segunda-feira, 1 de abril de 2013

honra e prosperidade


TEXTO BASE 2° JOÃO 2:

INTRODUÇÃO 

TEMA: HONRA E PROSPERIDADE.

“Amado, acima de tudo, faço votos por tudo prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.”
O reino da prosperidade é um reino diferente
“Buscai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6: 33)
O reino da prosperidade é um reino diferente. Nesse reino, não é qualquer pessoa que entra.
No reino do rico ou do pobre, qualquer pessoa entra por uma questão casual, de trabalho, etc.
Mas no reino da prosperidade, só entra quem cumpre princípios.
O reino da prosperidade tem trilhos e cada trilho tem um destino. Deus trabalha com destinos específicos.
Dentro do reino comum, onde há pessoas pobres, e foi Deus quem criou o pobre, apesar de Ele não ser o Senhor da pobreza, é possível que encontremos pessoas que almejem sair da linha de pobreza porque têm vontade de mudar de vida. Trabalham, investem e são abençoadas por Deus.
No Salmo 32, o salmista ficou irritado porque o ímpio prosperava.
De igual modo, você pode conhecer um homem muito rico e já ter até sentido raiva ou inveja por isso.
Mas saiba que não é porque a pessoa é rica que também é próspera.
A Bíblia diz que o salmista entrou num mau humor terrível porque o ímpio estava prosperando, enriquecendo.



Mas Deus lhe disse que o justo não ficaria desamparado nem a sua descendência mendigaria o pão.
Os que andam com Deus são acrescentados em prosperidade, e a prosperidade que o Senhor tem para os Seus filhos é muito diferente da ‘prosperidade’ que o mundo apresenta.
A riqueza falsa, adquirida de forma errada, com quebra de princípios, fazendo das pessoas trampolim, defraudando o pobre, tirando o direito do trabalhador, sonegando imposto, não é duradoura.
Observe que pessoas que ‘sobem’ dessa forma, da mesma forma como ‘sobem’, descem. Mas os que entram na trilha do princípio, prosperam de forma correta.

Sempre costumo explicar que há diferença entre sucesso e êxito.
Os que ganham muito, mas de forma desonesta, alcançam sucesso.
Mas todo sucesso tem insucesso. Porém, os que entram no êxito, entram em uma ação contínua.
O Senhor lhes agrega bens no sobrenatural.
Herança humana é uma dádiva humana, fruto de trabalho.
Mas a prosperidade é resposta divina.
Todas as pessoas que entram em prosperidade nunca decrescem, sempre são acrescentadas.
As pessoas que entram em prosperidade cumprem o princípio de Mateus 6: 33.
Buscai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas.”

Prosperidade financeira é um favor divino
Você precisa entender que prosperidade financeira é um favor divino.
Quando você cumpre os princípios, Deus Se agrada de você e o prospera.
Podemos lembrar de alguns personagens bíblicos que andaram com Deus, cumprindo princípios e prosperaram.
1ª Abrão. Mesmo tendo 75 anos de idade, Deus prosperou Abrão. Isso para que saibamos que nunca é tarde para ter a sorte mudada de forma absurda.
2° Moisés. Moisés também teve a sorte mudada. Deus o prosperou de forma absurda.
Mas antes de prosperar absurdamente, o Senhor fez com que Moisés fosse filtrado no deserto por 40 anos.
Deus trocou as sandálias de Moisés e o fez andar por caminhos santos; o mesmo Ele fará com você.
Todos os que andarem com você também prosperarão. Esse é o princípio de Deus de prosperidade para os que decidem andar com Ele.
3° Davi. Davi foi um homem que agradou o coração de Deus. Teve muitas situações de pecado em sua vida.

Por causa dele, muitos tiveram a sua vida ceifada. Podemos afirmar, através do ensinamento de Davi, que todo pecador é criminoso, porque pecado é delito; delito é crime.
Então, todo pecador é criminoso no mundo espiritual.
Davi foi um homem que pecou, sim, mas que se arrependeu de uma forma que Deus Se agradou do seu arrependimento e o fez prosperar de forma absurda. O mesmo pode fazer com você.
A forma de você anular o seu passado é através do arrependimento.
Davi sabia que toda a sua prosperidade vinha do Deus Todo Poderoso.
Ele disse que Deus o havia tirado de detrás dos currais, do meio do charco de lama para fazê-lo rei de Israel.
Ele se arrependeu de todos os seus pecados. Essa foi a diferença na vida de Davi.
Ele não tinha remorso, mas se arrependia de forma verdadeira. Ele permitia que a ação divina corresse em sua vida.

Através da vida desses grandes homens de Deus e de muitos outros que não foram citados neste estudo, podemos aprender que há uma grande diferença entre riquezas e prosperidade.
Riquezas estão ligadas a ações humanas. Prosperidade está ligada a ações divinas.
Então, não ande confundido nesses conceitos. Saiba reconhecer a diferença entre uma coisa e outra.
Quando você vir um homem rico, saiba que é a ação humana que entrou em operação.
E que todo trabalhador é digno do seu salário, seja ímpio, seja crente.
Mas, quando você vir um homem próspero, saiba que a ação divina entrou em operação, porque os princípios foram observados e guardados.

Que você entre na rota da prosperidade.
Que haja desejo no seu coração de agradar a Deus para que Ele também Se agrade de você.
Deseje entrar nessa ação.
Agrade o coração de Deus e prospere de forma absurda como todos os grandes homens de Deus prosperaram.
“Amado, acima de tudo, faço votos por tudo prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.” (III João 2)

A ser viço do rei PR. João Nunes Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário