segunda-feira, 26 de novembro de 2012

negócios mal realizados=2013


TEXTO BASICO PV 11: 26

INTRODUÇÃO

TEMA: NEGÓCIOS MAL FEITOS=XVII

a) Compra ou venda feita sem orar a Deus;
b) Contratos assinados sem o conhecimento de causa.
c) Receber cheque de terceiros.
Na venda de um bem, produto ou serviço se deve ter o cuidado de receber cheque de terceiros.
d) Não emprestar cheques para terceiros.
Nunca empreste seu talonário de cheques para outras pessoas, isso poderá causar o encerramento de sua conta no banco e lhe causar muitos problemas com o SPC ou SERASA.
e) Assinar como Avalista. O avalista é o segundo comprador, é aquele que assina juntamente com o comprador, é o comprador solidário: (SE ELE NÃO PAGAR A CONTA, EU PAGO!!!!!).
f) Prov. 11:15 - Decerto sofrerá prejuízo aquele que fica por fiador do estranho; mas o que aborrece a fiança estará seguro. Prov. 11: 26 - Não estejas entre os que se comprometem, que ficam por fiadores de dívidas.
g) Três Passos Importante para serem considerados antes da compra:




1 – Eu preciso da compra desse bem? (ou serviço)????
Talvez eu nem precise!!!!!
2 – Tem que ser agora????
Talvez eu possa esperar um pouco!!!!
3 – Eu tenho recursos para isso????
Talvez eu nem tenha recursos!!!!
OBS: Se as três forem afirmativas mesmo!!!!então prossiga.
8 – FINANCIAMENTOS
a) Contrair financiamento junto a Bancos sem observar a forma de correção, juros, etc., oferecendo até a sua própria casa em garantia.
b) Evitar contrair financiamentos com correção pelo Dólar, Tr, Inpc, ou outro indexador, uma vez que o crescimento da atividade econômica nem sempre acompanha o crescimento da prestação.
c) O ideal é que se faça financiamento com prestação “FIXA”, ou prestações decrescentes pois facilita o planejamento.

d) Assinatura de c contratos que ofereçam bens como garantia (carros, casas, terrenos) deve ser feito sempre orientado por um especialista na área.
e) Muitos crentes hoje estão em grandes lutas por causa de negócios feitos sem consultar o Pastor os advogados, contadores, administradores de nossa Igreja.
Não conseguem chegar à Igreja e ajoelhar-se para orar, porque o pensamento está nos negócios mal feitos e como os resolver.

Ficam doentes, intolerantes, nervosos em casa, no trabalho e na igreja.
Que Deus venha nos guardar, nos orientar, nos proteger para que nada façamos sem a sua direção; que sejamos realmente dependentes seus e que sua vontade em nossas vidas seja realizada.  
Amém. Ev. João Carlos Qüint Tel (48) 3248=5979

REFERÊNCIAS
Sá, Antônio Lopes de, 1927
Dicionário de Contabilidade
8a Edição - São Paulo: Atlas, 1990
Sanvicente, Antônio Zoratto, 1946
Administração Financeira
3a Edição – São Paulo: Atlas, 1987
Bíblia Sagrada
Auto Ajuda Através da Bíblia
Versão do Software 2.1
O. S. Boyer
Pequena Enciclopédia Bíblicae  Site web.
João Carlos Qüint, casado, 55 anos é formado em Ciências Contábeis pela UFSC, Pós Graduado em Qualidade em Serviços Contábeis pela UNISUL, formado em Teologia pela EETAD, atualmente cursando Pós-Graduação Lato Sensu em Teologia, Bíblia e Missão na Faculdade Luterana de Teologia núcleo de Florianópolis. Trabalhou nas áreas administrativo-financeira e orçamento da FECOMÉRCIO/SESC/SENAC-SC por mais de 34 anos.
É evangelista integrado na CIADESCP e CGADB. É casado com Sônia e tem dois filhos Caroline, Advogada e Ruben, Engº. de Computação.
Adabitação=  pelo Pr. João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário