sábado, 8 de abril de 2017

O CARÁTER DE CRISTO EM NÓS!

TEXTO BASE JO 15: 1 - 8

INTRODUÇÃO 

TEMA: O CARÁTER DE CRISTO EM NÓS!

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que da fruto, para que dê mais fruto. 

Vós já estais limpos pela palavra que vos tenha falado. 

Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. 
Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer. - João 15.1-5

O evangelista João ao escrever seu relatos, em sua maioria, ira nos dizer a respeito dos milagres e discursos (ensinos), realizados por Jesus, ao que me parece, teve que colocar uma virgula, pois ira nos descrever a respeito de uma parábola, apesar do texto sagrado não dizer nada a respeito de ser ou não uma parábola, a palavra pode ser explicada da seguinte forma:

“Pequena narrativa que usa alegorias para transmitir uma lição moral.”

No relato encontramos 3 alegorias:

1.Videira: Jesus

2. Lavrador: Deus

3. Ramos: Cristãos



Visto que, toda vez que nosso Mestre fazia uma comparação (parábola), provavelmente era porque ele tinha visto tal elemento ao longo de seu trajeto, porque assim ficaria mais fácil a compreensão de seus ensinamentos, então para melhor entendermos precisamos analisar de forma rápida o plano de fundo da passagem e também o porquê de sua fala.

Jesus acabara de realizar a sua última ceia (Mt 16. 17-30) 

Canta um hino (Mt 26. 30), e sai a caminho do monte das Oliveiras aonde viria a ser entregue por Judas.

Porém, entre a saída do cenáculo da última ceia e o monte das Oliveiras, ele começa uma série de ensinamentos aos seus discípulos descritos nos capítulos 14 á 17 do evangelho escrito por João.

Possivelmente, vê uma videira no meio do caminho e diz: “Eu sou a videira verdadeira”. 

Interessante, que ao dizer isto não estava acusando aquela “pobre coitada” videira na sua frente de ser falsa, muito pelo contrário, falava com seus apóstolos, que são judeus por natureza, e os judeus conhecia uma videira “falsa”, que não teve a capacidade de produzir frutos.

“Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas?” (Is 5. 4).

Porque a vinha do SENHOR dos Exércitos é a casa de Israel… (Is 5.7).

A casa de Israel, era a videira que não tinha dado certo, era ela que Jesus ao declarar: 

“Eu sou a videira verdadeira”, fazia com que seus apóstolos entendessem que se a “antiga videira” não deu certo, agora a nova, a verdadeira videira, não teria de forma alguma falhas.

A vinha do SENHOR dos Exércitos no antigo testamento, não foi capaz de produzir uvas boas, más o que consigo perceber é que para ter uvas boas, não é uma função apenas do ramo fazer isto, muito pelo contrário a “vida” que a raiz produz para o ramo que é suficiente para produzir uvas boas. 

Israel, não foi capaz de transmitir “vida” para seus ramos, o que acarretou em uvas bravas, más, a videira verdadeira ele veio já nos mostrando uma de suas missões, “Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância” (Jo 10.10), a videira que é Jesus não deixa jamais seus ramos trabalharem sozinho, ela produz vida para ele conseguirem produzir frutos. 

Porque ele é o que opera tudo em todos:

1. Jo 6.35 - Ele declara: Eu sou o Pão da Vida.

2. Jo 8.12 - Ele afirma: Eu sou a Luz do mundo.

3. Jo 10.9 - Ele conclui: Eu sou a Porta do aprisco.

4. Jo 10.14 - Ele diz: Eu sou o Bom Pastor.

5. Jo 11. 25 - Ele deixa esperança: Eu sou a Ressurreição.

6. Jo 14. 6 - Ele ensina: Eu sou o Caminho, Verdade e Vida.

E agora a Videira Verdadeira.

Jesus Cristo, sempre foi tudo em todos. E você, em qual videira esta ligado(a)?

“Deus quer produzir frutos em nós”. 

As varas que dão frutos são as mais podadas, porque assim estarão sempre produzindo.

Qual o propósito do tratamento de Deus?


I.TRANSFORMAR O CRENTE À IMAGEM DE CRISTO

1 Co 3:18 - “E todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Espírito do Senhor”.

TRANSFORMAR - Gr. Mudança completa de um formato em outro.

Ex: (processo de transformação da lagarta em borboleta).

O cristão também deve passar por transformação a cada dia.


II. LIMPAR TODA SUJEIRA

Is. 1: 25 – Deus quer nos tornar puros. 

Nós somos como o metal, preparados para o uso. 

Toda sujeira e sobras são trazidas à superfície para serem lançadas fora. 

Nestes últimos dias, Deus está removendo todas as escórias dos seus líderes, pois Ele quer o desenvolvimento do caráter em seus filhos.


III. QUER LIMPAR AS NOSSAS VESTES.

Em Ml 3: 2 diz que o Senhor Jesus é como fogo dos ourives e como sabão dos lavadeiros.

Ele sabe como nos lavar (bater) sem nos machucar sabe limpar as nossas vestes.


IV. PREPARAR VASOS PARA SERVI-LO

2 Tm 2: 19-20

(O barro na mão do oleiro)

Deus quer que sejamos vasos de honra.

Judas – foi um vaso para desonra.

Nós devemos expor desde cedo as nossas falhas a Deus, para sermos tratados e curados assim seremos vasos de honra.


V. QUER TRAZER CRESCIMENTO ÀS NOSSAS VIDAS

Em Is. 54: 2...”Amplia o espaço de tua tenda.’” Deus quer ampliar a capacidade de cada um de nós, a capacidade de liderar a Sua Casa, a sua célula, a fim de receber mais do Senhor.

Em Is. 60: 5 - diz que o coração da pessoa pode ser dilatado a fim de que seu depósito espiritual também aumente.

Deus tem interesse em expandir o nosso ministério para darmos frutos. 


VI. QUER NOS LEVAR A UMA BUSCA INTENSA

O calor das batalhas é para aproximarmos mais de Deus. 

Os tratamentos são para motivar o homem a se voltar para Deus como a sua única força. 

Um líder deve aprender a buscar a Deus em tempos difíceis, para poder ajudar outros. 

É a experiência que nos capacita a conduzir outros.


VII. QUER MAIS DO SEU ESPÍRITO EM NOSSAS VIDAS

Ser cheio do Espírito é uma ordem. Ef. 5: 18b

Colheita da uva – como é feita – a semente não pode ser esmagada
Deus é o pisador das uvas que somos nós. 

Ele deseja nos ver cheios, então nos aperta. 

O processo é duro, doloroso, mas Ele sabe como fazer, para não nos tornarmos amargos. 

O Pai não deseja líderes amargos. 

Ele quer ver Seu Espírito fluindo através de nós.

Conclusão

O seu crescimento interior se manifestará no seu crescimento exterior.

Dependa de Jesus e do Espírito Santo, em todas as áreas de sua vida.

Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário