.

5. Cristianismo: 

🔜 O Cristianismo nasceu com Jesus Cristo e tem a Bíblia como livro inspirado e única regra de fé e prática do cristão. 

Conta atualmente com aproximadamente 2, 5 bilhões de seguidores, e é a maior religião mundial. 

Só dentro do cristianismo, de acordo com estudos, há em torno de 33 mil religiões diferentes. 

PARTE I 
No cristianismo encontramos, pelo menos, quatro tipos de cristãos: 
A) O fraco. B) O menino. 3) O carnal. 4) O espiritual.

1. O Cristão Fraco: O cristão fraco é aquele que necessita constantemente da ajuda dos irmãos mais fortes na fé. 

Este tipo de cristão não tem opinião muito bem formada a respeito da fé que professa. 

Ele pouco conhece das doutrinas que segue. 

Vive desanimado da fé e afasta-se da igreja por qualquer coisa que lhe faça.

O texto a seguir mostra claramente a existência deste tipo de crente na igreja: 

“Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos.” I Tessalonicenses 5: 14

Outras características do cristão fraco: Possui pouco conhecimento da Bíblia sagrada. 

Acha que não vai conseguir manter a sua fé. É introvertido espiritualmente. 

Fica desanimado antes de começar qualquer projeto para Deus. 

Se alguém lhe fala algo que não aprecia, fica magoado e pode não mais voltar à igreja. 

Não gosta de ajudar na igreja. 

Se recebe um cargo na sua igreja; dificilmente aceita; ou se aceita o entrega por qualquer motivo. 

Geralmente é muito orgulhoso e considera-se acima dos irmãos, e por considerar-se importante, ofende-se facilmente. 

As suas vontades pessoais, particulares e familiares estão sempre acima da vontade de Deus e da Sua igreja. 

O cristão fraco, quase sempre, depende do apoio dos mais fortes. 

Esse é o tipo de cristão que precisa ser visitado constantemente pelos irmãos. 

Fraco é aquele que facilmente fica desanimado com qualquer problema que lhe apareça em casa, no trabalho ou na igreja.

PARTE II 
2. O Cristão Menino: O cristão menino, geralmente, tem atitudes infantis diante das pessoas e coisas. 

Ele vive preocupado com aquilo que os outros possam pensar ou dizer a seu respeito.

Encontramos os seguintes textos que descrevem esse tipo de cristão: 

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.” I Coríntios 13: 11

“Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento.” I Coríntios 14: 20

Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. 

Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. 

Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5: 12-14.

Outras características do cristão menino: 

Ele precisa de ser carregado no colo, de ser adulado e paparicado, para continuar na fé. 

Ele gosta de comer apenas papinhas da bíblia, pois tem preguiça se aprofundar nos ensinamentos bíblicos ou doutrinários. 

Ele não sabe de profecias. 

Ele aprecia ouvir apenas sermões suaves e que contenha histórias. 

Geralmente não gosta de deixar os maus hábitos e comportamentos adquiridos e trazidos da vida mundana. 

O cristão menino ama ser reconhecido e aplaudido na frente dos outros. Ele está sempre sorrindo. 

Com a mesma facilidade que aceita um cargo ou responsabilidade na igreja, logo entrega as responsabilidades recebidas. 

Ele é instável emocional e espiritualmente. 

Na mesma hora que apoia os projetos da igreja, se alguém não o reconhece, ele tira o apoio, deixa de comparecer às reuniões, deixa de dar os dízimos, ofertas e de quebra pode falar mal dos irmãos e do pastor. 

Ele tem mesmo atitudes infantis diante da fé e de Deus. 

Esse tipo de cristão é psiquicamente instável e inseguro. 

Esse cristão mostra ter dois tipos de personalidade; com mesma facilidade que está na igreja cantando hinos e orando ele pode estar em uma sala de dança e dançar e beber bebidas alcoólicas. 

O cristão menino, assim como o fraco, também é um falso cristão.



PARTE III

3. O Cristão Carnal: Esse é o pior tipo de cristão que há, e é o que causa maiores danos em uma igreja. 

Ele sempre quer subjugar os outros moldando-os à sua forma de pensar e agir. 

Esse tipo de cristão coloca primeiro a sua vontade, a da família e a dos outros; e, por último e se sobrar tempo, a vontade de Deus.

Os seguintes textos mostram a existência deste tipo de crente e o seu péssimo nível espiritual: 

“As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.” Colos. 2: 23

“Estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.” Romanos 1: 29-32

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: 
Adultério, Prostituição, Impureza, Lascívia, Idolatria, Feitiçaria, Inimizades, Porfias, Emulações, Iras, Pelejas, Dissensões, Heresias, Invejas, Homicídios, Bebedices, Glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” Gálatas 5: 19-21.

Outras características do crente carnal: Geralmente o crente carnal carrega consigo alguns pecados encobertos. 

Ele até deseja melhorar, mas, não consegue porque ele gosta de continuar nos seus pecados preferidos e cultivados. 

Ele não permite o Espírito Santo atuar na sua vida! Ele coloca defeitos em irmãos da igreja  para tentar acobertar os seus pecados. 
O cristão carnal tem a capacidade de estar na igreja adorando Deus em uma momento e no outro momento ele tem a capacidade de estar em um quarto de prostituição. Sem saber ele desenvolve uma dupla personalidade. 

O carnal está sempre pronto para ralhar e dar broncas nos outros. 
Ele torna-se intolerante com ambientes fechados onde crianças, por exemplo, fazem um pouco de barulho. 

O carnal quando usa a palavra, geralmente fere e amedronta os outros. 

A igreja que tem cristãos carnais transforma-se em verdadeiro campo de batalha e provoca escândalos para os de fora, para além de prejudicar a pregação do evangelho. 

As consequências, as vezes, são trágicas pois até pessoas sinceras são desviadas de Jesus como consequência do seu mal testemunho. 

Os tipos de cristão fraco e menino não exercem uma influência tão destruidora como o cristão carnal.

Jesus disse assim: “Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar. Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem! Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno. E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno.” Mateus 18: 6-9.

PARTE IV

4. O Cristão Espiritual: Esse é o tipo de cristão que todos devemos ser. 

E a palavra de Deus mostra que é possível o crente conjugar as dificuldades da vida com o reino de Deus. 

Deus mostra-nos que podemos adquirir, ainda aqui, a natureza espiritual “divina”. Que privilégio!

“Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo.” II Pedro 1: 4. 

“Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.” I Pedro 2: 5

Viver na prática dos mesmos pecados, da vida anterior, é uma grande falta de fé no sacrifício que Jesus fez por nós. 

É também falta de comprometimento com o reino de Deus. 

Com a morte de Cristo, Ele deixou o canal de bênçãos aberto para tronarmo-nos vencedores. 

Veja este texto: Visto que temos um grande sumo-sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. 

Porque não temos um sumo-sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. 

Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Hebreus 4: 14-16.

Características do verdadeiro cristão:

1. Ele coloca Deus antes de todas as coisas e pessoas: 

Ele já experimentou que o melhor negócio da vida é ter Jesus como sócio maioritário da vida: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6: 33. 

Ele sabe que para a vida correr bem em todos os níveis, Deus deve estar antes do cônjuge, filhos, netos, trabalho, recreações, etc…

2. Ele santifica-se pela Palavra de Deus: O crente verdadeiro não consegue passar um dia sem ter contato direto com a Bíblia sagrada: “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” João 17: 17.

3. Ele leva uma vida de constante oração: “Orai sem cessar.” I Tessalonicenses 5: 17. 

O crente espiritual faz orações particulares, em família, na igreja e no trabalho missionário.

4. Ele tem prazer em estar na igreja e participar em todas as reuniões: 

Ele sabe que há bênçãos específicas nas reuniões de oração e as frequenta. 

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor.” Salmos 122: 1

“Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.” Hebreus 10: 25

5. O crente verdadeiro anuncia o evangelho com muito prazer: 

“Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho” I Coríntios 9:16

6. O verdadeiro crente, como Jesus, é humilde e manso em todas as situações: 

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens.” 

Filipenses 2: 5-7. Deus espera atitudes humildes de Seus filhos; e somente quem vive em íntima comunhão com Deus pode demostrar os atributos do Espírito. 

Veja este texto: “Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.” Tiago 4: 10

7. Ele desenvolve um espírito de sacrifício em favor das pessoas: 
“E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filip. 2: 8. 


CONCLUSÃO

Deus escolheu uma serva humilde para ser a mãe de Cristo; o lugar que Jesus nasceu foi muito humilde. 

Os primeiros visitantes foram pastores de ovelhas e cabras e o Seu pai também teve uma profissão humilde, embora digna.

Você estaria disposto de sacrificar-se ao máximo por alguém? 

Talvez por um filho que fique doente. 

Talvez para aumentar o prestígio social ou o salário. Mas e por um vizinho que necessite da sua ajuda? 

E por um estranho que bate em sua porta pedindo ajuda?

EXISTEM QUATRO TIPOS DE CRISTÃOS:

“Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos.” I Tessalonicenses 5: 14

QUE TIPO DE CRISTÃO VOCÊ ACHA QUE É?

I. MENINO

II. CARNAL

III. FRACO

IV. ESPÍRITUAL

A graça de Deus está à nossa disposição para erguer-nos do nível de pecadores e amantes do pecado para filhos vitoriosos.

Veja estes textos: “Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens.” Tito 2:11

“Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” Mateus 5: 48

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” I João 1: 9

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” I João 2: 1

Peça a Deus o poder do Espírito Santo para habitar em você para ser um verdadeiro Cristão. 

Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário