sábado, 15 de julho de 2017

CRISTO, MEDIADOR DE UMA MELHOR ALIANÇA!

TEXTO BASE JR 34: 18 – 19 / Gn 15: 1- 18 

INTRODUÇÃO

TEMA: CRISTO, MEDIADOR DE UMA MELHOR ALIANÇA!

18. Entregarei os homens que traspassaram o meu pacto, e não cumpriram as palavras do pacto que fizeram diante de mim com o bezerro que dividiram em duas partes, passando pelo meio das duas porções-

19. os príncipes de Judá, os príncipes de Jerusalém, os eunucos, os sacerdotes, e todo o povo da terra, os mesmos que passaram pelo meio das porções do bezerro,

O que é uma aliança, após isso demonstre que o ministério celestial de Jesus é superior ao ministério terreno do sacerdócio do AT, pela simples razão de que ele encontra-se firmado numa superior aliança

I° O QUE É UMA ALIANÇA

Uma aliança é um pacto ou concerto. É um contrato ou acordo entre duas partes. 

No Velho Testamento o vocábulo aliança (bereth) deriva uma raiz que significa "cortar" e conseqüentemente uma aliança é um "corte com derramamento de sangue", isto é, aliança de sangue, em que "uma pessoa dá tudo o que tem e outra o recebe". 

Nesse tipo de aliança a pessoa faz tudo sozinho, representando as duas partes. 

No oriente fazia-se pactos cortando-se animais em duas partes, e as partes contratantes passavam entre elas, acordando então a aliança Gn 15:1= 18, Jr 34: 18,19. 

A palavra correspondente no Novo Testamento é o grego (diatheke), que geralmente constam nas traduções como "testamento".


OITO ALIANÇAS ENTRE DEUS E OS HOMENS:




Deus fez oito grandes promessas, sendo duas delas "incondicionais": 

Aliança Abraãmica e  a "Nova Aliança".

1° ALIANÇA EDÊNICA: Condicionou a vida do homem no estado de inocência G 1: 28

2° ALIANÇA COM ADÃO: Condicionou a vida do homem decaído, oferecendo a promessa de um redentor Gn 3: 14=21

3° ALIANÇA COM NOÉ: Estabeleceu o princípio do governo humano e assegurou a continuação da vida sobre o planeta Gn 9:1=17.

4° ALIANÇA COM ABRAÃO: "Em ti serão abençoadas todas as nações da Terra"(Gn 12: 3)

Deu início à nação israelita e concedeu-lhe a terra da Palestina Gn 12:1 = 3.

5° ALIANÇA COM MOISÉS: "Então tomou Moisés aquele sangue, e espargiu-o sobre o povo, e disse: Eis aqui o sangue da aliança que o SENHOR tem feito convosco sobre todas estas palavras." (Êx 24: 8) 

A aliança mosaica, que foi chamada "a lei", expôs e proibiu o pecado, serviu de "condutor" dos homens levando-os a Cristo Ex: 

19 =32. Também revelou Deus à semente de Abraão, serviu também para conter a transgressão em Israel


II° PROPÓSITOS DA ALIANÇA:

1° Fazer de Israel uma propriedade peculiar - Ex 19: 5,

2° Fazer de Israel um reino de sacerdotes - Ex 19: 6

3ª Fazer de Israel uma nação santa - Ex 19: 6

4° Cura divina - Ex 15: 26


6° ALIANÇA PALESTÍNICA:

Assegura a restauração e a conversão final de Israel Lc 26, Dt 28:1 à 30: 3.

7ª ALIANÇA COM DAVI:

Promete o trono de Israel à posteridade de Davi, promessa que se cumprirá em Cristo, o "Filho de Davi" II Sm 7:16; I Cr 17: 7; Sl 89: 27; Lc 1: 32=33.

8° A NOVA ALIANÇA:

Assegura a transformação espiritual de Israel e de todos que crêem em Cristo, tornando-os aceitáveis a Deus.

A RELAÇÃO DA NOVA ALIANÇA COM AS PRÉVIAS

A finalidade de todas as alianças sempre foi servir de bênção para a humanidade. 

A Nova Aliança é chamada de "aliança eterna" (Is 61: 8; Jr 32: 40 e Ez 16: 60), 

Pois sem dúvida as suas provisões já estavam no coração de Deus antes da fundação do mundo. 

A Nova Aliança cumpre a Aliança Adâmica, acrescendo vários detalhes. 

A aliança com Abraão também encontra a sua explanação, expansão e um quase completo cumprimento na Nova Aliança Gl 3: 6-9,14. 

As maravilhosas promessas feitas a Israel sob a Aliança Mosaica tornaram-se agora extensivas aos crentes de todas as nações.


CONCLUSÃO

A nova aliança é interior em vez de exterior, isto é, a ênfase está no que Deus fará em nós e não em nosso desempenho. 

Bibliografia: 

HENRICHSEN, Walter A. - Depois do sacrifício - Estudo prático da carta aos Hebreus, Editora Vida, 170 p; São Paulo, 1996 

OLSON, Lawrence N. - O Plano Divino através dos séculos, CPAD, Rio de Janeiro,1981, 187 p. 

CALVINO, João - Hebreus, Edições Paracletos, 402 p, São Paulo, 1997 

Nos Dias Atuais as Pessoas Têm Que Guardar as Leis do Velho Testamento?

Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário