quinta-feira, 25 de abril de 2013

as quatro decisão de ló


TEXTO BASE GN 12: 1 = 3 

INTRODUÇÃO 

TEMA: AS QUATRO DECISÕES DE LÓ I=IV


PROPÓSITO: Levar as pessoas a tomarem decisões corretas e abandonar tudo por Cristo.
TESE: As conseqüências de decidir errado.
A vida é a arte das escolhas, dos sonhos, dos desafios e da ação=I
Os caminhos da vida são feitos de decisões e escolhas.
O primeiro princípio para tomar boas decisões é conseguir observar todos os fatos.
O segundo princípio para tomar boas decisões é manter a mente aberta a novas ideias.
A Bíblia diz em Provérbios 18: 15 “O coração do entendido adquire conhecimento; e o ouvido dos sábios busca conhecimento.”
O terceiro princípio para tomar boas decisões é ouvir ambos lados da história.
A Bíblia diz em Provérbios 18: 17 “O que primeiro começa o seu pleito parece justo; até que vem o outro e o examina.”



Se tem dificuldade em tomar decisões, Deus lhe ajudará.
A Bíblia diz em Tiago 1: 5 = 8 “Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não censura, e ser-lhe-á dada.
Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento.
“Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa, homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos.”
Confie em Deus e não em si mesmo quando necessite direcção.
A Bíblia diz em Provérbios 3: 4 = 6
“Assim acharás favor e bom entendimento à vista de Deus e dos homens.
Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.
“Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.”
A oração ajuda o processo de tomar decisões. Jesus usou este método antes de escolher os discípulos.
A Bíblia diz em Lucas 6: 12 “Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar; e passou a noite toda em oração a Deus.”
É importante ter humildade quando pedimos a Deus para nos ajudar a tomar boas decisões.
A Bíblia diz em Salmos 25: 9 “Guia os mansos no que é reto, e lhes ensina o seu caminho.”
Saber tomar decisões é o segredo da vida cristã produtiva, por que através delas nós determinamos nossa vida, não importando se essas sejam sobre coisas relevantes, ou assuntos corriqueiros.
Existem as decisões do dia a dia como, comer, dormir, estudar, brincar, amar, etc., porém há outras que decidem para sempre nosso destino, contribuindo para nossa tristeza ou felicidade.
Decidir com quem se casar, qual curso fazer, e a que tipo de deus serviremos.
Vamos falar hoje sobre alguém que teve que tomar algumas decisões importantes em sua vida, e veremos as conseqüências de cada uma.
Estaremos falando sobre Ló, por que? Por vemos que o caminho percorrido por este personagem e as decisões por ele tomadas, se parece em muito com as decisões principais que todo cristão deve tomar.
Ló ficou órfão aparentemente quando ainda muito jovem, pois a Bíblia cita que seu avô era ainda vivo quando seu pai faleceu, foi então criado pelo avô e os tios (Gn 11: 27,28,31 ).
 Era oportunista, curioso, buscava facilidades e aventuras, era ambicioso, (isto se notará no decorrer de suas decisões.
A ser viso do rei Pr. João Nunes Machado


TEXTO BASE GN 12: 4

INTRODUÇÃO

TEMA: 1o DECISÃO: FAZER OU NÃO PARTE DO POVO DE DEUS= I :

1° Deus chamou Abraão com o intuito de estabelecer um povo especial, proporcionando-lhes benção, Ló decidiu seguir o tio, a Bíblia diz que “Ló foi com ele”, decidindo assim fazer parte do povo de Deus.

2° De todos os parentes do Abraão, tão somente Ló e sua família estiveram dispostos a prosseguir para a terra prometida.
Pedro se refere a ele como o "justo Ló" (2° Ped. 2: 7, 8).
Seu desejo de obedecer a Deus, como o havia feito seu tio, dispô-lo para compartilhar, no momento ao menos, as penalidades da viagem e as incertezas de um futuro arriscado.

3° Está foi uma decisão correta, a de fazer parte de um povo especial, que pode ser aceitar a Cristo e o Batismo, muitos não tem a coragem de Ló, ele aceitou seguir um povo, sem saber para onde ia, mas sabia que estavam sendo guiados por Deus.

4° Cada um de nós tomou a decisão de seguir a Deus.
Ao nos batizarmos, mostramos publicamente que desejamos fazer parte do povo de Deus.
5° O fato de nos batizarmos e aceitarmos o verdadeiro Deus, não nos garante a salvação.
Esta é a primeira decisão que devemos tomar, mas não é a última.
Ló decidiu seguir a Deus, saiu com seu tio Abraão em busca da promessa de que Deus havia feito a Abraão.

6° ILUSTRAR: Como foi o seu batismo? Você se lembra?
Você estudou a bíblia e conheceu o verdadeiro Deus e tomou a decisão de segui-lo.
Você fez um pacto com Ele. Esta foi sua primeira decisão.
Mas continuamos a história de Ló e vemos outras decisões que ele teve que tomar.

II - A 2O DECISÃO: ESCOLHER ENTRE AS FACILIDADES LONGE DE DEUS OU AS DIFICULDADES DE SEU LADO: Gn 13: 9,10
1° Uma crise fez os peregrinos descerem ao Egito, e ao retornarem de lá tanto Abraão quando Ló estavam ricos
(Gn 13: 1 =9), e por causa das brigas entre os pastores, foi sugerida uma separação;
2° Quanto a bíblia se refere a Abraão como rico ela quer dizer que ele era um homem milionário.
Ló tinha muitos bens mas não era tão rico como o tio. A terra não podia suportar tanto gado e rebanhos pastando.
Por isso os empregados de Abraão e de Ló brigavam por espaço.
Ao Abraão ver esta situação procurou logo a Ló e disse para que separassem para evitar mais confusões.
2°Abraão deixou que ló escolhesse para onde ir.
3° Ló podia escolher entre um monte áspero e as planícies, que eram como o jardim de Deus  Gn 13: 10E)  
Ló tem que tomar uma nova decisão. Ir para as planícies, um lugar fácil e bonito, ou para o monte, um lugar difícil e feio.
4° Montes na Bíblia quase sempre simbolizam a morada de Deus ou de deuses, e sobre eles aconteceram grandes fatos relacionados a Deus, como os seguintes:    
Abraão oferece Isaque em sacrifício (Gn 22: 14)      
Os 10 mandamentos foram revelados sobre um monte (Ex 19: )      
Deus pediu para ser servido sobre um monte (Gn 3: 12)      
Montes são um exemplo de paz (Sl 22.3)      
Ao buscar salvação o salmista olhava para eles (Sl 121: 1)      
A vida de Jesus teve grandes acontecimentos sobre os montes, como a tentação, o sermão do monte, a transfiguração, a morte e a ascensão;  
Apocalipse revela que a cidade Santa descerá sobre o monte das Oliveiras.
5° Quando decidiu pelas facilidades das Campinas, Ló decidiu pelas facilidades do mundo, pois é nas Campinas que estavam instaladas Sodoma e Gomorra, o símbolo do pecado;
6°  Ló escolheu baseado nas aparências
I° Todo cristão passa por esta decisão, que pode ser a oferta de um emprego que ira ferir princípios, um namoro, negócios, e outras coisas que nos afastam de Deus, a Segunda decisão de Ló foi errada.
7° Quantas vezes estamos querendo as coisas fáceis da vida.
O filho pródigo quis uma vida fácil.
Ás vezes porque alguém nos magoou ficamos irritados e até brigamos com Deus por isso.
Quando uma pessoa escolhe trabalhar em um lugar onde ela terá que trabalhar no sábado ela escolhe as facilidades. “Vou passar fome se não trabalhar”.
8ª Que decisão você precisa tomar hoje?
O que tem sido mais importante na sua vida que o tem afastado de Deus?L)    
Ló escolheu as facilidades. Temos que escolher a Deus.
A ser viso do rei PR. João Nunes Machado

TEXTO BASE GN 19: 17=20 

INTRODUÇÃO 

TEMA: 3o DECISÃO: ASSIM NÃO SENHOR= III

1° Ló chega a cidade de Sodoma e começa instalar seu comércio lá e pouco a pouco ele se estabelece naquela cidade.
2° Deus envia anjos a Sodoma para retirar a Ló e sua família.
A cidade estava tão corrompida que ao os anjos entrarem na casa de Ló todos os homens da cidade desde o mais novo ao mais velho foram até a casa de Ló pedir para que ele os entregassem para que eles pudessem ter relações com eles.
3° Ló vivia no meio de uma cidade totalmente corrompida.
Se voltarmos um pouco na bíblia vamos ver em GN18:23, 24 que Abraão intercedeu por Ló.
Abraão sabia que Sodoma era uma cidade pecadora e podemos dizer que Ló ao decidir ir para Sodoma sabia o tipo de lugar para onde ia morar.
4° Abraão mais parece um chato com Deus.
Primeiro ele pede que se tivesse 50 justos para Deus não destruir a cidade.
Depois 45, 40, 30, 20 e 10. Na realidade Abraão queria dizer a Deus se ele destruiria a Ló seu sobrinho.E)     A cidade seria destruída, Deus lhe ofereceu nova chance e o convidou para subir o monte como única chance de se salvar (Gn 19.17);
5° Mesmo sendo avisado pessoalmente por Deus, Ló parecia não acreditar que aconteceria algo, sua relutância em deixar a cidade nos mostra o quanto o ser humano se apega ao pecado;
6° Mesmo sabendo que a única saída para se salvar eram os montes (enfatizar que só existiria salvação para Ló sobre os montes), ele argumenta com Deus, e pede para continuar no erro (19.18-20);
7° Em vez de cooperar com o plano de Deus para a preservação de sua vida, Ló abusou da grande misericórdia de Deus.
I° Assim somos nós, muitas vezes sabemos que erramos, mas queremos justificá-los por que estamos amarrados com o erro. Ló tomou uma decisão errada argumentando estar certo.
8° O que você precisa para tomar a quarta decisão?
Não devemos fazer como Ló. Deus disse era para Ló subir o monte, mas Ló quis fazer do seu jeito.
“Assim não senhor”K)    Jesus venceu as tentações sempre afirmando está escrito.
9° Muitos de nós lemos e temos certeza do que Deus nos pede para que façamos, mas não fazemos como Jesus, Está escrito, queremos argumentar sobre a vontade de Deus.
10° Ló então, não subiu para o monte, ele foi para a cidade de Zoar.
O fato de Ló ter ido para Zoar foi porque Zoar era uma cidade bonita como Sodoma.
11°  Muitas vezes só trocamos de nome o nosso problema.

12°  ILUSTRAÇÃO: Do jovem Paulo (nome fictício), que decidiu pela busca de dinheiro fácil no garimpo e se perdeu Seu retorno aos caminhos de Deus foi problemática.
Alcoólatra, revoltado, não conseguia voltar. Deus enviou missionários para tirá-lo das planícies.
Hoje ele é um Adventista fiel. Ele tomou a quarta decisão.
A ser viso do rei PR. João Nunes Machado
35 conselhos para tomar decisões PV 11: 14
 "Quando não há sábia direção, o povo cai, mas na multidão de conselheiros há sabedoria ".
"Sem diretrizes a nação cai; o que salva é ter muitos conselheiros. "- NVI
1. Não tome decisões sem buscar o conselho de Deus (Jer 16: 12 / Prov 19: 20, 21).
2. Na dúvida, não tome decisões precipitadas (Provérbios 18: 12 =13).
3. No momento crucial da decisão, se não tiver como adiá-la para um momento de maior convicção, tenha um mínimo de bom senso e opte pela forma mais tradicional, mais humilde, mais amorosa, mais misericordiosa, mais graciosa, mais modesta - mais cristã (Provérbios 15: 21 = 24).
4. Cuidado com os conselhos que distorcem os valores do Reino de Deus (Jeremias 17: 5 = 9).
5. Pense. Ore. Pense.
6. Que princípios da Bíblia podem nortear sua decisão?
7. Peça a Deus para lhe trazer à memória textos da Bíblia, estudos, mensagens e conselhos de homens e mulheres de Deus que possam auxiliar no processo de reflexão e tomada de decisões.
8. Cuidado com as experiências, sejam da Bíblia ou de outros crentes e até de não-crentes, busque princípios e não os fatos.
9. Analise os acontecimentos a sua volta - as circunstâncias também podem te direcionar, mas, cuidado, nem sempre uma porta aberta quer dizer sim e nem sempre um porta fechada quer dizer não.
10. Compartilhe seu problema com várias pessoas diferentes e veja qual seria a ação ou reação delas mediante duas ou três possibilidades de escolhas diferentes (Provérbios 24: 5 =6).
11. Converse com irmãos e irmãs em Cristo e com seus líderes espirituais sobre seu problema.
12. Na oração importa muito mais o que Deus fala do que o que você fala.
13. Muitas vezes Deus fala através do silêncio.
14. Em suas reflexões tome cuidado para não deixar seu coração enganar você.
15. A tradição pode nos ajudar muito no tempo de decisão. Via de regra só vá de encontro a ela se tiver uma orientação clara a esse respeito.
16. Tome decisões para cima, nunca para baixo, a não ser que tenha uma orientação bem clara a esse respeito.
17. Cuidado com suas convicções, elas podem estar te mantendo em uma zona de conforto.
18. Não comece a praticar e a decidir às pressas com todas as sugestões e dicas que as pessoas passam pra você; cuidado com as atitudes precipitadas.
19. Ouça ou relembre as orientações dos seu pais e dos mais velhos e mais experientes.
20. Para questões técnicas, busque orientação técnica, profissional e responsável.
21. Tenha um mentor com quem tenha encontros periódicos de orientação para a vida.
22. Na dúvida continue fazendo a última coisa que Deus mandou você fazer.
23. A dúvida pode revelar que você está precisando estreitar mais o seu relacionamento com Deus.
24. Leia o livro dos Provérbios na Bíblia, ele tem vários Princípios para a vida.
25. Na sua realidade, como Jesus faria, o que escolheria, qual seria a decisão dele?
26. Embora encontre uma resposta para a pergunta acima, vale lembrar que é na multidão de conselheiros que se encontra a sabedoria e que o temor do Senhor é o Princípio da sabedoria.
Não esqueça, o seu coração é enganoso.
27. Faça uma revisão da sua trajetória de vida e veja alguns marcos espirituais que Deus estabeleceu.
Os marcos espirituais indicam como Deus age na sua vida e como quer que você reaja.
28. Trave uma batalha imaginária entre a carne e o Espírito, o homem velho e o homem novo, a velha natureza e a nova natureza que estão dentro de você.
A velha e a nova natureza têm propósitos contrários.
Isso indica como Deus quer que você aja.
29. Alerta. Quando ouvimos muitas vozes, muitas delas se parecem com a voz de Deus.
"Em meio a tantos sonhos absurdos e conversas inúteis, tenha o temor de Deus (Eclesiastes 5: 7).
30. O maior de todos os medos é o medo de ter medo e depois é o medo de tomar uma decisão errada e se arrepender.
31. Pior do que a situação acima é se arrepender de não ter tomado uma decisão.
32. Geralmente, o pior momento para tomar uma decisão é o momento em que você tem que tomar uma decisão.
33. Se a sua decisão pode ser tomada fora da pressão e da ansiedade do tempo da decisão, é melhor deixá-la para depois.
34. Mas, se isso não for possível, não tomar a decisão ou postergar a decisão por si só já é uma decisão e nem sempre isso uma melhora sua situação.
35. Decida.  
A ser viso do rei PR. João Nunes Machado

TEXTO BASE GN 19: 30 

INTRODUÇÃO 

TEMA: 4o DECISÃO: A HUMILDADE PARA SUBIR O MONTE= IV 

1° “Apenas pouco tempo habitou Ló em Zoar.
“A iniqüidade prevalecia ali como em Sodoma, e ele temeu ficar pelo receio de ser destruído... Ló encaminhou-se para as montanhas e habitou em uma caverna, despojado de tudo aquilo por amor de que ousará sujeitar sua família as influencias de uma cidade ímpia” (Patriarcas e Profetas, pag. 167,168).
 2° Velho, cansado, sem riquezas, Ló que rejeitou o monte por tanto tempo, agora resolve subi-lo, porém agora se vê um Ló humilde, simples, que se preocupa antes com sua salvação eterna do que com os prazeres do mundo; porem as decisões tardias tem suas conseqüências, Ló perdeu esposa, casa, rebanhos, dignidade, e quase a própria vida.
3° A última decisão de Ló foi correta e em tempo, está deve ser nossa decisão, devemos escolher ficar do lado de Deus não importando as dificuldades, porém isto deve ser feito o quanto antes.

CONCLUSÃO
“O mundo rapidamente está a amadurecer para a destruição. Logo deverão derramar-se os juízos de Deus, e pecado e pecadores serão consumidos” (Patriarcas e Profetas, pág. 167, 168 ).
Precisamos tomar a decisão de fazermos parte do povo de Deus, não buscarmos os prazeres deste mundo, sua beleza, pararmos de argumentarmos com a vontade de Deus e Subir o monte.
APELO
Por que você ainda se demora em subir o monte.
Entregue sua vida nas mãos de Deus. Deixe que ele guie sua vida, mesmo que as coisas pareçam difíceis ou sem saída deixe Deus te guiar.
A ser viso do rei PR. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário