segunda-feira, 3 de junho de 2013

o poder da esperança

TEXTO BASE  HB 11: 13 =16

INTRODUÇÃO

TEMA: O Poder da Esperança

 “Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas vendo-as de longe e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela donde haviam saído, teriam oportunidade de tornar. Mas, agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Pelo que Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade”(Hb. 11: 13, 16).

O texto de Hebreus nos traz a galeria dos heróis da fé.

Homens que se despontaram como referenciais para
nós, se também almejamos alcançar a pátria dos céus.



Eles viveram na terra, receberam as promessas de Deus, creram nelas, viram-nas de longe, mas não as alcançaram.

O que mais nos impressiona é que mesmo não alcançando as promessas aqui, eles não esmoreceram na fé, nem blasfemaram do Senhor que os deu tais promessas.

O senhor nos chama para sermos uma geração que abole totalmente oimediatismo que permeia muitas das promessas humanas, até mesmo nas liturgias cristãs de hoje, e nos voltarmos para Ele e nos tornarmos aquilo que fará com que Ele não se envergonhe de nós.

Atitudes com relação às promessas

I° Viver em fé:  a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem (Hb 11: 1). 

 Ela não obra do acaso, mas fruto da ação da Palavra de Deus na vida de quem dá ouvido a Ela.

A fé é construída, é fruto da experiência do ouvir e aplicar. Sobre este pilar, do ouvir e aplicar, teremos as experiências que consolidarão nossa fé, confirmando dia após dia nossa caminhada em direção ao Senhor e sua vontade.

II. Ver ao longe: os que andam em fé enxergam além das distâncias comuns que enxergariam os olhos humanos. 

A alma do exercitado em fé, faz com que ele não olhe mais as circunstâncias, mas sim, em linha com a nova perspectiva relacionada às experiências alcançadas pela ação do Espírito e da Palavra.

Sua alma está presa às experiências que forjaram nele a confiança irrestrita no seu Deus, que já lhe provou o quanto é fiel e o quanto pode fazer.

III. Crer nas promessas: Como já dissemos de outras vezes, crer é um ato de vontade. 

Decidimos crer em Deus, crer nas suas promessas, crer na sua Palavra. Crer não é buscar dentro de si o sentimento, a inclinação, a sensação de se estar crendo.

É optar por crer, é decidir crer, em meio a dúvidas dizer, eu creio em Deus.

Em meio a temporais, dizer:

Eu creio no Deus que acalmou a tempestade e por certo fará calar todas as que vierem contra mim, isto é crer.

IV. Abraçar as promessas: Abraçar as promessas é deixar que elas moldem seu estilo de vida. 

É adequar toda a sua realidade de acordo com as diretrizes das promessas.

É tomá-las para si e permitir que toda a sua vida seja transformada por elas.

É não se arraigar, não criar raiz no mundo, é estar sempre pronto a se mover em Deus e para Deus.

Também devemos estar prontos para subir quando chamados, pois sabemos que aqui não é o nosso destino final, e sim os céus.

O caráter daquele que espera

1° O caráter moldado na esperança é precioso diante do Senhor.

O autor diz que aqueles que morreram na esperança, mesmo não alcançando as promessas, exaltaram ao Senhor, alcançaram um testemunho digno que Deus não se envergonhou de se chamar seu Deus.

2. Enquanto aguardo o cumprimento das promessas, mas não tenho nelas a plenitude da minha alegria declaro que busco algo melhor e maior.

As promessas são importantes, mas totalmente precioso é o Senhor da Promessa.

As bênçãos as quais aguardamos são tremendas, mas imprescindível é ter o abençoador.

O tempo que vivo e aguardo por tudo o que o Senhor tem falado, cresço na comunhão, cresço na dependência, e descubro que as promessas são importantes para essa vida aqui. Mas nosso amado Senhor é precioso para toda a nossa existência tanto terrena, quanto eterna.

3. O que é mais importante para Deus não é você alcançar todas as promessas ou não:

Mas que você o ame, que você creia Nele acima de qualquer coisa ou circunstância, que você deseje estar com Ele todos os dias, que você espere por Ele todos os dias.

Fazendo assim você proclamará a verdade, alcançará um testemunho de fé inabalável, não viverá movido pelas circunstâncias e agradará tremendamente o coração do Pai.

Conclusão 

Nestes dias precisamos ser ousados para manifestar essa Palavra do Senhor.

Queremos manifestar ao mundo a Glória de Jesus, desejamos ardentemente que sejamos conhecidos como aqueles que realmente comungam com Senhor e têm sido transformados pela sua presença.

Desejamos ser um povo que ama ao Senhor por entendermos aquilo que Ele é, e não por aquilo que Ele pode trazer de benefício as nossas vidas.

Esperamos por Ele, a promessa é que estaríamos com Ele, e é isso que queremos.

Os que assim estão vivendo manifestam um caráter poderoso, digno, e é o que o que o Senhor quer encontrar em nós.
   A ser=viço do rei Pr. João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário