sábado, 15 de abril de 2017

CINCO ATITUDES PARA CURAR DE NOSSAS FERIDAS EMOCIONAIS!

TEXTO BASE SL 142: 1 - 7

INTRODUÇÃO

TEMA: CINCO ATITUDES PARA CURAR DE NOSSAS FERIDAS EMOCIONAIS!

1. Com a minha voz clamo ao Senhor; com a minha voz ao Senhor suplico.

2. Derramo perante ele a minha queixa; diante dele exponho a minha tribulação.

3. Quando dentro de mim esmorece o meu espírito, então tu conheces a minha vereda; no caminho em que eu ando ocultaram-me um laço.

4. Olha para a minha mão direita, e vê, pois não há quem me conheça; refúgio me faltou; ninguém se interessa por mim.

5. A ti, ó Senhor, clamei; eu disse: Tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes.

6. Atende ao meu clamor, porque estou muito abatido; livra-me dos meus perseguidores, porque são mais fortes do que eu.

7. Tira-me da prisão, para que eu louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me farás muito bem.

As experiências dolorosas que se desenvolvem ao longo de nossas vidas moldam nossas feridas emocionais. 

Estas feridas podem ser múltiplas e ocorrem de muitas maneiras:
 ⇩



1. Traição

2. Humilhação

3. Desconfiança

4. Abandono

5. Injustiça…

6. Egansdo(a)

7. Trapac iado(a)

No entanto, devemos tomar consciência delas e evitar maquiá-las, porque quanto mais tempo você esperar para curá-las, mais elas podem piorar. 

Além disso, quando somos magoados, vivemos constantemente situações que tocam a nossa dor e nos fazem colocar várias máscaras por medo de reviver o sofrimento.

Portanto, a seguir, falaremos sobre os cinco passos que precisamos dar para curar as nossas feridas emocionais:

1. Trate a sua ferida emocional como parte de si mesmo A ferida está lá. 

Você pode ou não concordar com o fato de que ela existe, mas o primeiro passo é aceitar essa possibilidade. 

De acordo com a Bíblia, curar uma ferida significa aceitá-la, observá-la cuidadosamente e saber que ter situações dolorosas a resolver é parte da experiência humana.

Não somos melhores ou piores só porque algo nos machuca. 

Construir uma blindagem é um ato heroico, um ato de amor próprio que tem muitos méritos, mas que já cumpriu a sua função.

Ou seja, você protege ambientes internos feridos, mas uma vez que a ferida está aberta e você pode percebê-la, é hora de pensar em curá-la. 

Aceitar as nossas feridas é muito benéfico, e também muito importante, pois isto irá nos ajudar a transformar a nós mesmos.

II. Aceite o fato de que você sente medo ou vergonha; faça isso para si mesmo e para os outros

A vontade e a decisão de superar as nossas feridas é o primeiro passo em direção à paciência, à compaixão e à compreensão direcionadas a nós mesmos. 

Estas qualidades irão desenvolver-se por si mesmas, e irão se estender para as outras pessoas que alimentam o nosso ser.

Às vezes nós não percebemos que nós colocamos expectativas nos outros, esperando que eles preencham todas as nossas necessidades. 

A verdade é que o nosso comportamento nos leva a anular os nossos relacionamentos e a afastar muitos de nossas vidas, causando grande desconforto pelo fato de que os outros não respondem como esperávamos.

Passos para curar nossas feridas emocionais

III. Dê-se permissão para ficar bravo com aqueles que alimentaram a sua ferida 

Quanto mais nos machucaram, mais profundas são nossas feridas, e mais normal e humano é que isto resulte em culpa e raiva para com os que nos machucaram. 


Dê-se permissão para estar zangado com eles e para perdoar a si mesmo.

Caso contrário, você direcionará todo o ressentimento em si mesmo e nos outros, e isso é como arranhar a própria ferida. 

Sentir-se culpado dificulta o perdão, e livrar-nos da culpa e do ressentimento é a única maneira de curar as nossas feridas.

Você também precisa aprender a perdoar, pois devemos aceitar que as pessoas que nos ferem, provavelmente, carregam dentro de si uma profunda tristeza. 

Nós mesmos podemos ferir os outros com as máscaras que usamos para proteger as nossas feridas.

IV. Nenhuma transformação é possível sem a aceitação da ferida
Esta ferida vai ensinar-lhe algumas coisas muito importantes, 

mas isso é difícil de aceitar porque o nosso ego cria uma barreira de proteção muito eficaz para esconder os nossos problemas.

A verdade é que, normalmente, o ego quer tomar o caminho mais fácil, mas na verdade isso complica ainda mais a nossa vida. 

Através de nossos pensamentos, nossas reflexões e das nossas ações, o ego quer simplificar as coisas, e mesmo se isso parecer muito complicado, ele vai se esforçar para conseguir.

Tentamos esconder a ferida que mais nos faz sofrer porque temos medo de encará-la de frente e reviver a nossa dor. 

Isso nos faz usar máscaras e agravar as consequências do problema que temos, pois deixamos de ser nós mesmos.

V. Dê-se tempo para ver como você se apegou a sua dor ao longo dos anos

O ideal é livrar-se dessas máscaras o mais rápido possível, sem julgamentos ou críticas, pois isso permitirá identificar como devemos tratar as nossas feridas para, assim, curá-las definitivamente.

Você pode arrancar a máscara em um dia, ou levá-la consigo durante meses ou anos. 

O ideal seria ser capaz de dizer para si mesmo: 

“Tudo bem, eu coloquei esta máscara por esse motivo, mas posso retirá-la.”

Então, você saberá que está no caminho certo, e no resto de sua viagem o seu guia será a sua inércia, que lhe permitirá sentir-se bem sem se esconder.


CONCLUSÃO

Deus tem visto o drama que talvez você tenha passado. 

Cada lágrima que verteste, quando foste abusado, quando sofreste injustiça, quando foste rejeitado, quando apanhaste. 

Deus é o Deus da vingança.

Jesus foi ferido na cabeça, no rosto, nas costas, nas mãos, nos pés, ao lado. 

Ele foi traído, rejeitado, abusado, odiado, injustiçado, e sabe qual foi a Sua reação?

Lc 23: 34: “Pai,perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.”

Jesus podia ter dito: “Pai, manda um raio de fogo do céu e mata logo essa gente toda.”

Mas, Ele disse: “Pai, eu vou ficar bem.” Esses ‘caras’ não sabem o que estão fazendo! “Perdoa-lhes, não sabem o que fazem…”

Quando Pedro lhe perguntou se devia perdoa o seu irmão 7 vezes no dia ele foi enfático em sua resposta: - não te digo 7 vezes mais 70 vezes 7 Mt 18: 21-22

Na oração do pai nosso Jesus nos ensina orar dizendo: perdoa os nossos pecados como temos perdoado aos que nos devem Lc 11: 4
Perdoar é a única forma de ficar bem; não há outro caminho. 

Olha o que acontece quando a pessoa não libera, não perdoa? Hb12: 15

Em Romanos 12: 2 - Paulo mostra como deve ser a posição do crente: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Efésios 1: 4 diz: “assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele;”.

Deus não nos chamou para vivermos com culpa ou com vergonha, com feridas. 

Deus apaga tudo isso, hoje, porque em >

IIª Coríntios 5: 17 diz: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”

https://www.youtube.com/user/joaonunesmachado/videos

Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário