sexta-feira, 18 de setembro de 2015

VIRGINDADE FEMININA

TEXTO BASE GÁLATAS 5: 19 - 21

INTRODUÇÃO

TEMA: VIRGINDADE FEMININA

Quando um jovem cristão comete fornicação, ele está contaminando o templo do Espírito Santo, além de tirar a santidade de algo que pertence ao Senhor! I Co 6. 19,20.

Na epístola aos Gálatas vemos os pecados na área sexual fazendo parte da lista das obras da carne e o Senhor afirma que os que cometem tais coisas, não herdaram o reino dos céus! (Gl 5.19,21).

A VIRGINDADE COMO SÍMBOLO DE SANTIDADE:

A virgindade é símbolo de santidade.

 Jesus nasceu de uma virgem (Is 7.14). 

A virgindade na Bíblia é tão importante que é usada por Deus como figura da Santidade da igreja (II Co11. 2).

O ensino Bíblico é de que a virgindade deve ser mantida pelos jovens. 

Existe uma tendência de se pensar que virgindade é um assunto somente para mulheres, o que é um engano, os homens também devem procurar manter a santidade do seu corpo; o pecado é o mesmo para ambos, embora seja verdade que as conseqüências físicas da fornicação sejam na maior parte das vezes piores para as mulheres. 

Conservar a virgindade é muito mais do que não ter relação sexual antes de casar, é muito mais do que ter o hímem intacto; ser virgem é conservar a pureza e santidade!
  
A Diferença entre a fornicação para o ímpio e para o crente
Quando um ímpio cai em pecado na área sexual, como em qualquer outra área da sua vida, ele o faz sem ter Deus em seu coração, desconhecendo a vontade do Senhor, embora a maior parte saiba que é errado (At 17. 30). 

Quando uma moça que não é mais virgem aceita a Cristo como seu Senhor, para Deus ela se torna como uma virgem e os seus pecados são perdoados (Is 1.18; IICo 5.17; Hb 8.12; 10. 17).

A mulher tem seus prejuízos ao nível de psique, e sofre por comparações em seu mundo psíquico, afetando sua parte emocional e afetiva, mas também perde em seu corpo características importantes para sua sexualidade, coisa que não ocorre com o homem.

A relação sexual oferece ao cérebro uma intensidade de drogas que quase nenhuma outra experiência confere.

A memória sexual ou qualquer outra, ativa certos caminhos neurais, e o constante passar de impulsos elétricos por esses neurônios, fortalece essas conexões, e criam ´trilhas´ que são a memória de cada indivíduo.



Uma experiência sexual é intensa ao cérebro, por seus impulsos e drogas que são despejados ali.

A memória sexual se torna uma experiência muito gratificante ao cérebro, e fortemente impressiva.

Quando a mulher tem relações sexuais com parceiros diferentes, esses estímulos sofrem variações. 

A personalidade, temperamento, patrimônio emocional, raça e outras infindas diferenças de homem para homem, lhe proporciona uma relação sexual diferente da outra.

Algumas serão mais prazerosas, outras serão normais e algumas serão frustrantes; e assim sua psiquê vai fazendo comparações, que para o casamento será prejudicial, pois poderá estar depreciando seu futuro parceiro. 

Mesmo que ame seu marido, e ele seja o homem dos seus sonhos, haverá comparações ao nível de consciente e subconsciente. 

Até ocorrer uma adaptação psíquica, corre-se o risco de haverem outros problemas, e a mulher imaginar não ter feito a escolha correta.

O pecado possui milhares de formas para nos arrastar ao erro e a infelicidade. 

Uma pessoa pode pensar que sua vida financeira e emocional é bem sucedida, mas no aspecto sexual ocorrer mecanismos que vão minando a felicidade. 

O inverso também pode ocorrer - estar bem na vida sexual, mas nas finanças, no emocional, no espiritual haver problemas que comprometam a felicidade.

Mas em nosso presente século, o sexo é projetado em nossa mente de uma forma tão distorcida e irreal, que as frustrações sexuais podem ser mais rotineiras. 

A mídia faz do sexo uma fantasiosa experiência, e cria tantos devaneios, que pequenas frustrações podem fazer um indivíduo imaginar não ser feliz ou ter feito a escolha errada.

Como se não bastasse para a mulher as grandes responsabilidades que já possui por ser do sexo feminino, além dos prejuízos psíquicos, ela perde em seu corpo características que determinarão o seu prazer.

Todas as mulheres na sua primeira relação sexual por penetração, perdem o hímem. Ele é uma membrana perfurada, que sela a entrada do canal vaginal e que se rompe quando há a primeira penetração.

Um homem facilmente percebe se sua parceira sexual é virgem ou não nessa situação.

Muitos casamentos são desfeitos, ou acabam desmoronando por que a maioria dos homens exige isso de sua parceira – a virgindade. 

Já ouvi dizer que os homens não preferem as loiras, mas sim as virgens. Por que?

A mulher virgem oferece mais prazer ao homem, e também recebe mais prazer.

Obviamente existem inúmeras variações; mulheres que tiveram poucas ou somente uma relação sexual, perdem seu hímem mas poderão oferecer prazer sexual, é óbvio. 

As mulheres que tiveram muitas relações sexuais, também oferecem prazer, mas em intensidade diferentes destas ultimas ou uma virgem.

O importante é reconhecermos que um indivíduo, mulher ou homem, que se preserva de acordo com o conselho bíblico, se mantendo virgem para seu casamento, irá ter mais chances de felicidade sexual.

Quando Deus faz suas orientações, em sua Palavra é para nosso bem e felicidade em qualquer aspecto de nossa vida. 

Assim como o pecado envolve a morte espiritual e eterna, ele também acarreta em morte emocional, afetiva e até sexual.

A mulher que se envolve em vários relacionamentos e se entrega sexualmente a esses vários parceiros está se expondo a situações de dificuldade no futuro.

Os homens são diferentes uns dos outros; a anatomia do órgão sexual masculino varia de acordo com a raça. Mas para uma mulher virgem não haverá problemas com essa variação anatômica. 

Já a mulher que perdeu sua virgindade, poderá ter surpresa desagradável em evidenciar que seu antigo parceiro oferecia mais prazer que o atual. Não são todos os casos assim. 

A mulher pode encontrar um parceiro que sua anatomia lhe satisfaça sexualmente, e este receba prazer da mesma forma, mesmo ela não sendo mais virgem.

Percebendo estes fatos, alguns têm se entregado a relação sexual em todo e qualquer relacionamento, para saber se há adaptação na vida sexual.

Mas o que se evidencia é uma eterna busca pela perfeição sexual, e uma cativante experiência na promiscuidade.

Muitos raciocinam que se podem ter relações sexuais com várias pessoas, porque não permanecer assim? E assim permanecem em pecado...

Qualquer indivíduo, com ou sem virgindade, pode ser feliz sexualmente. 

Mas sem dúvida aqueles que permanecem firmes em seu princípio de pureza tem menos problemas a enfrentar, e menos frustrações a viver.

Virgindade não é garantia de felicidade. Já presenciei casais que ambos eram virgens ao se casar, mas não controlavam sua personalidade e a separação veio mesmo assim.

Mas há casais que se preservaram, e vivenciam menos problemas.

O segredo da Felicidade é andarmos nos conselhos Divinos e não deixarmos os conceitos mundanos mudarem nosso estilo de vida.

Portanto, não deixe que o mundo te seduza com as filosofias modernas de relacionamento; existe prazer na obediência e alegria na fidelidade.

CONCLUSÃO

Em Cantares 4.12, lemos: "Jardim fechado és tu, irmã minha, esposa minha, manancial fechado, fonte selada". 

Nota da Bíblia Estudo Pentecostal: 

"As três figuras de linguagem deste versículo salientam a verdade de que a jovem sulamita permaneceu virgem e sexualmente pura até casar-se.  

Manter a virgindade e a abstinência sexual é o padrão bíblico da pureza sexual para todos os jovens, do sexo masculino e feminino. Violar este padrão santo de Deus é profanar o espírito, o corpo e a consciência, e depreciar o valor do ato da consumação do casamento". (cf. Ct 2. 7; 3. 5). 

Jesus disse: “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. 

Eu, porém, vos digo: Qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração já cometeu adultério com ela” (Mt 5. 27-28). 

Jesus referiu-se à mulher com a qual o homem não é uma só carne. Qual seria a intenção impura? 

A intenção de com ela praticar o ato sexual. 

Nesta palavra estaria aberta a possibilidade de o homem fazer sexo com a sua namorada? 

Nem com a sua namorada, nem com a mulher de outro homem.

Um Forte Abraço!! Nos laços do Calvário que nos une......A serviço do Rei, Pr João Nunes Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário