sexta-feira, 22 de março de 2013

ISRAEL O RELÓGIO DE DEUS!


TEXTO BASE JR 32: 15

INTRODUÇÃO 


TEMA: ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS 


"Pois assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Ainda se comprarão casas, e campos, e vinhas nesta terra".



Querer entender as profecias bíblicas sem conhecer a história de Israel é tempo perdido.
São duas as chaves para a compreensão de todas as profecias:
\
Israel e o Messias.

É inacreditável como as pessoas adoram estudar e divulgar as chamadas “profecias de Nostradamus” (cheias de jogos de palavras que podem significar qualquer coisa), e rejeitam as profecias da Bíblia (que, muitas vezes, até usam uma linguagem clara e direta).
Qual a razão disso? É simples.



As profecias de Nostradamus não exigem nenhum compromisso moral, enquanto que as predições bíblicas exigem que a Humanidade tome uma decisão, ao mesmo tempo em que mostram as conseqüências de se tomar uma decisão errada e de se viver uma vida alheia às coisas espirituais.


Por outro lado, é incrível como nenhuma profecia de Nostradamus cita Israel e nenhuma faz referência à Segunda Vinda de Cristo (justamente os dois assuntos centrais das profecias bíblicas).


É claro que, falar do fim do mundo pode até assustar, mas não leva ninguém a refletir na sua vida moral e espiritual (afinal, se Deus não existe, por que se preocupar com acertos de contas na eternidade?).


Porém, quando se toca no tema SEGUNDA VINDA DE CRISTO, toca-se também nas questões relacionadas à nossa vida moral e espiritual, levando-nos à inevitável indagação: 

Será que estou preparado para o encontro com Jesus?

Há uma forma muito simples de se medir nossa espiritualidade.
Ao sabermos que Jesus está para voltar, nossos corações se alegram ou se abalam de medo?

As respostas que dermos à essa pergunta revelará se estamos preparados ou não.

Israel é como um relógio que mostra quanto tempo falta para o Retorno de Cristo.

É o país mais contraditório e mais comentado do mundo. 

Por que? São tantas as perguntas: 

01 - Por que justamente a terra onde Jesus nasceu e viveu é palco diário de violência e massacres?


02 - Por que grande parte do mundo acredita que Jesus é o Salvador enviado por Deus, mas justamente os judeus – irmãos de sangue de Jesus – até hoje aguardam outro salvador?

03 - Se os judeus são o Povo Escolhido, por que Deus permitiu que Adolf Hitler assassinasse 6 milhões deles?

04 - Por que todas as grandes nações e organizações mundiais (Rússia, China, União Européia, ONU, e a superpotência Estados Unidos) têm se preocupado com os conflitos entre Israel e o povo árabe, se em outras partes do planeta há massacres ainda mais violentos (Serra Leoa, Somália, Chechênia, etc.)?


05 - Por que Israel, um país tão pequeno (menor que Sergipe, o menor Estado do Brasil) tira o sono das grandes potências e até do Vaticano?


06 - Por que é que Israel, sendo tão pequeno (os árabes são 640 vezes maiores) enfrentou 6 guerras deste sua Restauração Nacional em 1948 (em muitas delas atacado até de surpresa pelas nações árabes), e venceu todas? Somente em uma (Guerra do Golfo em 1991), teve ajuda direta dos Estados Unidos.


07 - Por que as nações tremem de medo da pequena potência nuclear Israel?

Como se vê, Israel é um país de contradições que só podem ser explicadas pelas profecias da Bíblia.

É o único povo cuja história foi escrita antecipadamente.
Em resumo, há centenas de profecias sobre o futuro de Israel e do mundo. Vejamos a seguir a síntese de algumas delas.

De acordo com as claras profecias bíblicas... 


I. O POVO DE ISRAEL IRIA REJEITAR O SALVADOR DO MUNDO, ENVIADO POR DEUS – Deuteronômio 32.15; Jeremias 5.12; Isaias 53.3.


II. POR ESSA RAZÃO SERIAM EXPULSOS DE SUA TERRA – Levítico 26.33; Deuteronômio 29.64.


III. JERUSALÉM, SUA CIDADE SAGRADA, SERIA 
DESTRUIDA E DADA A OUTROS POVOS – Lucas 21.24.


IV. SERIAM ESPALHADOS POR ENTRE AS NAÇÕES DO MUNDO TODO – Deuteronômio, capítulo 28 – Os judeus vagaram durante quase 2000 anos em quase todos os paises do mundo.


V. SERIAM PERSEGUIDOS, MALTRATADOS, INJURIADOS, ZOMBADOS – Deuteronômio 28. Os livros de História são perfeitas testemunhas disso.


VI. VAGARIAM COMO VAGABUNDOS DE NAÇÃO PARA NAÇÃO – Oséias 9.17.


VII. SERIAM FORÇADOS A ADORAR OUTROS DEUSES E SERIAM FORÇADOS A SE CONVERTER A OUTRAS RELIGIÕES – Deuteronômio 28.64. 

Durante a Idade Média (período da Inquisição, milhares de judeus foram torturados e forçados a se converter ao Cristianismo).


VIII. PERECERIAM DE FOME, FRIO E PESTES – Deuteronômio 28.27,35,48; 32.24;  


IX. SERIAM ANGUSTIADOS DE DIA E DE NOITE, SEM SOSSEGO EM SUAS ALMAS –  Deuteronômio 28.65-67.


X. A ANGÚSTIA SERIA TÃO GRANDE QUE CLAMARIAM PELA MORTE – Jeremias 8.3. Por exemplo, no histórico massacre de Massada, entre os anos 66 e 73 d.C, os judeus preferiram se matar do que viver como escravos nas mãos dos romanos.



XI. SERIAM BARBARAMENTE ASSASSINADOS PELAS NAÇÕES “CRISTÃS”, AS QUAIS SE DEFENDERIAM DIZENDO ESTAR PRESTANDO UM SERVIÇO A DEUS:

Os sacerdotes “cristãos” corruptos da Idade Média prometiam bênçãos especiais a quem matasse um judeu, e diziam:

“CULPA NENHUMA TEREMOS, PORQUE ELES PECARAM CONTRA DEUS”.

Por incrível que pareça essas mesmas palavras foram profetizadas por Jeremias (cap. 50: 7).

Mas Deus disse que castigará todos aqueles que amaldiçoarem os judeus (Gênesis 12:).

É matemático: Todas as nações que já tentaram destruir os judeus desapareceram da terra ou ficaram sem expressão.

Deus também disse que abençoaria aqueles que abençoassem os judeus (Gênesis 12 e Salmo 122).

Essa é uma das razões da grandeza dos Estados Unidos (que sempre esteve ao lado de Israel – desde o inicio).


XII. SERIAM DIZIMADOS PELOS INIMIGOS TÃO VIOLENTAMENTE QUE RESTARIAM POUCOS EM NÚMEROS – Deuteronômio 4.27; 28.62.


XIII. SEUS CORPOS SERIAM EXPOSTOS AO SOL, EM GRANDE QUANTIDADE, QUE O MUNDO FICARIA ABALADO AO VÊ-LOS

Jeremias 24: 9; Deuteronômio 28: 25= 26 – Durante o Holocausto na II Guerra Mundial, o mundo testemunhou o genocídio da nação judaica, com o terrível saldo de 6.000.000 de mortos.

Nunca se viu coisa parecida entre os outros povos.


XIV. ESTA DISPERSÃO DURARIA QUASE 2000 ANOS:

 Os profetas disseram que depois de “dois dias” Israel renasceria espiritualmente, após seu renascimento nacional! (Oséias 6: 1-3); nas profecias um dia para Deus é como 1000 anos e 1000 anos como um dia


(II Pedro 3: 8). Hoje, 2000 anos depois dos dias da Primeira Vinda de Cristo, Israel já renasceu como nação e cresce cada vez mais.
Só falta agora sua restauração espiritual, que acontecerá no Retorno de Cristo.


XV. OS PROFETAS DISSERAM MUITAS VEZES QUE NOS ÚLTIMOS DIAS DA HISTÓRIA DEUS TIRARIA OS JUDEUS DE ENTRE TODAS AS NAÇÕES, OS CONGREGARIA DE TODAS AS EXTREMIDADES DA TERRA, E OS TRARIA DE VOLTA À SUA PÁTRIA:

Há mais profecias falando do Retorno de Israel do que da sua Dispersão.

E não são profecias enigmáticas como as do falso profeta francês Nostradamus, cujas palavras podem significar qualquer coisa.

As profecias bíblicas sobre Israel são tão claras que até um louco é capaz de entendê-las.

Alguns exemplos:

“E vos tomarei dentre as nações, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra.” (Ezequiel 36: 24).

“Portanto profetiza, e dize-lhes:

Assim diz o Senhor DEUS:

“Eis que eu abrirei os vossos sepulcros, e vos farei subir das vossas sepulturas, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel.” (Ezequiel 37: 12).

“Eis que os trarei da terra do norte, e os congregarei das extremidades da terra; entre os quais haverá cegos e aleijados, grávidas e as de parto juntamente; em grande congregação voltarão para aqui.” (Jeremias 31: 8).

“Vive o SENHOR, que fez subir os filhos de Israel da terra do norte, e de todas as terras para onde os tinha lançado; porque eu os farei voltar à sua terra, a qual dei a seus pais.” (Jeremias 16: 15)


XVI. UM DETALHE INTERESSANTE É QUE OS PROFETAS DISSERAM QUE ISRAEL RENASCERIA COMO NAÇÃO NUM ÚNICO DIA! – E SERIA UM FATO IMPRESSIONANTE PARA AS NAÇÕES – (Isaias 66: 8):

 Isso realmente aconteceu no dia 29 de novembro de 1947, na mesa da ONU, numa reunião liderada pelo então Secretário Geral, Oswald Aranha, um brasileiro.

No ano seguinte, 14 de maio de 1948, foi proclamada a Independência do novo Estado de Israel – um cumprimento espetacular da profecia!

XVII. MAS OS PROFETAS TAMBÉM DISSERAM QUE:

1. OS INIMIGOS DOS JUDEUS TENTARIAM ARRANCÁ-LOS NOVAMENTE DE SUA TERRA – E QUE DEUS NUNCA MAIS PERMITIRIA TAL COISA! – Amós 9.13-14.


2. ELES RESISTIRIAM HEROICAMENTE E SEUS INIMIGOS TREMERIAM DE ESPANTO DIANTE DE SUA LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA – Isaias 19.16-17.


3. SERIAM ODIADOS FURIOSAMENTE PELOS SEUS VIZINHOS ÁRABES, E PELAS NAÇÕES MUNDIAIS – Salmo 2; Salmo 83.


Em Amós 9: 14= 15, Deus diz sobre Israel:

“PLANTÁ-LOS-EI NA SUA TERRA, E, DESSA TERRA QUE LHES DEI, JÁ NÃO SERÃO ARRANCADOS, DIZ O SENHOR TEU DEUS”.


Desde 1948 até agora têm sido infrutíferas todas as tentativas de se expulsar Israel de sua terra.


Eles enfrentaram 6 grandes guerras (1948, 1956, 1967, 1973, 1982 e 1991), e continuam lá.

Levando-se em consideração a superioridade militar dos árabes, é difícil acreditar que Israel tenha vencido todas essas guerras sem a ajuda de Deus.

Na verdade, os profetas disseram que Deus haveria de lutar por Israel no final dos tempos.

As duas piores guerras, que quase destruíram Israel foram as de 1967 (Guerra dos 6 dias) e 1973 (Guerra do Yom Kippur).

Em todas Israel sempre foi atacado primeiro; em 1973 foram até pegos de surpresa (pois era o dia da Expiação,Yom Kippur), 

quando até mesmo os soldados deixam as armas e vão jejuar.
Veja só o resultado:

1° Guerra de 1967 – nos 6 dias da guerra morreram 10.000 egípcios, 15.000 jordanianos e milhares de sírios, iraquianos e combatentes de outros países.


Somente o Egito perdeu 400 aviões, 600 tanques e milhares de peças de artilharia, munições, armas leves e veículos, superando o valor de um bilhão e meio de dólares.


Em toda a guerra, apenas 700 soldados judeus perderam a vida.  
E Israel ainda reconquistou Jerusalém que estava há 2.500 anos em mãos estrangeiras.
Coincidência? Sorte?  Não! Foi o cumprimento de Amós 9: 15:

“...DESSA TERRA QUE LHES DEI, JÁ NÃO SERÃO ARRANCADOS, DIZ O SENHOR TEU DEUS.”


2° Guerra de 1973 – Segundo cálculos do Instituto Estratégico Internacional, sediado em Londres, egípcios e sírios perderam nesta guerra o total de 22.000 homens, tendo o Egito 15.000 mortos e 45.000 feridos, e a Síria 7.000 mortos e 21.000 feridos.  

Israel teve 2.812 mortos e 7.500 feridos.

No livro de Números (capítulo 24: 18) diz: “ISRAEL FARÁ PROEZAS”.


XVIII. SUA TERRA, DEVASTADA PELAS GUERRAS, SERIA RESTAURADA DE TAL FORMA QUE SERIA COMPARADA AO JARDIM DO ÉDEN – Ezequiel 36; Isaias 27.


XIX. ATÉ MESMO O DESERTO SERIA COBERTO DE FLORES – Isaias 35:

Atualmente Israel tem exportado tantas flores para o resto do mundo que tem deixado muita gente boquiaberta, pois há 100 anos aquela terra era um deserto, e não servia para cultivar nada.


XX. VÁRIAS PROFECIAS SOBRE O RETORNO DE ISRAEL ALERTAVAM QUE:


1. AS NAÇÕES DO NORTE TENTARIAM IMPEDÍ-LOS DE RETORNAR À SUA TERRA – (Isaias 43: 6).


2. SERIAM PROIBIDOS DE SAIR DO PAÍS ONDE SE ENCONTRAVAM COMO ESTRANGEIROS – (Jeremias 50: 33-34).


3. MAS DEUS HAVERIA DE FORÇAR AS NAÇÕES A ENTREGAR O SEU POVO – (Isaias 49: 22-26).


4. AS NAÇÕES QUE SE RECUSASSEM DEIXÁ-LOS SAIR, SOFRERIAM DURAS CRISES – (Isaias 49).

5. ELES VOLTARIAM PARA CASA, VOANDO EM ASAS DE ÁGUIA:


 (= O que seria isto senão uma referência clara ao retorno de muitos judeus em grandes aviões, como de fato aconteceu?) – (Isaias 60: 8: Oséias 11: 10-11).


f) Há várias profecias dizendo que as nações situadas ao Norte de Israel (Síria, Rússia e demais paises do extinto Bloco Soviético) tentariam impedir de todas formas o retorno dos judeus, mas Deus mesmo forçaria essas nações – Pouca gente sabe, mas a maior razão para a queda da Cortina de Ferro Comunista em 1991 foi para que os judeus (presos na União Soviética) pudessem retornar para a terra de Israel.

E mais de 300.000 deles retornaram entre os anos 1990 a 1992. 

Foi incrível ver o noticiário internacional mostrando a chegada de centenas de milhares de judeus ao Aeroporto Ben Gurion, em Israel.


XXI. MUITAS PROFECIAS DÃO DESTAQUE ESPECIAL A CIDADE DE JERUSALÉM, DIZENDO QUE ELA VOLTARIA PARA AS MÃOS DOS JUDEUS, DEPOIS DE MILÊNIOS EM MÃOS INIMIGAS (Zacarias 12 e 14) – Isso aconteceu em Junho de 1967, na Guerra dos 6 Dias.


XX. OS PROFETAS TAMBÉM DISSERAM QUE HAVERIA GUERRAS NO ORIENTE MÉDIO ATÉ O DIA DA VOLTA DE JESUS (Daniel 9.26) – E QUE TODAS AS GUERRAS ESTARIAM RELACIONADAS COM ISRAEL!:


A Guerra do Golfo em 1991 e a recente invasão americana ao Iraque estão entre as profecias mais claras da Bíblia.

1. O profeta Isaias advertiu que as nações invadiriam a terra de Babilônia perto do Dia do Senhor (= Retorno de Cristo);

2. Jeremias, capítulos 50 e 51 descreve cenas dramáticas e violentas na terra da antiga Babilônia, que haveriam de acontecer no TEMPO EM QUE ISRAEL ESTIVESSE DE VOLTA À SUA TERRA, OU SEJA, NOS NOSSOS DIAS! Quem é que pode negar isso?


XXIIII. OUTRAS PROFECIAS SOBRE ISRAEL E O ORIENTE MÉDIO AFIRMAM CLARAMENTE QUE:


1. NAS GUERRAS TRAVADAS NO ORIENTE MÉDIO, UM SÓ JUDEU DESTRUIRIA MAIS DE DEZ INIMIGOS DE UMA SÓ VEZ – Levitico 26: 8;


2. A PEQUENA NAÇÃO ISRAELITA SERIA UMA NAÇÃO FORTE, RICA E PODEROSA – Isaias 60: 61, etc.


c) SERIAM ALVOS DE ATAQUES TERRORISTAS E ÓDIO DO MUNDO INTEIRO – Zacarias 12 e 14.

3. SERIAM O CENTRO DO NOTICIÁRIO INTERNACIONAL – Jeremias 30; Zacarias 12; Salmo 83.


4. SUA AGRICULTURA E TECNOLOGIA SERIAM DAS MAIS AVANÇADAS E DESENVOLVIDAS DO MUNDO (Isaias 60: 61, 62, etc.)

Atualmente, cientistas europeus e até chineses viajam constantemente à Israel para conhecer a criatividade dos cientistas israelenses.


XXIV. ISRAEL É UM DESAFIO PARA OS ATEUS:


 Você sabia que Deus colocou um desafio na Bíblia, dirigido especialmente para os ateus?

Ele disse que se alguém quiser destruir Israel terá de destruir o sistema solar primeiro.

Em outras palavras, no capítulo 31 de Jeremias Deus diz que ISRAEL SÓ DEIXARÁ DE EXISTIR QUANDO TODAS AS LEIS QUE REGEM O UNIVERSO FALHAREM.

E disse mais: QUE NO DIA QUE ALGUÉM CONSEGUIR MEDIR TODA A EXTENSAO DOS CÉUS E TODOS OS FUNDAMENTOS DA TERRA, ELE IRÁ DESISTIR DE ISRAEL! Isso quer dizer: NUNCA!!!

Dessas profecias concluímos o seguinte: Se algum terrorista maluco ou uma nação nuclear conseguir lançar uma bomba atômica sobre Israel e apagar o vestígio daquela nação no Oriente Médio, estará provando para o mundo todo que Deus não existe!

E se existe, mentiu; e se mentiu, não deve ser mais levado a sério.


XXV. ISRAEL – NA MIRA DE SATANÁS! - Você sabia que a pessoa que mais deseja exterminar Israel é Satanás? 

Ele sabe que se destruir Israel, conseguirá, no mínimo, um EMPATE COM DEUS.


Por isso tem tentado durante milênios, usando pessoas, reis e nações. 

Vejamos alguns exemplos históricos incontestáveis:

1. No antigo Egito, o Faraó tentou exterminar a nação israelita – mas todos sabem o resultado dessa idéia.

2. Senaqueribe (rei da Assíria) levou milhares de judeus para o Cativeiro, mas a nação sobreviveu mais uma vez.

3. Nabucodonosor (rei da Babilônia) levou milhares de judeus para o cativeiro, mas seu reino acabou e Israel continua existindo.

4. “Hamã (Ministro da Pérsia, nos tempos da rainha Ester), fez o rei Assuero assinar um decreto para a eliminação de todos os judeus – mas o tiro saiu pela culatra, Hamã e seus filhos foram enforcados e os judeus é que exterminaram os seus inimigos – uma vitória tão fantástica que eles comemoram até hoje, todos os anos, na Festa do Purim, que acontece entre os meses de Fevereiro e Março”.


5. Antíoco Epifânio, rei da Síria, invadiu Jerusalém, inundou suas ruas com o sangue dos judeus, mas terminou atingido por uma morte horrível – historiadores dizem que ele morreu comido por vermes que saiam de seu ventre. É perigoso lutar contra os judeus!

6. Herodes – Perseguiu muitos judeus e tentou dominá-los, mas seu reinado foi por água abaixo e os judeus continuam existindo.

7. O Império Romano assassinou os judeus, usando todas as formas de torturas conhecidas. Mas Roma caiu e Israel continua existindo!

8. O Vaticano, por meio da Inquisição na Idade Média, forçou os judeus a se converterem ao Catolicismo, exterminou comunidades inteiras em toda a Europa, mas os judeus estão aí e os dias do Vaticano estão contados! De acordo com as profecias, o poder religioso de Roma sofrerá uma destruição repentina e dramática.

9. Hitler e os nazistas tentaram estabelecer um novo reino na terra. Hitler dizia que seu reino duraria mil anos. Mas foi mexer com os judeus e seu reino não durou 10 anos.

10. Os árabes, desde 1948, tentam eliminar Israel, mas Israel cresce a cada dia.

11. As nações em geral – De acordo com os profetas, um dia Satanás irá seduzir todas as nações e as lançará contra Israel – Mas o resultado já foi decretado por Deus em vários versículos bíblicos – por exemplo, veja o capítulo 14 de Zacarias!
Está ou não está bem claro que há um terrível poder do mal tentando acabar com os judeus?
A Bíblia chama esse poder de Satanás!


XXVI. ISRAEL, JERUSALÉM E A TEOLOGIA 7:

 Estudamos anteriormente que Deus determinou 70 x 7 semanas (de anos) para a restauração final do Seu povo.

Vejamos agora, os planos numérico-proféticos envolvidos na Restauração Política de Israel e Jerusalém.

Jeremias 39, 52 e outras referências bíblicas revelam a data exata em que Jerusalém foi cercada pelo exército de Nabucodonosor no ano 586 a.C. (Dia 10 do 10.º mês do ano 9.º do reinado de Zedequias), e a data em que ela foi invadida (Dia 9 do 4.º mês do ano 11.º de Zedequias). Isso mostra claramente que antes da sua destruição, Jerusalém permaneceu exatamente 539 dias cercada pelo exército babilônico.

E isto é exatamente 77 x 7. Uma contagem perfeita.

b) Após a Ascensão de Jesus, Jerusalém ainda permaneceu de pé durante 40 anos.

Mas no ano 70 da Era Cristã (uma data bem determinada pela História), os romanos, comandados pelo general Tito, invadiram Jerusalém, derrubando o Santo Templo, e assassinando mais de um milhão de judeus. 

Começou o período da desolação completa de Israel.

7. Somente no período 1947-1948 é que aconteceu a Restauração Política de Israel – isso foi depois de 1878 anos, e esse número não é um múltiplo de 7.

Isso significa que a Restauração de Israel em 1948 estava incompleta, pois os judeus ainda não tinham o controle total de Jerusalém.

Israel sem Jerusalém não pode existir.

Jerusalém é o coração da nação judaica, assim como o Templo é o coração de Jerusalém.

8. Qual o número que revela a imperfeição das coisas? O número 6, é claro.

Estudamos e comprovamos anteriormente que 6 é o homem incompleto, sem Deus, da mesma forma que os 6 dias da semana sem o 7.º indicam uma semana incompleta.

Agora, nessa luz, tudo se torna claro, e percebemos mais uma vez a perfeição da profecia.

Quantos anos se passaram desde a destruição de Jerusalém pelos romanos e a Independência política de Israel? 1878 anos! 

Ora, 1878 não é múltiplo de 7, mas de 6; é 6 x 313! Isso é incontestável!


11. É bom notar que os algarismos de 313 formam o número 7.
Aqui, temos mais uma compreensão dos mistérios numéricos.

 Quando 7 e 6 se encontram, isto significa CONFLITO.


XXVII. NÚMEROS EM GUERRA:

 Estudamos anteriormente que o número 6 na Bíblia representa o homem sem Deus, e o 7 representa o homem com Deus.

Quando o homem sem Deus (6) se junta com o homem de Deus (7) isto gera conflito.

É a carne (6) contra o Espírito (7). 

Geralmente, na Bíblia, onde aparece o número 7 aparece também o 6, sempre envolvendo guerra.

Na carta do apóstolo Paulo aos Gálatas é mostrado o conflito entre o espírito e a carne (a pior das lutas, pois acontece dentro do coração do homem).

O espírito do homem quer as coisas do céu, mas a carne impele para os desejos pecaminosos.

Paulo mostra o contraste entre o fruto do Espírito e as obras da carne, e aconselha que o homem de Deus ANDE EM ESPÍRITO, PARA NÃO SATISFAZER OS DESEJOS CARNAIS (Gálatas 5.16).


2. O que pode acontecer quando se junta a perfeição (7) com a imperfeição (6)?

Resposta: GUERRA! Quando um homem convertido (7) anda ao lado de um não convertido (6), isto gera conflito, pois nenhum aceita o estilo de vida do outro; ambos pertencem a reinos diferentes.

E quando juntamos o número 6 com o número 7, podemos ter dois resultados: 6 + 7 = 13 ou 6 x 7 = 42.

3. O número 42 aparece na Bíblia especialmente ligado a CONFLITOS:

Ele é citado 8 vezes na Bíblia e sempre envolvendo provação, destruição, conflito.

Aparece DUAS vezes no Apocalipse: 1.º - no capítulo 13, onde diz que a Besta (= um futuro ditador mundial) perseguirá o povo de Deus durante 42 meses; 2.º - no capítulo 11, onde diz que os gentios (= nações pagãs) pisarão a cidade santa (=Jerusalém) durante 42 meses.

4. O povo de Israel foi provado por Deus desde que saiu do Egito até a Terra Prometida e tiveram de acampar 42 vezes em 42 lugares diferentes. Cada acampamento traz uma lição para o crescimento espiritual do Cristão na terra (ainda nesta série iremos estudar essas 42 estações).

5. Já o número 13 (6 + 7) é o número da REBELIÃO - Esse número aparece pela primeira vez na Bíblia ao lado do verbo “REBELAR” (Gênesis 14.4) e a partir daí sempre traz essa idéia.          
6. O 13 aparece 6 vezes no livro de Ester, relacionado à tentativa de extermínio dos judeus pelo diabólico Hamã; a ordem para matar os judeus foi dada no dia 13 do 1.º mês; e os  judeus se livraram dos seus inimigos no dia 13 do 12.º mês.

7. O número 13 não é citado nenhuma vez no texto do Novo Testamento; No Apocalipse, são citados 13 inimigos do povo de Deus; 10 reis + duas bestas + um dragão (a trindade satânica + os 10 chifres da Besta); Na criação do Novo Estado de Israel em 1948, 13 nações votaram contra; O Diabo é chamado de Dragão 13 vezes no Novo Testamento.

8. De acordo com a Gematria (sistema usados pelos povos antigos, em que eram atribuídos valores numéricos às letras), os vários nomes, títulos e expressões relacionadas a Satanás na Bíblia estão ligadas ao número 13.

Satanás, em hebraico = 364 (13 x 28)

Diabo e Satanás" ( Apocalipse 12.9, em grego = 2197 (13 x 13 x 13);   
     
A expressão "que se chama ), que aparece em = 975 (13 x 75) = (Dragão, em grego)

Ophis), isto é, serpente, em grego = 780 (13 x 60)

Tentador (em grego) = 1053 (13 x 81)

"theerion," (Besta) = 247 (13 x 19.•     
   
 "A imagem da Besta" = 1482 (13 x 114)

"A marca da Besta" = 2483 (13 x 191)

 "MISTÉRIO, BABILONIA, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA” (Título profético da Igreja anticristã, que apoiará o Anticristo, em Apocalipse 17) Valor em grego = 8138 (13 x 626).


XXVIII. RETORNANDO PARA JERUSALÉM - Repetindo:

 Israel foi restaurado politicamente em 1948, ou seja, 1878 anos depois de sua expulsão pelos romanos. 1878 é 313 x 6.

Faltava ainda o controle sobre Jerusalém, o coração de Israel. 
Somente em 1967 isto aconteceu.

Nisso vemos mais uma vez a perfeição das profecias.

Foi no 6.º mês do ano de 1967, quando Israel foi atacado novamente pelos árabes, liderados pelo Egito.

1° A guerra durou 6 dias (de 5 a 10 de junho).

E exatamente no dia 7, Israel alcançou sua maior vitória:

RECONQUISTOU A PARTE ORIENTAL DE JERUSALÉM (a chamada parte antiga).

2° A partir daí, JERUSALÉM INTEIRA voltou para as mãos de Israel! Observe as muitas aparições dos números 6 e 7 como que selando o conflito profético.

Agora, a restauração política de Israel estava completa. Quando aconteceu isso mesmo?

Em 1967, ou seja, exatamente 1897 anos depois. E 1897 é 271 x 7, um cálculo perfeito.

As profecias indicam que, quando Israel reconquistasse Jerusalém, chegaria ao fim o tempo das Nações.\

Como Jerusalém é a bomba-relógio do Apocalipse, é bastante claro que a contagem regressiva começou em 07 de junho de 1967.

3° Os números 7 e 14 e a relação com a Restauração de Israel - A Independência de Israel aconteceu em 14 de maio de 1948; Já a Restauração de Jerusalém ocorreu em 07 de Junho de 1967.

4. Observe o que acontece se somarmos a data da Independência de Israel: 14 + 05 + 1948 = 1967 (= ano da restauração de Jerusalém).

E se fizermos a mesma coisa com a data da reconquista de Jerusalém pelos judeus: 07 + 06 + 1967 = 1980.

Em 30 de Junho de 1980, Jerusalém foi declarada a capital eterna e indivisível de Israel – a chamada Lei de Jerusalém.

5. No dia 07 de Junho de 1967 Israel recuperou Jerusalém, na Guerra dos 6 dias; exatamente 14 (2 x 7) anos depois, em 07 de Junho de 1981, Israel destruiu o reator nuclear iraquiano, que Saddam Hussein estava preparando para lançar contra Jerusalém.


CONCLUSÃO

ISRAEL É O RELÓGIO DE DEUS!

E O FUTURO? Os profetas descrevem não somente a situação atual, mas principalmente O QUE AINDA IRÁ ACONTECER NO ORIENTE MÉDIO ENVOLVENDO ISRAEL.

Em resumo, a crise árabe-israelense se tornará tão insuportável que nenhum líder mundial conseguirá mais ter paz até o dia em que se levantará no centro da Europa um grande líder, inteligente e carismático, que inaugurará uma Nova Ordem Mundial, mas que irá levar o planeta à ÚLTIMA GRANDE GUERRA – ARMAGEDOM. Analisaremos isto nos estudos seguintes.

Um Forte Abraço! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, PR João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário