sábado, 10 de novembro de 2012

sexo no casamento



TEXTO BASE 1° TES 5: 23

INTRODUÇÃO

TEMA: O SEXO NO CASAMENTO= II

Um dos fatores que mais tem atrapalhado o relacionamento de casais é a falta de um sexo sadio e que satisfaça os cônjuges. 

Algumas pesquisas mostram que muitas mulheres nunca chegaram ao orgasmo e se sentem usadas pelos parceiros. Pesquisas mostram que muitos homens têm buscado prazer fora do casamento, pois não tem conseguido se realizar com o seu cônjuge.
Como agir? Que princípios devo adotar para que o meu relacionamento sexual com minha esposa seja uma bênção?






I° Entender que o sexo deve ser praticado somente depois do casamento

A Bíblia é clara quando diz que o homem deverá deixar seu pai e sua mãe para se unir a sua mulher, para que depois tornem-se uma só carne. 

Quando desrespeitamos preceitos bíblicos estamos enfadados a enfrentar problemas futuros em nosso relacionamento conjugal e sexual. 

A Palavra do Senhor fala que Amon filho de Davi toma sua irmã Tamar a força (apenas por parte de pai) para uma relação sexual antes do casamento e isto trouxe-lhe grandes problemas (algo que a cultura permitia), a sua atitude o levou à morte. 

A Bíblia diz que somos o templo do Espírito Santo e como templo Dele não podemos nos dar o luxo de práticas sexuais ilícitas que contaminarão a Sua morada. Logo, preciso me manter em santidade para o momento exato em que Deus colocará diante de mim o meu cônjuge.1: CO 3: 16 =17

II: O sexo no casamento tem que ser diferente do praticado pelo mundo
 

Mas como assim pastor? Vai fazer alguma coisa diferente? Em partes sim. 

Eu pergunto a você: Como o mundo vê o sexo? Certamente como um momento de prazer pessoal, onde alcançarei a minha satisfação. 

Conosco também é assim. 

Buscamos também o prazer e satisfação, só que se não almejarmos isto para o nosso cônjuge, seremos egoístas e tentaremos apenas obter o nosso prazer (como o mundo faz). 

Isto é ignorância, pois torna o outro apenas um instrumento usado para minha satisfação. 

E sejamos francos, você suportaria apenas ser usado por alguém que deseja o seu próprio prazer? Por quanto tempo?

III° O sexo no casamento tem o padrão Bíblico


Analise o livro de Cantares de Salomão e observe o que ele fala de seu relacionamento com a sua amada. 

No fim do livro tem até algumas expressões picantes. 

Os mais santos podem dizer: “blasfêmia”, “isto é um absurdo”!!!
Quem pode determinar o que podemos ou não fazer em nossos relacionamentos é a Palavra do Senhor e a ação do Espírito Santo que impregnará em nós atitudes de santidade dentro de nossa relação sexual. 

O irmão “fulano” não pode ditar regras para meu relacionamento com meu cônjuge. 

O pastor “tal” não é dono da razão e não pode definir o que eu posso ou não fazer. 

Sabe, norteie-se pela Palavra do Senhor e seja feliz.

Quanto ouvi dos mais antigos: “precisa apagar a luz”, “o marido não pode ver a esposa nua e vice-versa, é pecado”; “precisa pudor”, “sexo só para procriação” e blá-blá-blá, blá-blá-blá e blá-blá-blá. 

Precisamos ser sábios e ver que costumes antigos não servem para nossas vidas. 

Não quero dizer que não há referências boas, pelo contrário, há muitas coisas boas, mas costumes que não tem base bíblica não posso simplesmente aceitar.

IV° As orgias e prostituições mundanas não servem para nossos casamentos

Já tratamos casos de crentes que traziam filmes pornográficos para se excitarem e excitarem suas esposas e então praticarem o sexo. 

Já vi maridos e esposas que usaram de revistas pornográficas, fotos em “sites”, vídeos na internet, etc; para terem incentivo na relação sexual com seu cônjuge.

Quantas aberrações são trazidas para dentro de nossas casas e para o nosso leito. 

Sabe meu querido, isto atrai maldições e mais, pode despertar no outro, ou em você mesmo a incapacidade de se relacionar sexualmente com seu cônjuge pelo amor que você tem por ele (a), necessitando de algo externo para que isto aconteça. Isto é pecado.

V° Como agir então

Sabe precisamos entender sempre que o padrão sexual definido pelo casal precisa ter aquiescência de ambos e precisa estar centrado na Palavra do Senhor. 

Quando tiver uma relação com meu cônjuge devo me perguntar: 

Será que Deus aprova o que estamos fazendo? 

Será que há temor no meu coração e não tenho sido incomodado pelo Espírito Santo que tem me dito que isto é impuro? 

Se as respostas forem positivas, este é o padrão que preciso estabelecer para minha vida e meu casamento. 

Caso contrário, preciso de ajuda que pode vir da Palavra, do próprio Espírito Santo ou de homens conhecedores da vontade do Senhor (pastores ou líderes maduros).

Falar de sexo na Igreja muitas vezes tem sido tabu, mas quero que entenda que muitos casais são infelizes em seus relacionamentos sexuais simplesmente porque ninguém os ensina ou porque foram ensinados de forma errada. Aprenda com o Senhor.

Seja feliz e se realize com o seu cônjuge.

Abraços

 A  Serviço do rei Pr. João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário